POR QUE OS EUROPEUS DESENVOLVERAM PELE CLARA E TOLERÂNCIA A LACTOSE?

(FOTO: EDDY VAN 3000 / FLICKR / CREATIVE COMMONS)
(FOTO: EDDY VAN 3000 / FLICKR / CREATIVE COMMONS)

Os distúrbios alimentares não são tão recentes. Um estudo, que analisou os genomas de 101 eurasiáticos que viveram na Idade do Bronze – o primeiro período após a Idade da Pedra -, revelou que cerca de 90% da população era intolerante à lactose na idade adulta.

A mesma pesquisa também sugere algumas possibilidades sobre a as características dos europeus modernos. Segundo os cientistas, os olhos azuis, por exemplo, são originados por caçadores do período Mesolítico (10.000 – 5.000 a.C.).

Um grupo de humanos saiu da África e povoou a Europa. Hoje seus descendentes ainda estão lá e são reconhecíveis por algumas características muito distintas: eles têm pele clara, uma gama de cores de olhos e cabelos e quase todos podem beber leite tranquilamente. Mas de onde vieram essas características tão específicas?

Um pouco de história

A Idade do Bronze (cerca de 3,000 – 1,000 a.C.) foi uma época de grandes avanços. Sempre que uma cultura desenvolvia um conjunto de tecnologias novo, eles eram capazes de crescer e dominar outros povos (bem como em Age of Empires).

O estudo descobriu que a distribuição geográfica de variações genéticas no início da Idade do Bronze era bem diferente da atual, mas ao final parecia muito semelhante, sugerindo um nível de migração muito alto nesse período.

Um povo muito importante no desenvolvimento de novas tecnologias e da genética na Idade do Bronze foi os Yamnayas. Ao comparar o DNA de eurasiáticos da Idade do Bronze, como os Yamnayas, e os agricultores neolíticos, os pesquisadores descobriram que a maioria tinha fortes ligações genéticas.

Mas como traços que eram raros ou inexistentes em nossos ancestrais africanos se tornaram tão comum na Europa?

Olhos claros

A equipe de pesquisa também estudou o DNA de vários caçadores que viveram na Europa antes da Idade do Bronze. O resultado revelou que eles tinham uma combinação de características muito marcante: pele escura com olhos azuis.

Os olhos azuis dessas pessoas – e dos muitos europeus modernos que os têm – são graças a uma mutação específica perto de um gene chamado OCA2. Como nenhuma das amostras Yamnayas têm essa mutação, é provável que os europeus modernos tenham adquirido esse traço a partir desses caçadores europeus do Mesolítico (10.000 – 5.000 a.C).

Armas da Idade do Bronze - Fonte - ieeeufabc.org
Armas da Idade do Bronze – Fonte – ieeeufabc.org
Pele clara
A pele clara foi muito rara no Mesolítico, mas presente na grande maioria das civilizações da Idade do Bronze, tanto na Europa, quanto na Ásia. Como ambas as áreas receberam um fluxo significativo de agricultores do Oriente Médio durante este tempo, pode-se especular que as mutações surgiram no Oriente Médio.
Tolerância a lactose
Outra característica que é quase universal nos europeus modernos (mas não em todos) é a capacidade de digerir a lactose no leite na idade adulta. Como gado e outros animais foram produzidos na Eurásia ocidental desde muito tempo, pode-se dizer que tal mutação já estava difundida desde a Idade do Bronze.

Curiosamente, a civilização com as maioria dos indivíduos com esta mutação era a Yamnaya. Os resultados sugerem que a mutação pode ter se originado onde hoje é a Ásia e entrou na Europa com o Yamnaya.

Texto – FERNANDO BUMBEER

Fonte – http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Arqueologia/noticia/2015/06/por-que-europeus-desenvolveram-pele-clara-e-tolerancia-lactose.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s