RÚSSIA DENUNCIA TENTATIVA DE REVISAR A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

O Exército Vermelho conquista Berlim: fim da Segunda Guerra na Europa
O Exército Vermelho conquista Berlim: fim da Segunda Guerra na Europa – CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR

Em meio as muitas tensões provocadas pela crise na Ucrânia, surge esta nova questão envolvendo a história da Segunda Guerra Mundial.

Os intentos de reescrever a história da Segunda Guerra Mundial se tornam mais fortes hoje no mundo, denunciou o vice-ministro russo das Relações Exteriores Vassili Natenya depois de uma visita de dois dias a Cuba na última semana.

As manobras para revisar a história da Segunda Guerra e seus resultados estão sendo feitas há muito tempo, declarou o vice-ministro à agência Prensa Latina.

Agora se busca tergiversar as decisões do Tribunal de Nuremberg que definiu claramente quem foram os libertadores quem foram os criminosos na conflagração mundial, destacou.
Uma das mentiras mais claras consiste em equiparar o nível de responsabilidade da Alemanha com o da União Soviética ao deflagrar a Segunda Guerra Mundial, sublinhou o diplomata, que viajou a Cuba para participar em consultas entre as duas chancelarias em formato ampliado.

Militares russos e americanos em uma base aérea russa. Aliados por pouco tempo e inimigos por décadas.
Militares russos e americanos em uma base aérea russa. Aliados por pouco tempo e inimigos por décadas.

Ademais, tenta-se diminuir o papel do povo soviético na vitória durante a Segunda Guerra Mundial, que deu aos povos da Europa a possibilidade de eliminar o horror fascista, afirmou.

Alguns políticos chegaram a afirmar que a citada vitória levou as nações europeias à subjugação, em vez de libertá-las, o que é uma barbaridade, expressou.

A correta educação das novas gerações não pode ser em absoluto subestimada, advertiu.

Nós e os países que compartilham nossas posições vamos fazer todo o possível para que o ocorrido na Grande Guerra Patriótica, seus heróis e mártires nunca sejam esquecidos, declarou Netenya.

Funcionários do governo polonês consideraram em um recente ato em homenagem às vítimas do Holacausto que os prisioneiros do campo de concentração de Auschwitz foram libertados pelo exército ucraniano.

Na realidade, o primeiro exército ucraniano era integrado por militares russos, bielorrussos, armênios, quirguises, tajiques e também ucranianos que faziam parte do Exército Vermelho soviético.

Esses problemas envolvendo a memória da Segunda Guerra Mundial não são novos, principalmente no Leste Europeu. Em 2009, na cidade polonesa de Gdansk, durante a cerimônia que lembrou o momento exato dos 70 anos do início da Segunda Guerra Mundial, muito mal estar ocorreu entre autoridades polonesas e russas. 

Na época a Rússia e seus ex-aliados do Leste Europeu estavam em atrito por causa do papel exercido em 1939 pelo então ditador soviético Josef Stalin, cujo acordo com a Alemanha nazista permitiu a invasão da Polônia e o início da guerra. Enquanto os russos se orgulham profundamente da sua vitória sobre as forças de Adolf Hitler em 1945, os poloneses, bálticos e outros dizem que Stálin também foi diretamente responsável pelo início da guerra, ao dividir a Polônia com Hitler e anexar os países bálticos. As acusações russas criaram terrível mal-estar na Polônia e fizeram com que alguns historiadores acusassem Moscou de tentar ofuscar os atos que lembravam o começo da guerra.

Militares russos durante a Segunda Guerra Mundial
Militares russos durante a Segunda Guerra Mundial

A Polônia foi uma das grandes vítimas da guerra, perdendo 20% de sua população, com a morte de aproximadamente seis milhões de habitantes, a metade deles judeus. O país queria que Moscou se desculpasse pela decisão de Stalin de matar todo um batalhão polonês em Katyn em 1940. Durante décadas, os russos atribuíram essas mortes aos nazistas, só admitindo a responsabilidade de Stalin após o fim do regime soviético.

FONTE: Prensa Latina – http://www.forte.jor.br/2015/02/10/russia-denuncia-tentativa-de-revisar-historia-da-segunda-guerra/  

http://www.forte.jor.br/2009/09/01/polemica-historica-marca-cerimonia-de-70-anos-da-2%C2%AA-guerra/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s