O TEMPO DAS BOTIJAS

FONTE - http://my.opera.

O povo nordestino tem certas peculiaridades que o distinguem dos de outras regiões brasileiras. São tradições e costumes que o pintam de maneira singular.

Quando criança, comecei a ouvir lá no meu interior, histórias de descobridores de botijas, era o tempo das botijas que creio eu ainda não findou-se.

Contavam os mais velhos que nos séculos XVIII, XIX e ainda quase metade do século XX. O povo do interior costumava guardar suas moedas de ouro, prata e cobre escondidos em latas de metal onde podiam ser conservadas ou em baús revestidos de chapa de metal e enterrados. O lugar era marcado por pedras, acidentes geográficos ou embaixo de grandes e velhas árvores.

As latas eram colocadas nas paredes grossas das casas e os baús, longe, como já dito fora delas.

O costume se fazia pela falta de bancos, pelo medo do roubo e por não ter com que gastar o muito lucrado. Sertanejos faziam quase tudo, e se às vezes tinham o que comprar, guardavam uma minguada economia que sobrava sempre e assim se mantinham.

FONTE - http://mercadotesinatamayo2009.blogspot.com

Em Ipueiras, foram encontradas várias botijas no correr de sua história, a mais recente na década de 1970. O descobridor derrubando as paredes de uma antiga casa encontrou socado numa grossa parede de canto uma lata, cheia de moedas de prata e ouro, não se sabe o valor, o certo é que silenciosamente em pouco tempo mudou-se com a família para uma capital do sudeste e só depois por parentes se soube do fato.

Contornando o morro do Cristo, em Ipueiras , se via no caminho serpenteado, covas quadradas na medida de um grande ou médio baú, quase a beira da estrada carroçal.

Não havia dúvida, e isso era fato corrente daquela região, muitas botijas foram certamente achadas.

Dizem os mais velhos que às vezes o felizardo sonhava com o lugar, ou por pura sorte cavando encontrava. Para completar o quadro,era corrente a história de que ao cavar o astuto e ambicioso tinha visões macabras, como fogo queimando o corpo, cobras se enroscando nas penas e espíritos penados a mandar que parasse a escavação. O certo era que das histórias que ouvi muitos fugiram e se desequilibraram mentalmente, outros mais corajosos iam até o fim, e bastava abrir o baú de madeira carcomida, tudo sumia com um gemido medonho.

O que levava estas botijas a serem esquecidas era ou a morte repentina do dono, e só ele sabia onde estava, ou pela idade o esquecimento que lhe fazia procurar e não mais achar o lugar correto.

Outro fato era o sonho do lugar da botija, dizia-se que o espírito não teria paz enquanto não revelasse o segredo, o dinheiro que em vida não usufruiu, que o ouro e a prata o prendiam no lugar.

Verdadeiro ou falso, muitos descobriram esses tesouros, e formou-se lenda no sertão, dinheiro não gasto traz a perdição do falecido.

FONTE - http://www.andgospel.com.br

O tempo das botijas passou. Mas quem pode afirmar quantas ainda estão a esperar o seu descobridor. Com modernos aparelhos a detectar metais, um corajoso aventureiro não há de voltar de mãos vazias, ficando rico da noite para o dia e finalmente libertando o espírito de quem a enterrou.

Bergson Frota – Cronista – bergsonfrotta@ig.com.br

FONTE – http://www.opovo.com.br/app/opovo/jornaldoleitor/2011/08/20/noticiajornaldoleitorjornal,2280957/o-tempo-das-botijas.shtml

Anúncios

18 opiniões sobre “O TEMPO DAS BOTIJAS”

    1. Eu acredito sim eu acredito porque no ano de 2003 eu sonhei que ganhava uma dessas de junto com meu tio e daí no sonho a gente ia lá buscar quando chegava lá ficava com um olho grande e começava de engolir o que brilhava mais os mais lindos os mais pequenos eu engolir e daí vem um cara bem feio bem esquisito assim parecendo que tava se decompondo e falava assim que se eu levasse ele é passado de geração em geração e a gente não ia ter paz desde então eu fiquei com muito medo eu morava em uma cidade e isso era pra mim buscar em outra cidade e daí eu contei pros meus avós e meu meu pai e ele falou que realmente existe esse lugar e que antigamente minha avó e a lavar roupa lá concluindo e hoje estou pobre o caso da minha ganânciar.

      Curtir

    1. No ano de 2003 eu morava em uma cidade chamada Cuité e meu tio morava em uma cidade chamada Cristalina Goiás eu sonhei em uma sexta-feira que eu ganhava um baú cheio de ouro no sonho era pra mim ir junto com esse meu tio daí a gente foi quando chegou lá eu fiquei muito impressionada com tudo o que ele ouro que a gente viu e daí enquanto ele tava pra trás procurando umas e outras barras de ouro eu pegava os mais humildes e ficava engolindo engoliu bastante não sei de onde vem essa ganância toda mas aí apareceu um homem muito feio todo machucado falando que se eu levasse que ele ouro ele ia passar de geração em geração na família e que a gente não ia ter paz e daí eu deixava pra trás e aquilo lá e eu virando tipo 1 sabugueira’ é barra de sabão bem esquisito esse sonho

      Curtir

  1. Tenho 3 Detectores de metal mais até hoje só achei bala de canhão de 1864 e moedas antigas mais sem valor………..MIRANDA-MS

    Curtir

    1. tenho quase certo um lugar, aqui no ceara, localidade por nome de FALCAÕ. perto da cidade de ACARAÚ. Hoje não há mas a casa, só parte dela, mas desde muito tempo, se sabe que lá tem uma, e muitos já tentaram tirar, mas são assombrados por coisas estranhas. eu já frenquentei a casa quando era criança, e eu mesma nunca vi nada, mas outros primos meus sim. Nunca encontrei ninguém com coragem pra voltar lá depois que eu fiquei adulta, mas tenho vontade de voltar pra procurar.

      Curtir

      1. Oi Fernanda. Adorei tua história. Tenho um amigo que está aqui no Rio mas tem família no Ceará. Ele a visita ao menos uma vez ao ano. Ele também tem um detector de metais e ficaria muito feliz em procurar a botija nessa casa que você mencionou. Caso você concorde, posso passar teu email para ele e vocês combinam alguma coisa. Fico aguardando uma posição sua e seu email caso você se interesse em que ele tente encontrar o tesouro.
        Atenciosamente,
        Augusto Vincenzo

        Curtir

      2. Se eu morasse no brasil eu ia com vc. Sempre quis encontrar uma botija dessa , minha vo contava essas historias desde quando eu era pequena 😉

        Curtir

  2. Augusto Vincenzo você tem que ir atras das histórias com as pessoas mais antigas da cidade,lugar de moradias antigas,arvores antigas,mais o principal e as histórias numa dessa você encontra uma botija…..José Carlos MIRANDA – MS

    Curtir

  3. Não, não é uma lenda urbana… um parente meu ganhou uma botija, disse que em um lugar chamado alvorada triunfo em alagoas, é uma antiga fazenda, pertencente a senhores de engenho. ele disse que apareceu em sonho um homem muito velho, com aspecto penitente, e o mesmo lhe mostrou um rio e uma arca de ouro com um sino tbm de ouro, porém o adivertiu a ir sozinho e enfatizou a importância de devolver o sino a igreja de Nossa Senhora da Luz!
    ELE FOI AO LOCAL INDICADO, NA HORA MARCADA, VIU O RIO E A ARCA COM O SINO EM CIMA, PORÉM, ELE DISSE QUE FICOU ENCANTADO COM A BELEZA DO SINO DE OURO, E COBERTO POR UMA GANANCIA QUE ELE DIZ NÃO SABER DE ONDE VEIO, ACABOU DIZENDO EM VOZ ALTA QUE NOSSA SENHORA NÃO PRECISAVA DE SINO NENHUM, MUITO MENOS DE OURO!!! O FATO É QUE A BOTIJA VOLTOU DE ONDE VEIO, O ENCANTO SE PARTIU, TUDO VOLTOU AO NORMAL E ELE FICOU SEM NADA!

    Curtir

    1. ola eu sou la da paraiba e já o vi fala muito de botija e eu mesmo já vi locais a onde foi arrancado uma botija em uma casa velha no sitio pinhões isso fica em sumé paraiba ir tem uma outra casa velha la na mesma região que minha mãe sonho com uma botija la e uma casa de fazenda muito antiga tem varios quartos eu conheço a casa e de uma família holandesa eles chegarão la na epoca de 30 e minha mãe fala que em um dos quarto em sonho uma senhora aparecia a ela e mandava ela cava em um determinado local do quarto ir falava cavi a qui e o que tive aqui e seu minha mãe fala que no local indicado pela o espirito tem uma grande rachadura no chão minha mãe não teve coragem pra cava ai eu pergunto com a permição da minha mãe eu poderia cava e sera que vo encontra e liberta os espirito que estão preso la eu conheço a casa muito bem i não mora mis ninguém la nessa casa mais em uma outra casa prto mora os donos da casa e por sinal e meus amigos valeu aguardo um retorno de sua opinião !!!!

      Curtir

  4. Eu tive um sonho no ano de 2003 morava em uma cidade chamada Cuite na PB em uma sexta feira sonhei com uma pessoa que não via o rosto que me mostrava um caminho onde eu tinha que ir com meu tio que morava em Cristalina no Goias. o fato e que fomos e chegando la eu fiquei tão radiante com tanto ouro eram joias, colares barras de ouro a minha ganancia foi tao grande que eu começava engolir as peças mas pequenas, dai apareceu um homem muito feio arrastando uma perna tipo assim se decompondo, e falava pra mim que seu levasse alguma coisa ele ia passar de geração e geração e que não iriamos ter paz.e as joias começavam a virar em sabogueiras e barras de sabão se desfaziam trem mais doido. concluindo contei para minha vó e meus pais e eles falaram que realmente existe esse lugar que lavavam roupas antigamente nesse lugar e que eu nunca fui la mais contei com detalhes o caminho. pra vcs verem como foi estranho eu morava em uma cidade meu tio em outra bem diferente e onde eu tinha que buscar esse ouro era numa cidade vizinha a minha.

    Curtir

  5. Sempre ouvi histórias de botijas aqui na minha cidade, Porto da Folha-SE. Conheci pessoas que sonharam e locais dos quais já haviam botijas. Tudo isso que vc falou eu já escutei várias vezes. Parabéns por tocar num ponto muitas vezes esquecido de nossa cultura.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s