PROJETO “POR ARES NUNCA DANTES NAVEGADOS” PRESTA HOMENAGEM AOS PIONEIROS DA AVIAÇÃO GAGO COUTINHO E SACADURA CABRAL

IMG-20180604-WA0002

O lançamento do projeto se dará na Unibes Cultural, Sao Paulo, em 18 de Junho próximo, em evento que terá short talks na mesa “Os Inovantes dos Ares: do Sextante ao GPS” e concerto com o grupo português Senza, com abertura do show pelos brasileiros Luísa Lacerda e Quarteto Geral.

Em 1922 o geógrafo Gago Coutinho e o piloto aviador Sacadura Cabral protagonizaram aquela que permanece como um dos maiores, senão o maior, feito da aviação mundial. A bordo do Lusitânia, um hidroavião monomotor, realizaram a primeira travessia aérea do Atlântico Sul, voando de Lisboa até o Rio de Janeiro com a até então inédita navegação por instrumentos.

6-1-101
Sacadura Cabral e Gago Coutinho em 1922 – Fonte – https://gagocoutinho.wordpress.com/

Para celebrar a inédita e audaciosa empreitada, e ainda para homenagear o povo e a nação portuguesa, destacando sua histórica contribuição no desenvolvimento da aviação, Rita Figueiredo França idealizou o projeto “Por Ares Nunca Dantes Navegados”.

1922fairey-iiidmk2-01z
Hidroavião monomotor FAIREY F III-D MKII – Coleção do autor

A partir de agora e até 1922, ano do centenário da pioneira aventura de Gago Coutinho e Sacadura Cabral, o projeto vai realizar em diversas cidades brasileiras e também no Exterior uma grande variedade de eventos de natureza cultural, histórica e científica. O lançamento oficial do projeto “Por Ares Nunca Dantes Navegados” acontecerá na segunda-feira 18 de Junho, tendo como palco a Unibes Cultural – em evento integrado ao “Experimenta Portugal”, circuito cultural luso-brasileiro do Consulado Geral de Portugal em São Paulo.

img_0042
Trajeto do épico voo de 1922 – Fonte – http://gagocoutinho.wordpress.com/

O evento terá, às 18 horas, no Auditório da Unibes Cultural, as short talks “Os Inovantes dos ‘Ares: do Sextante ao GPS”, mesa de debates em que se homenageará a memória dos heróis portugueses Gago Coutinho e Sacadura Cabral e do brasileiro Alberto Santos Dumont, o pai da aviação, e se discutirá o é o desenvolvimento tecnológico aeronáutico, com percepções de tecnologias futuras.

im_a0011
Como foi retratado por uma revista um dos momentos do voo – Fonte – http://gagocoutinho.wordpress.com/

Na ocasião será prestada homenagem ao Dr. Ozires Silva, celebrando a vida do engenheiro aeronáutico que fundou a Embraer e sempre esteve dedicado à causa da aviação brasileira. A abertura das short talks estará a cargo de Paulo Lopes Lourenço, Cônsul Geral de Portugal em São Paulo. Participarão da mesa Ozires Silva, Ricardo Magalhães, Cláudio Lucchesi e um representante da Embraer ainda a ser designado – todos eles especialistas em questões aeronáuticas. Ozires Silva, engenheiro aeronáutico formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica, é, pode-se dizer, um brasileiro que já nasceu com asas. Foi co-fundador e presidente da Embraer, presidiu também a Petrobras e a Varig e foi ministro da Infra-Estrutura e ministro das Comunicações do Brasil. Por sua inestimável contribuição ao desenvolvimento da aviação brasileira, Ozires Silva será especialmente homenageado pelo projeto “Por Ares Nunca Dantes Navegados”.

in-maurc3adcio-de-oliveira3
O Voo dos portugueses sobre os Penedos de São Pedro e São Paulo – Fonte – http://gagocoutinho.wordpress.com/

Já Ricardo Magalhães é entusiasta e estudioso da 1ª Travessia Área do Atlântico Sul e de assuntos ligados à aviação. É vice-presidente do Instituto Alberto Santos Dumont, foi curador do Museu Aeronáutico da Base Aérea de Santos e atua como palestrante sobre a Santos Dumont e temas aeronáuticos.

Cláudio Lucchesi é jornalista e pesquisador da aviação. Criador da revista ASAS, é autor de diversos livros e publisher de obras históricas da aviação mundial em edições inéditas no Brasil. Condecorado pela Força Aérea Brasileira, Marinha do Brasil e Polícia Militar do Estado de São Paulo, é colaborador emérito do Exército Brasileiro, já tendo voado em cerca de 100 diferentes tipos de aeronaves.

Gago_Coutinho_e_Sacadura_Cabral-990x662

Logo depois das short talks, o evento terá às 20 horas, no Teatro da Unibes Cultural, um concerto reunindo grupo português Senza, além de Luísa Lacerda e Quarteto Geral, em uma celebração musical de Brasil e Portugal. O projeto “Por Ares Nunca Dantes Navegados” terá, ainda em 2018, várias outras atividades, entre elas uma exposição de arte, seminários histórico-científicos e novos concertos musicais. SERVIÇO – A Unibes Cultural fica na Rua Oscar Freire 2.500, Sumaré, São Paulo-SP.

PARA SABER MAIS VEJA – https://tokdehistoria.com.br/2011/12/26/1922-as-comemoracoes-em-natal-para-a-primeira-travessia-aerea-do-atlantico-sul/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s