O BONSAI NORDESTINO

Quem tem a oportunidade de conhecer um típico bonsai se encanta com esta verdadeira obra de arte natural, produzida pelo homem através de cuidados especializados.

Apesar de associados à cultura japonesa, foram os chineses os primeiros a cultivar árvores e arbustos em vasos de cerâmica. Atualmente muitas pessoas em todo o mundo tem no cultivo de um bonsai um hobby extremamente atraente.

Já na bela cidade serrana de Triunfo, encravada a mais de 1.000 metros de altitude, em pleno sertão pernambucano encontramos uma pessoa que criou um original “Bonsai Sertanejo”.

O Bonsai Nordestino

Valdilene Alves da Costa é a competente Gerente de Atendimento da aconchegante Pousada Baixa Verde, que nas horas vagas começou a desenvolver um autêntico bonsai com plantas típicas da caatinga nordestina.

Ela informa que a ideia original foi de seu amigo Aliomá Rodrigues, um triunfense que atualmente reside na cidade pernambucana de São José de Belmonte e trabalha como funcionário público na área da justiça. Aliomá desenvolveu este hobby pela admiração que possui em relação à cultura oriental, só que buscou adaptar as plantas típicas da região de Triunfo e das cidades circunvizinhas em seus bonsais. Valdilene se interessou pelo método e o amigo Aliomá prontamente lhe ensinou a forma e os métodos para desenvolver estes pequenos exemplares da típica caatinga sertaneja.

A base destes bonsais são pedras graníticas planas, fáceis de serem encontradas na região. Na sequência, utilizando cimento, são unidas a esta pedra principal vários seixos de cascalho, que servem como proteção lateral. Depois é colocada a terra misturada com adubo orgânico e as plantas.

O segredo para os cactos não crescerem e sua manutenção são muito fáceis de serem realizados. Segundo Valdilene deve-se deixá-los na sombra, adicionando uma vez por semana um pouco de água, procurando não molhar diretamente os cactos, que a artesã mistura com plantas do tipo suculentas..

Como o Sertão é um paraíso da biodiversidade, não faltam variedades de cactos para colocar nestes bonsais. São exemplares de pequenos mandacarus, xique-xiques, facheiros, rabo de raposa, coroa de frade, palma, espinheiro e muitas outras, todos naturais e conseguidos na região.

Valdilene vende seus bonsais já prontos, por valores que se iniciam a partir de R$ 20,00. Infelizmente, pelo peso e tamanho destas pequenas obras de arte naturais, ela informa que a venda destes bonsais pelo correio é inviável e a única maneira de se conseguir este produto é comprando diretamente com ela, na Pousada Baixa Verde, em Triunfo.

Valdilene confessa que não sabe praticamente nada sobre os métodos de criação e manutenção dos bonsais clássicos. Não sabe dizer se o que aprendeu a fazer com seu amigo Aliomá é realmente um bonsai. Mas isso não importa, pois para ela o que vale é o prazer de criar estes pequenos cenários da flora da caatinga e mostrar a beleza da nossa natureza típica.

Todos os direitos reservados

É permitida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de
comunicação, eletrônico ou impresso, desde que citada a fonte e o autor.

Anúncios

Uma opinião sobre “O BONSAI NORDESTINO”

  1. muitas árvores nativas no nordeste tem potencial para se desenvolver bonsais. Lembro de uma espinhosa conhecida como jurema de lenho tortuoso e folhas muito pequenas apesar dos espinhos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s