AO GRANDE HÉLDER MACEDO

Prof. Hélder Macedo
Prof. Hélder Macedo

Hoje pela manhã, acho que era no máximo oito e dez, fui realizar uma rápida pesquisa no nosso Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte.

Estava entrando apresado na casa de nossa memória, pois tinha apenas uma hora antes de seguir para o meu horário de trabalho, quando encontrei várias pessoas visitando aquela centenária instituição.

Para minha surpresa descubro que eram estudantes do curso de história da UFRN, do campus de Caicó e a visita estava sendo supervisionado pelo Professor Hélder Alexandre Medeiros de Macedo.

Para mim foi uma surpresa dupla. Primeiro por ver estudantes universitários em grupo, acompanhados de um professor, visitando aquela instituição. Em segundo lugar, e mais gratificante, em reencontrar meu querido primo e um dos grandes inspiradores que tenho no prazer pela história.

Helder Macedo é hoje professor titular da UFRN com todos os méritos, capacidade, dedicação, préstimo e valor. Mas antes de tudo Hélder merece está nesta instituição por ter vocação. Jamais em minha vida vi uma pessoa com tamanha vontade de ser historiador como ele.

O professor e sua turma visitando o IHGRN. De vermelho, ao lado de Hélder, a nossa amiga em comum Lúcia, funcionária da casa e grande apoio aos pesquisadores.
O professor e sua turma visitando o IHGRN. De vermelho, ao lado de Hélder, a nossa amiga em comum Lúcia, funcionária da casa e grande apoio aos pesquisadores.

Eu era garoto e algumas vezes fui visitar Carnaúba dos Dantas, a cidade de origem da minha família paterna e lá conheci o primo Hélder. Aquela figura magra, de fala tranquila, tímido que Deus me tenha, que praticamente só falava da história do lugar e da nossa família. Lembro-me de vê-lo andando com um exemplar de uma enciclopédia de vultos históricos, narrando vários fatos interessantes. Foi Hélder quem me apresentou a maravilhosa Biblioteca Donatilla Dantas.

Daí surgiu em mim uma admiração profunda e intensa por este ser humano.

Hélder é de família humilde e honrada. Mesmo morando em uma cidade pequena, do sertão potiguar, não teve nenhum problema em enviar uma carta (neste tempo e-mail era ficção científica) para o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, mais precisamente para o pesquisador potiguar Olavo de Medeiros Filho. Na carta lhe pedia algumas informações genealógicas, se não me engano.

A amiga Lúcia, funcionária da nossa casa da memória, lembra perfeitamente do fato e de como este grande pesquisador ficou impressionado com a missiva daquele garoto de Carnaúba dos Dantas.

Dali nasceu uma grande amizade e Hélder pôde absolver grandes ensinamentos de uma pessoa que jamais teve laivos de grandeza, mesmo sendo autor de 18 importantes trabalhos sobre a história potiguar e ser membros de 18 instituições de cultura e história espalhadas pelo Brasil. Homem simples e tranquilo, Olavo valorizava aqueles que gostavam da história.

Tempos depois Hélder entra na UFRN, logicamente no curso de história. Ali seguiu todos os tramites da vida acadêmica e recentemente alcança seu grande sonho de ser professor.

É autor de inúmeros trabalhos acadêmicos sobre nosso Seridó querido e de vários livros. Com sua juventude e garra ainda vai nós oferecer muita coisa sobre a região.

Aqui estamos juntos ao quadro que reverencia no IHGRN a figura de Olavo de Medeiros
Aqui estamos juntos ao quadro que reverencia no IHGRN a figura de Olavo de Medeiros

Praticamente tudo que ele publica coloca na internet. Mas não é para se mostrar como um “doutor”, como a “sapiência em história”, apenas democratiza o que produz. Venho seguindo, como um dileto admirador e virtual aluno, toda a sua luta e esforço. Espelho-me totalmente nesta grande figura humana e gostaria de ser apenas 10% do historiador que ele é.

Sem desmerecer nenhum dos seus colegas, mas certamente seus alunos tem uma grande sorte de ter Hélder como seu Mestre.

– Hélde Macedo é bacharel e licenciado em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES), Campus de Caicó (2002). Especialista em Patrimônio Histórico-Cultural e Turismo pela UFRN-CERES-Campus de Caicó (2005). Mestre em História, com área de concentração em História e Espaços, pela UFRN (2007). Doutor em História, com área de concentração em História do Norte e Nordeste do Brasil, pela Universidade Federal de Pernambuco (2013). Atualmente é Professor do Departamento de História do CERES, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, lecionando no Campus de Caicó. Seus interesses de pesquisa estão ligados à história sociocultural da América portuguesa, índios, negros, mestiçagens, escravidão, acervos e patrimônio cultural.

Anúncios

4 opiniões sobre “AO GRANDE HÉLDER MACEDO”

  1. É uma honra ser aluna Dr.Helder Macedo. Me sinto muito lisonjeada! Pessoa de caráter e altamente inteligente. Tenho uma admiração imensa por ele. Yasmin Rolim, aluna graduando em História(UFRN).

    Curtir

  2. Fico envaidecido em dizer que o tenho como amigo. Uma “alma boa”, como dizia meu avô. Não me atrevo em falar da capacidade intelectual dele. Não sei nem qualificar.

    Curtir

  3. Comheci-o durante os primeiros passos do Projeto Monumenta. Percebi que não estava diante de qualquer pessoa. É um historiador admirável. Para mim esse sim é uma celebridade! É graças a homens assim que grandes garimpagens e novas reflexões e descobertas passam a ser feitas. Homens quie trabalham com a história em sua essência. História real. Parabéns Helder!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s