SOBRENOMES DE JUDEUS EXPULSOS DA ESPANHA EM 1492 – VEJA SE O SEU ESTÁ NA LISTA

Expulsão dos judeus da Espanha
Expulsão dos judeus da Espanha

Autor – Rostand Medeiros

Uma grande amiga, que dá muito valor a história, me mandou a dica desta postagem.

Ela é feita sob medida para aqueles que buscam saber se descendem, ou não, de judeus.

Mas vamos aos fatos.

Bem, em um site de notícias mexicano temos a informação que o governo espanhol publicou uma lista com 5.220 nomes e sobrenomes de origem judaica, que serão reconhecidos pela Espanha após mais de 500 anos de exclusão.

Informa o site que dias atrás o parlamento espanhol começou uma análise para devolver a cidadania para os descendentes dos judeus expulsos em 1492.

Veja o link – http://www.sdpnoticias.com/internacional/2014/03/21/atencion-si-tu-apellido-aparece-en-esta-lista-podras-recibir-nacionalidad-espanola

Aqueles que possuem estes sobrenomes, que vivam ou não na Espanha, poderão obter a dupla cidadania. Pois segundo o site de notícias, o artigo 23 º do Código Civil Espanhol, afirma que “Os cidadãos estrangeiros sefarditas, que provem a sua condição e sua ligação especial com o nosso país, mesmo sem residência legal em Espanha, qualquer que seja a sua ideologia, religião ou crenças”.

aenfardelar
Expulsão de judeus – Fonte – https://lahistoriajudiadeandalucia.files.wordpress.com/2012/08/aenfardelar.jpg

Bem, se isso é sério e real eu não tenho como corroborar.

Mas sabemos que no final do século XV, os judeus compunham entre 10% e 15% da população de Portugal — isso somando os cerca de 50 mil judeus portugueses, mais os quase 120 mil que cruzaram a fronteira vindos da vizinha Espanha em 1492, quando os Reis Católicos Fernando e Isabel expulsaram toda a população judaica daquele reino. Nos primeiros dois séculos depois do Descobrimento, o Brasil recebeu boa parte dessa população, os chamados Cristão-novos, convertidos ao cristianismo à força. Um em cada três portugueses que imigraram para a colônia era Cristão-novo.

Até recentemente, acreditava-se que esses judeus conversos abandonaram seus sobrenomes “infiéis” para adotar novos “inventados” baseados exclusivamente em nomes de plantas, árvores, frutas, animais e acidentes geográficos.

Como identificar, então, quem era Cristão-novo?

A mais importante pista está justamente nos arquivos da Inquisição. Aproximadamente 40 mil julgamentos resistiram ao tempo, 95% deles referentes a crimes de judaísmo. Anita Waingort Novinsky, historiadora da Universidade de São Paulo, encontrou exatos 1.819 sobrenomes de Cristão-novos detidos, só no século XVIII, no chamado “Livro dos Culpados”. Os sobrenomes mais comuns dos detidos eram , Nunes (120), Henriques (68), Mendes (66), Correia (51), Lopes (51), Costa, (49), Cardoso (48), Silva (47) e Fonseca (33). A Inquisição anotava todos os nomes dos detidos cuidadosamente, como se fosse a Gestapo nazista e mantinha uma relação de bens de Cristão-novos para confisco.

Isso não quer dizer, no entanto, que todas as famílias com esses sobrenomes eram marranas. Nas investigações, sob tortura, os detidos diziam tudo o que os inquisidores queriam ouvir, acusando vizinhos, empregados e parentes “inocentes”. Fora isso, os sobrenomes eram realmente comuns.

O historiador paulistano Paulo Valadares, autor do “Dicionário Sefaradi de Sobrenomes”, no qual destaca 14 mil sobrenomes oriundos de judeus da Península Ibérica, alerta que é preciso ir além: identificar se há antepassados portugueses que chegaram ao Brasil nos séculos XVI ou XVII ou se foram citados nos anais da Inquisição até o século XVIII, se a família se estabeleceu em alguma região específica e se guarda tradições “estranhas” (Ver – http://www.olhardireto.com.br/conceito/noticias/exibir.asp?id=3514 ).

img_1
Fonte – http://blogs.yahoo.co.jp/

Bom, mas em relação a como se consegue esta dupla nacionalidade?

Aí não sei mesmo!

Mas acho que isso é difícil, pois assim a população Espanha dobraria de tamanho rapidamente. Tanto que depois saiu uma notícia que a pretensa concessão de cidadania espanhola através da ligação histórica com antepassados judeus seria falsa.

Em todo caso, no meu ponto de vista, o legal da postagem foi a publicação dos 5.220 sobrenomes de origem judaica. De pessoas que, segundo o site, foram comprovadamente expulsas daquele país após a Reconquista do território espanhol dos Mouros.

Eu encontrei meu sobrenome (ou “apellido”), Medeiros, entre os listados.

Mas os meus antepassados partiram, em um dia bem remoto, nesta situação de perseguição lá da Espanha ?

Esse material me incentivou a pesquisar mais fundo na história dos meus antepassados e o que descobri é que eles são realmente oriundos da Península Ibérica.

Brasão da freguesia da Ribeira Seca
Brasão da freguesia da Ribeira Seca

É certo também que eles vieram de Portugal, pois consegui alcançar dois irmãos Medeiros que emigraram para o Brasil, mais precisamente para a vila (atual cidade) de Santa Luzia, na Paraíba e depois para o Seridó Potiguar.

Um deles fincou raízes na região da cidade potiguar de Caicó e seu irmão em Acari, de quem descendo. Isso tudo na primeira metade do século XVIII. Constam que eram oriundos da Ilha de São Miguel, nos Açores, mais precisamente da freguesia (aqui no Brasil é o distrito) da Ribeira Seca, também conhecida como São Miguel da Ribeira Seca. Esta freguesia pertence a cidade de Ribeira Grande.

Bem o que apurei sobre estes meus antepassados reproduzo mais adiante, logo após a lista com os nomes.

Mas voltando a questão judaica – Os antepassados destes irmãos Medeiros poderiam ter vindo da Espanha? Seriam eles eram judeus ou cristãos?

Confesso que nada sei. Mas buscar este passado remoto, as minhas raízes, isso é legal de se conhecer e espero aprofundar mais e mais estas pesquisas.

Segue a lista –

A.Abad, Abadía, Abarca, Abastos, Abaunza, Abbot, Abdallá, Abdalah, Abdallah, Abdelnour,Abdo, Abea, Abel, Abela, Abelado, Abella,Abellán, Abendaño, Abou, Abraham, Abrahams, Abrahán, Abrego, Abreu, Abrigo, Abril, Abufelo, Abugadba, Aburto, Acabal, Acebal, Acedo, Acevedo, Acosta, Acuña, Adames, Adamis, Adanaque, Adanis, Adis, Aedo, Agababa, Agámez, Agayón, Agrazal, Agreda, Aguayo, Agudelo, Agüero, Aguiar, Aguilar, Aguilera, Aguiluz, Aguilve, Aguinaga, Aguirre, Agurto,Agustín, Ahuja, Ahumada, Aiello, Aiza, Aizprúa, Aizpurúa, Alache, Alama, Alan, Alani, Alanis, Alanís, Alaniz, Alarcón, Alas, Alavez, Alayón, Alba, Albarello, Albarracín, Albelo, Albenda, Alburola, Alcaíno, Alcanzar, Alcázar, Alcazar, Alcibar, Alcócer, Alcóser, Alcóver, Alcózer, Aldana, Aldaña, Aldapa, Aldecoba, Alderrama, Alegría, Alejos, Alemán, Alexander, Alexandre, Alfaro, Alfonso, Algaba, Alguera, Aliaga, Alicama, Alier, Alizaga, Allan, Allon, Alluín, Almanza, Almanzar, Almanzo, Almaraz, Almazan, Almeida, Almendares, Almendárez, Almendáriz, Almengor, Almonte, Aloisio, Aloma, Alomar, Alonso, Alonzo, Alpírez, Alpízar, Altamirano, Altenor, Alterno, Altino, Altonor, Alva, Alvarado, Alvarenga, Alvares, Álvarez, Alvaro, Alvear, Alverde, Alvergue, Alvir, Alzate, Amado, Amador, Amalla, Amaris, Amaya, Amor, Amora, Amores, Amoros, Ampie, Ampié, Ampiée, Ampiee, Anaya, Anchetta, Anchez, Anchía, Anchieta, Andia, Andino, Andrade, André, Andrés, Andujar, Andújar, Andujo, Angele, Angelini, Anglada, Angulo, Anice, Anjos, Ansorena, Antelo, Antero, Antezana, Antich, Antillón, Antón, Antúnez, Anzora, Aparicio, Apolinar, Apollonio, Aponte, Aquiles, Aquino, Aragón,Aragones, Aragonés, Araica, Arana, Arancibia, Aranda, Arando, Arango, Aranjo, Araque, Arata, Araujo, Araus, Arauz, Araya, Arbaiza, Arballo, Arbelo, Arbizu, Arbizú, Arboleda, Arburola, Arca, Arcarate, Arce, Arceyudh, Arceyut, Arceyuth, Arcia, Arcía, Arciniegas, Ardila, Ardín, Ardón, Ardonnix, Areas, Arellano, Arena, Arenas, Arévalo, Argudo, Arguedas, Argüelles, Argüello, Argueta, Arguijo, Arias, Ariasdes, Arica, Arie, Ariño, Arispe, Arista, Ariza, Arjona, Armada, Armas, Armenta, Armento, Armeras, Armesto, Armijo, Arnáez, Arnau, Arnesto, Anuelo, Arnuero, Arone, Arosemena, Arquín, Arrazola, Arrea, Arredondo, Arreola, Arriaga, Arriagada, Arrieta, Arriola, Arrocha, Arroliga, Arrollo, Arrone, Arrones, Arronés, Arronez, Arronis, Arroniz, Arroyave, Arroyo, Arrubla, Artavia, Arteaga, Artecona, Artiaga, Artiga, Artiles, Artiñano, Artola, Artolozaga, Aruj, Aruizu, Arze, Arzola, Ascante, Ascencio, Asch, Asencio, Asero, Así, Asís, Aspirita, Astacio, Astete, Astorga, Astorquiza, Astúa, Asturias, Asunción, Asusema, Atehortúa, Atein, Atencio, Atensio, Atiensa, Atienza, Augusto, Ávalos, Avelar, Avellán, Avendaño, Ávila, Avilés, Avilez, Ayala, Ayales, Ayara, Ayarza, Aybar, Aycinena, Ayerdis, Aymerich, Azar, Azaria, Asofeifa, Azqueta, Azua, Azúa, Azuar, Azucena, Azul, Azuola, Azurdia.

B. Babb, Babar, Baca, Bacca, Bacigalupo, Badilla, Bado, Báez, Baeza, Baidal, Bairnales, Baizan, Bajarano, Balarezo, Baldares, Balday,Baldelomar, Balderas, Balderrama, Balderramos,Baldí, Baldi, Baldioceda, Baldivia, Baldizón,Balladares, Ballar, Ballard, Ballester, Ballestero,Ballesteros, Ballón, Balma, Balmaceda, Balmacera,Balon, Balser, Baltodano, Banegas, Banet, Banilla, Baños, Bañuelos,
Baquedano, Baquero, Baradín, Baraen, Barahoma, Barahona, Barajas,Baraquiso, Barat, Barba, Barbagallo, Barbagebra, Bárbara, Barbena, Barben,Barberena, Barbosa, Barboza, Barcelas, Barcelata, Barcenas, Barcia, Bardayan,Barguil, Barillas, Barletta, Baro, Barón, Barquedano, Barquero, Barquette, Barra, Barracosa, Barrante, Barrantes, Barraza, Barreda, Barrenechea, Barrera,Barrero, Barreto, Barrias, Barrientos, Barriga, Barrio, Barrionuevo, Barrios,Barroso, Barrot, Barrott, Barrundia, Barsallo, Bart, Bartal, Barteles, Bartels,Barth, Barvas, Baruch, Basadre, Basán, Basilio, Basti, Bastida, Bastos, Bastti,Batalla, Batán, Batista, Batres, Bautista, Bauzid, Baviera, Bayo, Bazán, Bazo,Beatriz, Becancur, Becerra, Becerril, Bedolla, Bedoya, Beeche, Beeché,Beingolea, Beita, Bejarano, Bejos, Bel, Belette, Belgrave, Bellanero, Bellido,Bello, Belloso, Belmonte, Beltrán, Beltre, Benach, Benambourg, Benambugr,Benambur, Benavente, Benavides, Benavídez, Benda, Bendaña, Bendig,Bendij, Benedictis, Beneditt, Benevides, Bengoechea, Benites, Benítez, Benito,Benzón, Berasaluce, Berciano, Berdasco, Berdugo, Berenzón, Bermejo,Bermeo, Bermudes, Bermúdez, Bernadas, Bernal, Bernardo, Bernat, Berrios,Berríos, Berrocal, Berrón, Bertel, Bertrán, Betancort, Bentancourt,Betancourth, Betancur, Betancurt, Beter, Beteta, Bethancourt, Betrano, Better,Biamonte, Binda, Blanco, Blandino, Blando, Blandón, Blau, Blum, Bobadilla,Bodán, Bogán, Bogantes, Bogarín, Bohorguez, Bohorquez, Bojorge, Bolaños,Bolívar, Bonice, Boniche, Bonichi, Bonilla, Borbas, Borbón, Borda, Bordallo,Borge, Borges, Borja, Borjas, Borjes, Borloz, Borras, Borrasé, Borredo,Borrero, Bosque, Botero, Boza, Bran, Bravia, Bravo, Brenes, Breve, Briceño,Brilla, Briones, Brito, Brizeño,Brizuela, Buencamino, Buendía, Bueno, Bueso,Buezo, Buga, Bugarín, Bugat, Bugria, Burgos, Burguera, Burgues, Burillo,Busano, Bustamante, Bustillo, Bustillos, Busto, Bustos, Buzano, Buzeta, Buzo.

C. Caamano, Caamaño, Cabada, Cabadianes, Cabal, Cabalceta, Caballero, Cabana, Cabaña, Cabeza, Cabezas, Cabistán, Cabral, Cabrera, Cabrerizo, Cáceres, Cadenas, Cadet, Cageao,Caicedo, Cairol, Cajas, Cajiao, Cajina, Cala, Calatayud, Calazán, Calcáneo, Caldas, Caldera, Calderón, Calero, Caliva, Calix, Calle, Calleja, Callejas, Callejo, Calles, Calvo, Calzada, Camacho, Camaño, Camarena, Camareno, Camarillo,Cambronero, Camona, Campabadal, Campabadall, Campodónico, Campos, Canales, Canalias, Canas, Candamo, Candelaria, Candelario, Canejo, Canessa, Canet, Canetta, Canizales, Canizález, Canizares, Canno, Cano, Canossa, Cantarero, Cantero, Cantillano, Canto, Cantón, Cañas, Cañizales, Cañizález, Capón, Carabaguias, Carabaguiaz, Caranza, Caravaca, Carazo, Carbalda, Carballo,Carbonell, Carbonero, Carcache, Carcachi, Cárcamo, Carcedo, Carcía, Cárdenas, Cárdenes, Cardona, Cardos, Cardoso, Cardoza, Cardoze, Cares, Carias, Caridad, Carit, Carlos, Carmiol, Carmona, Carnero, Caro, Carpio, Carranza, Carrasco, Carrasquilla, Carreño, Carrera, Carreras, Carrillo, Carrión, Carrizo, Carro, Cartagena, Cartago, Cartín, Carvajal, Carvalho, Carvallo, Casa, Casaca, Casafont, Casal, Casanova, Casañas, Cásares, Casas, Casasnovas, Casasola, Cascante, Casco, Casorla, Cassasola, Cásseres, Castaneda, Castañeda, Castañedas, Castaño, Castañón, Castaños, Castelán, Castellano, Castellanos, Castellón, Casteñeda, Castiblanco, Castilla, Castillo, Castro, Catania, Cateres, Catón, Cavalceta, Cavaller, Cavallo, Cavanillas, Cavazos, Cavero, Cazanga, Ceba, Ceballos, Ceciliano, Cedeño, Cejudo, Celada, Celedón, Celís, Centella, Centeno, Cepeda, Cerceño, Cerda, Cerdas, Cerna, Cernas, Cerón, Cerpas, Cerros, Cervantes, Cervilla, Céspedes, Cevallos, Cevedo, Cevilla, Chabrol, Chacón, Chamarro, Chamorro, Chanquín, Chanta, C 84 Chanto, Chavarría, Chavera, Chaverri, Chaves, Chávez, Chavira, Cheves, Chévez, Chica, Chicaiza, Chicas, Chilquillo, Chinchilla, Chinchillo, Chirino, Chirinos, Chocano, Choza, Cid, Cifuentes, Cintrón, Cisar, Cisne, Cisnero, Cisneros, Cisternas, Claro, Cleves, Cobaleda, Coe, Coello, Coen, Cohen, Coles, Colina, Colindres, Collado, Collina, Colom, Coloma, Colombo, Colomer, Concepción, Concha, Conde, Condega, Condes, Conedo, Conejo, Congosto, Conte, Contreras, Corales, Corao, Cordeiro, Cordero, Cordido, Córdoba, Cordón, Cordonero, Córdova, Cordoze, Corea, Corella, Cornavaca, Cornejo, Corona, Coronado, Coronas, Coronel, Corrales, Correa, Corredera, Corro, Corta, Cortaberría, Cortés, Cortez, Cortinez, Cortissoz, Corvera, Cosio, Cosiol, Cosme, Cossio, Costa, Cotera, Coto, Crespo, Crispín, Crispino, Cruces, Cruz, Cuadra, Cuadrado, Cuan, Cuaresma, Cuarezma, Cuarta, Cubas, Cubenas, Cubero, Cubías, Cubias, Cubilla, Cubillo, Cubillos, Cubria, Cuebas, Cuellar, Cuéllar, Cuello, Cuenca, Cuendis, Cuernavaca, Cuervo, Cuesta, Cueva, Cuevas, Cuevillas, Cunill, Cunillera, Curbelo, Curco, Curdelo.

D. Da Costa, Da Silva, Dacosta, D’Acosta,Dalorso, Dalorzo, Dalsaso, Damaceno, Damito,Daniel, Daniels, Dapuerto, Dapueto,Darce, Darche,Darcia, Darío, Dasadre, Dasilva, Dávalos, David,Dávila, Davis, D’Avola, De Abate, De Aguilar, De Alba, De Alvarado, De Benedictis, De Briones, De Camino, De Castro, De Céspedes, De Espeleta, De Ezpeleta, De Falco, De Faria, De Franco, De Jesús, De Jorge, De Juana, De La Cruz, De La Cuesta,De La Espriella, De La Fuente, De La Garza, De La Guardia, De La Herran, De La Hormaza, De La Jara, De La Mata, De La Nuez, De La O, De La Osa, De La Ossa, De La Paz, De La Peña, De La Rocha, De La Rosa, De La Selva, De La Teja, De La Torre, De La Trava, De La Vega, De Largaespada, De Las Casas, De Las Cuevas, De Las Heras, De Lemos, De León, De Lev, De Lima, De López, De Luz, De Miguel, De Miranda, De Moya, De Odio, De Óleo, De Ona, De Oña, De Paco, De Paredes, De Pass, De Paz, De Pazos, De Pedro, De Pinedo, De Prado, De Rayo, De Sárraga, De Sá, De Trinidad, De Ureña, De Vega, De Yglesias, Del Barco, Del Barrio, Del Bello, Del Busto, Del Carmen, Del Castillo, Del Cid, Del Pilar, Del Pimo, Del Río, Del Risco, Del Socorro,Del Solar, Del Valle, Delatolla, Delgadillo, Delgado, Deliyore, Dellale, Dellanoce, Delso, Delvo, Dengo, Denis, Dennis, Detrinidad, Devanda, Devandas, Devoto, Dias, Díaz, Díez, Díjeres, Díjerez, Dimas, Dinares, Dinarte, Discua, Doblado, Dobles, Dodero, Dalmus, Dalmuz, Domingo, Domínguez, Donado, Donaire, Donato, Doña, Doñas, Donzón, Dorado, Dormos, Dormuz,Doryan, Duar, Duares, Duarte, Duartes, Duenas, Dueñas, Duque, Duque Estrada, Durall, Durán, Durante, Duval, Duvall, Duverrán.

E.Echandi, Echavarría, Echeverri, Echeverría, Eduarte, Egea, Elías, Eligia, Elizalde, Elizonda, Elizondo, Elmaleh, Emanuel, Enrique, Enriques, Enríquez, Eras, Erazo, Escabar, Escalante, Escamilla, Escarré, Escobar, Escobedo, Escocia, Escorriola, Escosia, Escoto, Escovar, Escribano, Escude, Escudero, España, Esparragó, Espelerta, Espeleta, Espinach, Espinal, Espinales, Espinar, Espino, Espinosa, Espinoza, Espitia, Esquivel, Esteban, Esteves, Estévez, Estrada, Estrella.

F.Faba, Fabara, Fabián, Fábrega, Fabregat,Fabres, Facio, Faerrón, Faeth, Faiges, Fait, Faith,Fajardo, Falco, Falcón, Falla, Fallas, Farach, Farah,Fargas, Farias, Farías, Faries, Fariña, Fariñas,Farrach, Farrer, Farrera, Farrier, Fatjo, Fatjó, Faundez, Faune, Fava, Fazio, Fermández, Fermán,Fernandes, Fernández, Fernando, Ferrada, Ferrán, Ferrando, Ferraro,Ferreira,Ferreiro, Ferrer, Ferrero, Ferris, Ferro, Ferros,Fiallos, Fictoria, Fidalgo,Fierro, Figueiredo, Figuer,Figueras, Figueres, Figueroa, Filomena, Fletes,Fletis, Flores, Fonseca, Font, Forero, Formoso, Fornaguera, Fraga,Fraguela,Francés, Frances, Francesa, Francia, Francis,Franco, Fray, Frayle, Freer,Freira, Fresno, Freyre, Frías,Frutos, Fuentes, Fumero, Funes, Funez, Fúnez,Fuscaldo, Fusco.

G. Gabriel, Gadea, Gaete, Gago, Gainza, Gaitán,Galacia, Galagarza, Galán, Galarza, Galaviz, Galba,Galcerán, Galeano, Galeas, Galeno, Galera,Galiana, Galiano, Galindo, Galino, Galiñanes, Gallardo, Gallegas, Gallegos, Gallo, Galo, Galtés,Galván, Gálvez, Galvis, Gamarra, Gamazo, Gambo,Gamboa, Gámez, Garay, Garayar, Garbanzo, Garcés, García, Gardela,Gargollo, Garino, Garita, Garmendia, Garner, Garnier, Garreta, Garrido, Garro,Garrón, Garza, Garzel, Garzón, Garzona, Gaspar, Gateno,Gateño, Gavarrete,Gavilán, Gaviria, Gavosto, Gayoso,Gaytán, Gazel, Gazo, Geoyenaga, Gil,Gillén, Gilles, Giral, Giraldo, Giraldt, Giralt, Giro, Girón, Gladis, Goches,Góchez, Godines, Godínez, Godoy, Goic, Goicoechea, Goicuria, Goldenberg,Golfín, Gomar, Gómez, Gomis, Gondres,Góndrez, Góngora, Gonzaga,Gonzales, González, Gonzalo, Goñi, Gordon, Górgona, Goyenaga, Gracía,Gracias,Gradis, Grajal, Grajales, Grajeda, Grana,Granada, Granados, Granda,Grandoso, Granera, Granizo, Granja, Graña, Gras, Grau, Greco, Greñas,Gridalva, Grigoyen, Grijalba, Grijalda, Grijalva, Grillo, Guadamuz, Guadrón,Guajardo, Guardado, Guardano, Guardia, Guardián, Guardiola, Guarín,Guasch, Gudino, Gudiño, Güel, Güell, Güendel, Güendell, Guerra, Guerrero,Guevara, Guido, Guie, Guier, Guifarro, Guilá, Guillarte, Guillén, Guillermet,Guillermo, Guilles, Güillies, Guillies, Guillis,Guilloch, Guiménez, Guindos,Guitiérrez, Guitta, Guix,Gulubay, Gunera, Guntanis, Gurdián, Gurrero,Gurrola, Gustavino, Gutiérrez, Guzmán.

H.Haba, Habibe, Haenz, Harrah, Hénchoz,Henríquez, Henrriquez, Herdocia, Heredia,Herencia, Heríquez, Hermann, Hermosilla, Hernández, Hernando, Hernánez, Herra, Herradora,Herrán, Herrera, Herrero, Hevia, Hidalgo, Hierro,Hincapié, Hinostroza, Horna, Hornedo, Huerta,Huertas, Huete, Huezo, Hurtado, Hurtecho.

I. Ibáñez, Ibarra, Ibarras, Icaza, Iglesias, Ilama,Incapié, Incer, Incera, Inceras, Inces, Infante,Iracheta, Iraheta, Irastorza, Irias, Iribar, Irigaray,Irola, Isaac, Isaacs, Israel, Ivañez, Izaba, Izaguirre,Izandra, Iznardo, Izquierdo, Izrael, Izurieta

J.Jácamo, Jacobo, Jácome, Jácomo, Jaen,Jáenz, Jara, Jaramillo, Jarquín, Jarrín, Jerano, Jerez,Jiménez, Jimera, Jinesta, Jirón, Joseph, Jovel,Juárez, Junco, Juncos, Jurado.

K. Kaminsky, Klein, Kuadra.

L.La Barca, Labra, Lacarez, Lacayo, Lafuente,Lago, Lagos, Laguardia, Laguna, Lain, Laine,Lainez, Laitano, Lamas, Lamela, Lamicq,Lamugue, Lamuza, Lancho, Lanco, Landazuri,Lández, Lanuza, Lanza, Lanzas, Lapeira, Laporte,Laprade, Lara, Lares, Largaespada, Largo, Larios,Larrabure, Larrad, Larragan,Larragán, Larraguivel, Lasa, Lasantas, Láscares,Láscarez, Láscaris, Lasso, Lastra, Lastreto, Latiff,Latino, Latorraca, Laurito,Laverde, Lázaro, Lázarus, Lázcares, Lazo, Lazzo, L’Calleja, Leal, Leandra,Leandro, Ledezma, Ledo, Leitón, Leiva, Lejarza, Lemmes,Lemos, Lemus,Lemuz, Leñero, León, Lépiz, Levi, Leytón, Leyva,Lezama, Lezana, Lezcano,Lhamas, Lieberman, Lima, Linares, Linarte,Lindo, Lines, Líos, Lira, Lizama,Lizana, Lizano, Lizarme, Llabona, Llach, Llado, Llamazares, Llamosas, Llano,Lanos, Llanten, Llaurado, Llerena, Llibre, Llinas, Llobet, Llobeth,Llorca, Llorella, Llorens, Llorente, Llosent, Lloser, Llovera, Llubere,Loáciga,Loáiciga, Loáisiga, Loaissa, Loaiza, Lobo,Loeb, Loew, Loinaz, Lombardo,Londoño, Lope,Lopes, Lopera, López, Lopezlage, Loprete, Lora, Loredo, Lorente,Lorenz, Lorenzana, Lorenzen, Lorenzo, Loría, Lorío, Lorio, Lorz, Losada,Losilla,Louk, Louzao, Loynaz, Loza, Lozano, Luarca, Lucas, Lucena,Lucero,Lucke, Lugo, Luis, Luján, Luna, Lunaza, Luque, Luquez.

M.Macaya, Macedo, Maceo, Machado, Machín, Machuca, Macia, Macias, Macías, Macís, Macre, Macrea, Madariaga, Maderos, Madinagoitia, Madrano, Madrid, Madriga, Madrigal, Madril, Madriz, Maduro, Magalhaes, Magallón, Magaña, Magdalena, Maguiña, Mahomar, Maikut, Maingot, Mairena, Maisonave, Maita, Majano, Majarres, Malaga, Maldonado, Malé, Malespín, Malestín, Maltés, Maltez, Malvarez, Manavella, Mancheno, Mancia, Mancía, Mandas, Mangaña, Mangas, Mangel, Manjarres, Mans, Mansalvo, Mansilla, Manso, Mantanero, Mantica, Mantilla, Manuel, Manzanal, Manzanares, Manzano, Manzur, Marabiaga, Maradiaga, Marbes, Marbis, Marcenaro, March, Marchena, Marcia, Marcías, Marcillo, Marcos, Mardones, Marenco, Margules, María, Marichal, Marín, Marinero, Marino, Mariñas, Mariño, Marot, Maroto, Marqués, Marquez, Marreco, Marrero, Marroquín, Marsell, Marte, Martell, Martén, Martens, Martí, Martin, Martínez, Martins, Marvez, Mas, Masía, Masís, Maso, Mason, Massuh, Mastache, Mata, Matamoros, Matarrita, Mate, Mateo, Matera, Mateus, Matías, Matos, Mattus, Mattuz, Matul, Matus, Matute, Maurel, Maurer, Mauricio, Mauro, Maynard, Maynaro, Maynart, Mayo, Mayor, Mayorga, Mayorquín, Mayre, Mayrena, Maza, Mazariegos, Mazas, Mazín, Mazón, Mazuque, Mazure, Medal, Mederano, Mederas, Medeiros, Medina, Medinilla, Medoza, Medrano, Meira, Mejía, Mejías, Melara, Meléndez, Melgar, Melgarrejo, Mellado, Melo, Membreño, Mena, Menayo, Menchaca, Mendea, Méndez, Mendiantuba, Mendieta, Mendiola, Mendives, Mendivil, Mendoza, Mendreño, Menéndez, Meneses, Menjibar, Menjivar, Menocal, Meono, Meoño, Merayo, Meraz, Merazo, Merazzo, Mercado, Mercelina, Mercer, Mergarejo, Mérida, Merino, Merizalde, Merlo, Mesa, Mesales, Mesalles, Meseguer, Mesén, Messeguer, M 95 Mestayer, Meszaros, Meza, Michelena, Michelino, Micillo, Miguez, Mijangos, Mijares, Milanés, Milano, Millet, Mina, Minas, Minero,Miño, Miqueo, Miraba, Miralles, Mirambell, Miramontes, Miranda, Miro, Mirquez, Mitja, Mitjavila, Mizrachi, Mojarro, Mojica, Molestina, Molian, Molín, Molina, Molinero, Molleda, Mollinedo, Mollo, Moncada, Mondol, Mondragón, Moneda, Moneiro, Monestel, Monga, Mongalo, Móngalo, Monge, Mongillo, Monguillo, Monjarres, Monjarrez, Monjica, Monserrat, Montagné, Montalbán, Montalbert, Montalto, Montalván, Montalvo, Montana, Montanaro, Montandón, Montano, Montealegre, Montealto, Montecino, Montecinos, Monteil, Montejo, Montenaro, Montenegro, Montero, Monterosa, Monteroza, Monterrey, Monterrosa, Monterroso, Montes, Monterinos, Monteverde, Montiel, Montier, Montoya, Monturiol, Mora, Moraes, Moraga, Morales, Morán, Morazán, Moreira, Morejón, Morena, Moreno, Morera, Moriano, Morice, Morillo, Morín, Moris, Morise, Moro, Morote, Moroto, Morraz, Morúa, Morún, Morux, Morvillo, Moscarella, Moscoa, Moscoso, Mosquera, Motta, Moxi, Moya, Mozquera, Mugica, Muiña, Muir, Mulato, Munera, Mungía, Munguía, Munive, Munizaga, Muñante, Muñiz, Muñoz, Murcia, Murgado, Murgas, Murias, Murillo, Murilo, Muro, Mussap, Mussapp, Mussio, Mustelier, Muxo.

N.Naim, Naira, Nájar,Nájares, Najarro, Nájera, Nájeres, Naranjo, Narvaes, Narváez, Nasralah, Nasso, Navaro, Navarrete, Navarrette, Navarro, Navas, Nayap, Nazario, Nema, Nemar, Neyra, Nieto, Nino, Niño, Noble, Noboa, Noel, Nogebro, Noguera, Nomberto, Nora, Noriega, Norza, Nova, Novales, Novo, Novoa, Nuevo, Nuez, Nunga, Núñez.

O.Obaldía, Obanbo, Obando, Obares, Obellón, Obon, Obrego, Obregón, Ocampo, Ocampos, Ocaña, Ocaño, Ocario, Ochoa, Ocón, Oconitrillo, Ode, Odio, Odir, Odóñez, Odor, Oduber, Oguilve, Ojeda, Okarlo, Okendo, Olarte, Olaso, Olaverri, Olazaba, Olguín, Oliva, Olivar, Olivares, Olivárez, Olivas, Oliver, Olivera, Oliverio, Olivier, Oliviera, Olivo, Oller, Olmeda, Olmedo, Olmo, Olmos, Omacell, Omodeo, Ondoy, Onetto, Oñate, Oñoro, Oporta, Oporto, Oquendo, Ora, Orama, Oramas, Orantes, Ordeñana, Ordoñes, Ordóñez, Orduz, Oreamuno, Oreas, Oreiro, Orella, Orellana, Orfila, Orias, Orios, Orjas, Orjuela, Orlich, Ormasis, Ormeño, Orna, Ornes, Orochena, Orocu, Orosco, Orozco, Ortega, Ortegón, Ortiz, Ortuño, Orve, Osante, Oseda, Osegueda, Osejo, Osequeda, Oses, Osorio, Osorno, Ospina, Ospino, Ossa, Otalvaro, Otárola, Otero, Oto, Otoya, Ovares, Ovarez, Oviedo, Ozerio, Ozores, Ozuno.

P.Pabón, Pacheco, Paco, Padilla, Páez, Paguaga, País, Países, Paiz, Pajuelo, Palacino, Palacio, Palacios, Palaco, Paladino, Palazuelos, Palencia, Palma, Palomar, Palomino, Palomo, Pamares, Pampillo, Pana, Pandolfo, Paniagua, Pantigoso, Pantoja, Paña, Papez, Parada, Parado, Parajeles, Parajón, Páramo, Pardo, Paredes, Pareja, Pares, París, Parra, Parrales, Parreaguirre, Parriles, Parrilla, Pasamontes, Pasapera, Pasos, Passapera, Pastor, Pastora, Pastrán, Pastrana, Pastrano, Patiño, Patricio, Paut, Pauth, Pavez, Pavón, Paz, Pazmiño, Pazos, Pedraza, Pedreira, Pedreiro, Pedroza, Peinador, Peinano, Peláez, Pellas, Pellecer, Pena, Penabad, Penado, Pendones, Penón, Penso, Peña, Peñaloza, Peñaranda, Peñas, Peñate, Penzo, Peñón, Peraldo, Perales, Peralta, Peraza, Perdomo, Perea, Perearnau, Pereira, Pereiras, Perera, Pereyra, Pérez, Perezache, Pergo, Pericón, Perla, Perlaza, Pessoa, Peynado, Peytrequín, Pezo, Picado, Picasso, Picavea, Pichardo, Pico, Picón, Piedra, Piedrafita, Pila, Pilarte, Pimente, Pina, Pinada, Pinagel, Pinagen, Pinar, Pincai, Pincay, Pinchinat, Pineda, Pinel, Pinell, Piney, Pinillos, Pinkay, Pino, Pintado, Pinto, Pinzas, Piña, Piñar, Piñate, Piñeiro, Piñeres, Pinzón, Pío, Pion, Piovano, Piovet, Pitalva, Piza, Pizarro, Pla, Plá, Placeres, Pláceres, Plácido, Placidón, Plaja, Platero, Poblador, Poblete, Pocasangre, Pochet, Podoy, Pokoy, Pol, Polamo, Polo, Polonio, Poma, Pomar, Pomareda, Pomares, Ponares, Ponce, Pontigo, Pool, Porat, Porquet, Porras, Porta, Portela, Porter,Portero, Portilla, Portillo, Portobanco, Portocarrera, Portugués, Portuguez, Posada, Posla, Poveda, Povedano, Pozo, Pozos, Pozuelo, Prada, Pradella, Pradilla, Prado, Prat, Pratt, Pravia, Prendas, Prendis, Pretiz, Prettel, Prieto, Prietto, Primante, Prior, Prioto, Privatt, Procupez, Puente, Puentes, Puertas, Puga, Puig, Pujo, Pujol, Pulido, Pulis, Pull, Pulles, Pupo, Purcallas.

Q.Quedo, Queralt, Queredo, Querra, Quesada, Quevedo, Quezada, Quiel, Quijada, Quijano, Quinaz, Quinde, Quino, Quintana, Quintanilla, Quinter, Quintero, Quinto, Quiñones, Quiñónez, Quirce, Quiroga, Quirós, Quiroz.

R.Raa, Raabe, Raba, Rabetta, Raga, Raigada, Raigosa, Ramírez, Ramón, Ramos, Randel, Randuro, Rangel, Raphael, Rauda, Raudes, Raudez, Raventos, Raventós, Raygada, Rayo, Rayos, Real, Reales, Reazco, Recinos, Recio, Redondo, Regaño, Regidor, Regueira, Regueyra, Reich, Reina, Renderos, Rendón, Reñazco, Repeto, Repetto, Requene, Requeno, Requeño, Rescia, Resenterra, Restrepo, Retana, Reuben, Revelo, Revilla, Revollar, Revollo, Rey, Reyes, Reyna, Riba, Ribas, Ribera, Ribero, Ricardo, Ricaurte, Riera, Rileva, Rincón, Río, Ríos, Riotte, Rivalta, Rivardo, Rivas, Rivel, Rivera, Rivero, Riverón, Riveros, Rizo, Roa, Roba, Robelo, Roble, Robles, Robleto, Roboz, Roca, Rocabado, Rocca, Roch, Rocha, Roda, Rodas, Rodesma, Rodesno, Rodezno, Rodó, Rodo, Rodrigo, Rodríguez, Roe, Roig, Rois, Rojas, Rojo, Roldán, Romagosa, Román, Romano, Romero, Roque, Rosa, Rosabal, Rosales, Rosas, Rouillón, Rovillón, Rovira, Roviralta, Roy, Royo, Roys, Rozados, Rozo, Ruano, Rubí, Rubia, Rubín, Rubino, Rubio, Rucavado, Rudín, Rueda, Rugama, Rugeles, Ruh, Ruilova, Ruin, Ruiz, Romoroso, Russo.

S.Saavedra, Saba, Sabah, Saballo, Saballos, Sabat, Sabate, Sabba, Sabín, Sabogal, Saborío, Saboz, Sacasa, Sacida, Sada, Sadaña, Sáenz, Saer, Saerron, Sáez, Safiano, Sage, Sagel, Sagot, Sagreda, Saguero, Sala, Salablanca, Salamanca, Salas, Salazar, Salbavarro, Salcedo, Salcino, Saldaña, Saldivar, Salgada, Salgado, Salguera, Salguero, Saliba, Salinas, Salmerón, Salmón, Salom, Salomón, Salumé, Salume, Salustro, Salvado, Salvatierra, Salvo, Samaniego, Sambrana, Samper, Samudio, Samuel, San Gil, San José, San Juan, San Martín, San Román, San Silvestre, Sanabria, Sanahuja, Saname, Sanamucia, Sanarrusia, Sánchez, Sancho, Sandí, Sandigo, Sandino, Sandoval, Sandria, Sandy, Sanga, Sangil, Sanjines, Sanjuan, Sansebastián, Sansilvestre, Sanson, Sansores, Santa Ana, Santa Cruz, Santa María, Santacruz, Santamaría, Santana, Santander, Santiago, Santibanes, Santiesteban, Santillán, Santín, Santisteban, Santoanastacio, Santos, Sanvicente, Sanz, Saraiva, Saravanja, Saravia, Sardinas, Sardiñas, Sariego, Sarmiento, Sárraga, Sarratea, Sarraulte, Sarria, Sas, Sasso, Satjo, Sauceda, Saucedo, Sauza, Savala, Savallos, Savedra, Savinón, Saxón, Sayaguez, Scriba, Seas, Seballos, Secades, Secaida, Seco, Sedano, Sedo, Segares, Segovia, Segreda, Segura, Sehezar, Selaya, Selles, Selva, Selvas, Semerawno, Semeraro, Sepúlveda, Sequeira, Sermeño, Serra, Serracín, Serrano, Serrato, Serraulte, Serru, Serrut, Servellón, Sevilla, Sevillano, Sibaja, Sierra, Sieza, Sigüenza, Siguenza, Siles, Siliezar, Silva, Silvera, Silvia, Simana, Simón, Sinchico, Sio, Sion, Siri, Sirias, Siverio, , Siz, Sobalvarro, Sobrado, Sojo, Sol, Solana, Solano, Solar, Solares, Solarte, Soldevilla, Solé, Solemne, Soler, Solera, Soley, Solís, Soliz, Solno, Solo, Solórzano, Soltero, Somarriba, Somarribas, Somoza, Soria, Sorio, Soro, Sorto, Sosa, Sossa, Sosto, Sotela,Sotelo, Sotillo, Soto, Sotomayor, Sotres, Souto, Soutullo, Sovalbarro, Soza, Suárez, Suazao, Suazo, Subia, Subiros, Subirós, Subisos, Succar, Sueiras, Suñer, Suñol, Surroca, Suyapa, Suzarte.

T.Tabah, Tabares, Tablada, Tabor, Tabora, Taborda, Taco, Tagarita, Tagarró, Tal, Talavera, Taleno, Tamara, Tamargo, Tamayo, Tames, Tanchez, Tanco, Tapia, Tapias, Taracena, Tardencilla, Tarjan, Tarrillo, Tasara, Tate, Tato, Tavares, Tedesco, Teherán, Teijeiro, Teixido, Tejada, Tejeda, Tejos, Tellería, Telles, Téllez, Tello, Tellos, Tencio, Tenorio, Terán, Tercero, Terrade, Terrientes, Terrin, Terrín, Thames, Theran, Thiel, Thiele, Thuel, Tíjeres, Tijerino, Tinoco, Toala, Tobal, Tobar, Tobe, Tobella, Tobín, Tobón, Toledo, Toletino, Tomas, Tomás, Tomeu, Toribio, Torijano, Tormo, Toro, Torralba, Torre, Torrealba, Torregresa, Torregroza, Torrente, Torrentes, Torres, Tórrez, Tortós, Tortosa, Toruño, Tosso, Touma, Toval, Tovar, Trala, Traña, Traures, Travierzo, Travieso, Trediño, Treguear, Trejos, Treminio, Treviño, Triana, Trigo, Triguel, Triguero, Trigueros, Trilite, Trimarco, Trimiño, Triquell, Tristán, Triunfo, Troche, Trocanis, Troncoso, Troya, Troyo, Troz, Trueba, Truffat, Trujillo, Trullas, Trullás, Truque, Tula, Turcio, Turcios.

U.Ubach, Ubao, Ubeda, Ubico, Ubilla, Ubisco, Ubizco, Ucanan, Ucañan, Ugalde, Ugarte, Ujueta, Ulacia, Ulate, Ulcigrai, Ulcigral, Ulecia, Uley, Ulibarri, Ulloa, Umaña, Umanzor, Ungar, Urain, Uralde, Urbano, Urbina, Urcuyo, Urdangarin, Urea, Urela, Ureña, Urgellés, Uriarte, Uribe, Uriel, Urieta, Uriza, Uroz, Urquiaga, Urra, Urraca, Urrea, Urroz, Urruela, Urrutia, Urtecho, Urunuela, Urzola, Usaga, Useda, Uva, Uveda, Uzaga, Uzcategui.

V.Vadivia, Vado, Valdelomar, Valderama, Valderrama, Valderramo, Valderramos, Valdés, Valdescastillo, Valdez, Valdiva, Valdivia, Valdivieso, Valencia, Valenciano, Valentín, Valenzuela, Valera, Valerín, Valerio, Vales, Valiente, Valladares, Vallarino, Vallcaneras, Valldeperas, Valle, Vallecillo, Vallecillos, Vallejo, Vallejos, Valles, Vallez, Valls, Vals, Valverde, Vanegas, Vaquerano, Vardesia, Varela, Varga, Vargas, Vargo, Varsi, Varsot, Vartanian, Varth, Vasco, Vasconcelos, Vasílica, Vásquez, Vassell, Vaz, Veas, Vedoba, Vedova, Vedoya, Vega, Vegas, Vela, Velarde, Velasco, Velásquez, Velazco, Velázquez, Vélez, Veliz, Venegas, Ventura, Vera, Verardo, Verastagui, Verdesia, Verdesoto, Vergara, Verguizas, Vertiz, Verzola, Vesco, Viales, Viana, Viatela, Vicario, Vicente, Vico, Víctor, Victores, Victoria, Vidaechea, Vidal, Vidales, Vidalón, Vidaorreta, Vidaurre, Videche, Vieira, Vieto, Vigil, Vigot, Vila, Vilaboa, Vilallobos, Vilanova, Vilaplana, Villar, Villareal, Villarebia, Villareiva, Villarreal, Villarroel, Villas, Villaseñor, Villasuso,Villatoro, Villaverde, Villavicencio, Villeda, Villegas, Villejas, Villena, Viloria, Vindas, Vindel, Vinueza, Viñas, Víquez, Viscaino, Viso, Vivallo, Vivas, Vivero, Vives, Vívez, Vivies, Vivó, Vizcaíno, Vizcayno.

W.Wainberg, Wolf.

Y.Yaacobi, Yanarella, Yanayaco, Yanes, Yepez, Yglesias, Yllanes, Yurica, Yzaguirre.

Z.Zabala, Zabaleta, Zabate, Zablah, Zacarías, Zacasa, Zalazar, Zaldivar, Zallas, Zambrana, Zambrano, Zamora, Zamorano, Zamudio, Zamuria, Zapata, Zaragoza, Zárate, Zarco, Zaror, Zarzosa, Zavala, Zavaleta, Zayas, Zayat, Zecca, Zedan, Zegarra, Zelada, Zelaya, Zeledón, Zepeda, Zetina, Zonta, Zoratte, Zuleta, Zumba, Zumbado, Zúñiga, Zunzunegui.

Bem, como comentei anteriormente, este material me ajudou incentivou muito a buscar mais informações e o que apurei sobre o meu primeiro antepassado a chegar ao Brasil eu reproduzo agora….

Sebastião de Medeiros Matos – Natural da Ilha de São Miguel, nos Açores, Sebastião (também Sebastião Afonso de Medeiros, conforme alguns genealogistas) migrou para o Brasil na primeira metade do século XVIII, estabelecendo-se, inicialmente, em Santa Luzia, na Ribeira do Sabugi, na Paraíba, juntamente com seu irmão e companheiro de migração Rodrigo de Medeiros Rocha (nascido a 21 de janeiro de 1709, batizado no dia 26 seguinte, na igreja de São Pedro da Ribeira Seca, na mencionada Ilha de São Miguel).

Ribeira_Seca_-_Ribeira_Grande
Igreja paroquial de São Pedro da Ribeira Seca (século XVI), onde meus antepassados foram batisados – Fonte – https://pt.wikipedia.org/wiki/Ribeira_Seca_(Ribeira_Grande) 

Eles eram filhos de Manuel Afonso de Matos, Alferes, e Maria de Medeiros Pimentel, os quais haviam casado nos Açores, a 17 de junho de 1693, e, conforme o grande e seguro historiador e genealogista Olavo de Medeiros Filho, faleceram a 7 de novembro de 1729 e 27 de novembro de 1734, respectivamente, no lugar chamado Lomba de Santa Bárbara.

Pelo lado paterno, foram seus avós Rodrigo de Matos e Catarina de Fontes, e, pelo materno, Bartolomeu de Frias Camelo e Maria de Medeiros Rocha (casaram 31 de março de 1674), esta, filha de Francisco Lopes da Costa e Maria de Medeiros (casaram a 15 de outubro de 1650.

Em Santa Luzia, casaram-se ambos os irmãos com duas irmãs – Sebastião de Medeiros Matos, com Antônia de Morais Valcácer, e Rodrigo de Medeiros Rocha, com Apolônia Barbosa de Araújo. Eram elas filhas de Manuel Fernandes Freire, natural de Olinda, e de Antônia de Morais Valcácer, também Antônia de Morais, a qual era filha de Pedro Ferreira das Neves, conhecido como Pedro Velho, e sua mulher Custódia de Amorim Valcácer – ele, natural de Mamanguape, transladou-se para a Ribeira do Sabugi, onde viveu na Fazenda Cacimba da Velha e se tornou um patriarca e proprietário de muitas terras.

Aliás, juntamente com o cunhado Sebastião de Medeiros Matos, um filho homônimo do patriarca requereu a sesmaria transcrita abaixo, publicada por João de Lyra Tavares: 

“Nº 497 em 24 de Março de 1759 – Tenente Vicente Ferreira Neves e Tenente Sebastião de Medeiros, moradores nesta capitania, dizem que a custa de sua fazenda e risco de suas vidas, tinham descoberto sobre a serra da Borburema, sertões deste governo, terras devolutas e desaproveitadas, com sufficiencia de crear gados e como careciam de terras para os crear pretendiam que se lhes concedesse por sesmaria em nome de S.M. tres leguas de comprido e uma de largo, para ambos, na dita serra, logar chamado Albino riacho chamado Olho d’Agua Grande que nascia da pedra chamada o Fundamento cujas terras confrontam em muita distância pela parte do nascente com R.R.P.P. da companhia do sitio do Poço, pela parte do poente com terras do defunto Izidoro Hortins, pela do norte com as de Antonio de Araujo Frazão e Cosme Dias de Araujo e pela do sul com José da Costa Romeo ou com quem verdadeiramente pertencesse, podendo fazer do comprimento largura ou da  largura comprimento, pedindo em conclusão se lhe concedesse as ditas terras por sesmaria com as confrontações declaradas para fazer a sua situação e peão no dito logar chamado Albino e Riacho chamado Olho d’Agua Grande. Foi feita a concessão, no governo de José Henrique de Carvalho.”

igrejadorosario
A cidade de Acari, na ribeira do Rio Acauã, no Seridó Potiguar, surgiu de um pouso de viajantes, a partir da construção da Capela de Nossa Senhora da Guia (foto) pelo sargento‐mor Manuel Esteves de Andrade, em 1737. Foi neste templo religioso que meus antepassados buscaram conforto espiritual no Brasil – Fonte – http://vlogdocatiripapo.blogspot.com.br/2010/04/cantos-de-acari-igreja-do-rosario.html

Posteriormente, o Alferes, depois Tenente e, finalmente, Capitão Sebastião de Medeiros Matos e sua mulher, Antônia de Morais Valcácer, passaram para o Seridó do Rio Grande do Norte, região vizinha do Sabugi, onde até hoje proliferam seus descendentes. Todos os estudiosos da história e da genealogia do Sabugi e do Seridó são unânimes em afirmar que daqueles dois casais – Sebastião de Medeiros Matos e Antônia de Morais Valcácer, Rodrigo de Medeiros Rocha e Apolônia Barbosa de Araújo – descendem todos os que portam o sobrenome Medeiros, originados do sertão do Rio Grande do Norte e do da Paraíba. Aqui se deve registrar, ainda, que um sobrinho dos dois irmãos, de nome José Inácio de Matos, igualmente açoriano, também esteve muito ligado a eles, havendo migrado junto ou chegado logo pouco tempo depois; ele casou com uma filha de Sebastião de Medeiros Matos, Quitéria Maria da Conceição. Não se sabe exatamente quando aqueles irmãos chegaram ao Brasil, mas é razoável acreditar que aportaram aqui no final da terceira década do século XVIII. Sabe-se que Rodrigo teve seu inventário iniciado em 1757, ficando seu irmão como tutor dos órfãos; sua viúva, Apolônia, faleceu e foi sepultada a 28 de novembro de 1802, estando com 88 anos de idade, conforme o registro do seu sepultamento. De Sebastião e de sua mulher, Antônia, não tenho as datas de falecimento, mas ele estava ainda vivo em 1793, com uma avançadíssima idade.

Estas informaçãoes são oriundas do site http://www.geocities.ws/dinoamedeiros/SebastiaoAfonsoMed.html

Bom, é isso pessoal, espero que tenham curtido esta viagem genealógica.

Entretanto, confesso que por mais que descubra coisas interessantes nesta questão, o que me dá orgulha mesmo de ser quem sou, é o fato de ser Nordestino. Talvez eu não fosse tão feliz em ser brasileiro se não tivesse nascido nesta região e morasse aqui.



VEJA MAIS POSTAGENS SOBRE TEMAS LIGADOS A JUDEUS NO TOK DE HISTÓRIA 

https://tokdehistoria.com.br/2016/03/30/judeus-sem-saber/ 

https://tokdehistoria.com.br/2015/11/11/lei-pode-dar-cidadania-a-brasileiros-descendentes-de-judeus/ 

https://tokdehistoria.com.br/2015/05/08/diaspora-descubra-como-os-judeus-se-espalharam-pelo-mundo/ 

https://tokdehistoria.com.br/2012/04/18/a-expulsao-dos-judeus-de-portugal/ 

https://tokdehistoria.com.br/2015/06/08/the-first-synagogue-in-the-americas-itamaraca-1634/


NOTA  – Todos os direitos reservados

É permitida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de
comunicação, eletrônico ou impresso, desde que citada a fonte e o autor.

Anúncios

426 opiniões sobre “SOBRENOMES DE JUDEUS EXPULSOS DA ESPANHA EM 1492 – VEJA SE O SEU ESTÁ NA LISTA”

    1. O sobrenome do meu avô materno, “Andrés”, esta na lista e sei que a sua familia era originaria da Estremadura espanhola, arredores madrilenos, quanto ao meu avô paterno, “Vicente” também està na lista sabendo que este sobrenome é usado em espanha, sei que nascéu no Algarve como o meu avô materno mas não tenho a minima idéia das origens….Estavam casados ambos com algarvias. Todavia penso que a vida nos faz nomados.

      Curtir

      1. A minha assinatura de aguiar e siles estão na lista, como faço para me aprofunar mais e saber sobre os meus antepassados\?

        Curtir

      2. TÔ FERRADO MEU NOME NÃO APARECE NEM NO RASCUNHO ME AJUDA AÍ MANO PÕE MEU NOME NUM CANTINHO AÍ TAMBÉM GOSTEI DO PROJETO

        Curtir

      3. O sobrenome Carrasco avó paterna e Lainez avô paternos tb estão na lista

        Curtir

    2. SEQUEIRA- MEUS ANCETRAIS PELO LADO DA MINHA MÃE.EM PORTUGAL SÃO DA REGIÃO DE SINTRA. MINHA AVÓ CHAMOU-SE: TEODORA MENDES DA SILVA SEQUEIRA. FILHA- DE CARLOS DA SILVA SEQUEIRA. SEU AVÓ ESTEVE DESTERRADO EM CABO-VERDE ONDE CONSTITUÍU FAMILIA EM MATRIMÓNIO COM PAULINA MENDES VARELA.

      Curtir

      1. Essa familia Mendes é a mesma que veio para o rio grande do sul, mais precisamente para santa vitória do palmar? Sei muito pouca coisa dos meus antepassados e estou procurando. Podemos me ajudar a obter mais informações? sabes onde posso procurar? Obrigado!

        Curtir

    3. Meus dois sobrenomes estão na lista… Santos e Ferreira, mas não fazia nem idéia,sempre pensei ter origem portuguesa, mas estou feliz em pertencer a esse povo tão especial

      Curtir

      1. Os meus sobrenomes estão na lista Santos e Ferreira. Agora sei qual o meu início

        Curtir

      2. Apesar da disposição dos parlamentares espanhóis, não é tarefa fácil obter a nacionalidade espanhola. Ao contrário do que está sendo divulgado nos textos que circulam pela internet, ter o sobrenome sefardita (judeu descendente de espanhol ou português) não basta. Um anteprojeto de lei determina as regras para quem quiser obter o passaporte de lá. Antes de tudo, é necessário provar a descendência de judeus, o que não é nada fácil.

        Curtir

      3. Meus Biszavos sao de SALAMANCA Ludivina Vicente Joaquim Vicente meus avos Florencio Vicente e Tomasia Olgado Vicente queria muito a cidadania da Espanha

        Curtir

    4. O meu está, Carmona., Pinto, Arias, Cuencas e Gomez, agora entendo a minha origem principalmente meu pai tinha aparencia dos Mouros.

      Curtir

    5. sei que os Carvalhos vieram fugindo da opressão, sei que meu tata tará vó nasceu na travessia do mar dentro do navio, uma história muito interessante.

      Curtir

      1. olá, meu sobrenome por parte do meu pai também é carvalho, e gostaria de saber mais sobre este sobrenome…visto que vc tem mais informações, peço lhe que por favor me conte mais…desde já agradeço a gentileza

        Curtir

    6. Verifiquei na Lista e vi que os meu dois sobre nomes , Os nomes dos meus avós por parte de mae e por parte de pai também esta na lista, Totalizando os quatro nomes da minha familia e o meu .
      Muita coincidencia ou verdade . Uma coisa eu sei.
      Meus avos ensinaram a minha mae e meus tios rituais judaicos e orações . Mas nos nunca soubemos que eram judaicos .
      Meus avós não frequentavam igrejas ambos os lados. Minha so se converteu ao cristianismo aos 39 anos .
      Hoje por coincidecia estou estudando cabalah , e vi este post que me surprendeu muito em saber que posso ser um judeu sem ter consiencia disso.

      Tudo uma coincidencia?
      Minha familia vem de portugal ,Italia e Espanha, Hoje estamos no Brasil , Não sei a data real em que chegaram meus antepassados .

      Vou estudar mais sobre minha descendecia a fundo. E se eu for mesmo um Marrano . Voltarei ao Judaismo, Pois isso eu já estudo e pratico sem mesmo saber que era Judaismo .

      Obrigado por postar este topico sensacional.

      A paz seja contigo

      Giva k.B.S.V.

      Curtir

    7. O NOME DO MEU PAI É MANOEL BERNARDO DE MEDEIROS E NASCEU NESSA CIDADE DE SANTA LUZIA DIVISA COM RIO GRANDE DO NORTE

      Curtir

      1. OLA GIVANILDO MEU PAI CHAMAVA SE MANUEL AMANCIO DE MEDEIROS DE MOSSORO RIO GRANDE DO NORTE JA FALECIDO POR PARTE MAE ERA LOPES EU NAO SEI NADA SOBRE O SOBRE NOME DELES VOCE PODE ME AJUDAR

        Curtir

    8. Encontrei o sobrenome do meu avô paterno Abrahams. Migraram pela Prússia, Ucrânia, Sibéria, e via Alemanha para o Brasil em 1930.

      Curtir

    9. Muito obrigada a vcs., por serem fontes de informações e que compartilham com agente,´nos deixando informados de algo tão valioso como é saber da nosso origem. Obrigada!

      Curtir

    10. O nome dos meus antepassados do lado paterno está na lista.Apresentasse de 2 maneiras FREYRE ( com Y) e FREIRE ( sem Y ) da maneira que sempre escrevemos….Sei que é originário da Galiza …peso que de Vigo, onde ainda hoje se encontra muito o apelido FREIRE…mais do que em Portugal…principalmente em Vigo encontrasse ao longo do porto muitos Armadores com este Apelido…!!

      Curtir

    11. Eu estou quase acreditando que sou tambem Dessa familia,familia de minha mae que veio tambem de Portugal ,que morava no nordeste,e nao se sabe noticias nenhuma da familia dela,nada,final Do nome de minha avo que nao conheci ,Firmina Maria da Conceiçao,

      Curtir

    12. Amigo! SHALOM! ESTOU EM TODAS : ALMEIDA/ ARAÚJO BELLO / OLIVEIRA / RAMOS, MAS É A VIDA.! ´PARABÉNS PELO SITE!.

      Curtir

    13. EU TAMBÉM SOU DECENDENTE DE JUDEU, O MEU SOBRENONE ESTA NA LISTA..
      Olha que bom saber das nossas origens, todos precisam saber que tem um decendência milênar, da onde ele vêm, como chegou até aqui, para poder fazer uma reflecção das suas origens.
      Valeu mesmo, Parabéns por esta postagem.

      Curtir

    14. Muito interessante Estas informacoes, sabia que a Espanha, Tinha expulsados os Judeus, MAS nao sabia desta Lista de nomes, surpresa de ver nomes, Chaves, Santos, Soares, Silva, Pereira, nome de meus avos maternos e paternos. Se esses ancestors, foram expulsos da Espanha , e depois da descoberta do Brazil, será que foram forçados a imigrar para o Brazil e se tornar novos-cristãos? Proxima vez que eu for ao Brazil, vou fazer mais pesquisas sobre Origem de minha familia Chaves Soares.

      Curtir

    15. Meu sobrenome é Ferreira, meus avós maternos são descendentes de cristãos-novos, está na árvore genealógica de nossa família.

      Curtir

    16. Minha família, também consta desta lista: Martins e Pacheco, e Moreira. Depois os catocas querem que sua seita seja “una,santa” etc. Eram verdadeiros bárbaros e assassinos.

      Curtir

    17. Meus quatro avós, são espanhóis. Todos os sobrenomes estão na lista. Meu sobrenome tem dois na lista. Tenho uma dúvida, meus avós saíram da Espanha para o Brasil, Se eles vieram da Espanha, não foram expulsos!?!?!?

      Curtir

  1. Gostaria de saber mais, pois a familia da minha mãe é Almeida Matos, foram expulsos da Itália e do meu pai é Pereira expulsos de Portugal. Meu avô materno, Pedro de Almeida Mattos nasceu na Sicilia. Ele era criança ainda quando toda a família foram expulsos da Itália e vieram morar no Brasil em São Gonçalo do Abaeté- MG.

    Curtir

    1. Os apelidos dos seus pais e avós são tipicamente portugueses. O estranho é o seu avô materno, Pedro Almeida Matos, ter nascido na Sicília. Não terá sido expulso da Itália durante o governo fascista de Mussolini, depois dos pais dele terem saído de Portugal também por razões políticas (governo fascista de Salazar iniciado em 1928)?

      Curtir

  2. Encontrei NOGUERA mas o meu sobrenome é NOGUEIRA com “i”. O que faço para conseguir essa dupla cidadania agora?

    Curtir

    1. Acredito que não é apenas uma questão de possuir um sobrenome que remeta à origem judaíca o suficiente para adquirir uma dupla cidadania. Vc precisa provar com documentação pertinente (certidões) que sua avó ou mãe, avô ou pai nasceram em um determinado país e tinham cidadania deste para requerer uma dupla cidadania.

      Curtir

    2. Simples , e só ir em uma sinagoga na sua cidade com sua arvore genealógica até os ancestrais que imigraram para o brasil, e informar seu interesse em reatar relações com a cultura judaica. Eles irão entrar em contato com o governo espanhol que ira a partir de seu ultimo ancestral nascido em solo europeu fazer a continuidade ate chegar ao ancestral expulso legitimando sua cidadania reparatória. Porem lembre-se , muitos brasileiros pobres e escravos, adotaram nomes de patrões pois não lhes faziam registros ao chegar no Brasil, há uma grande chance de vc mesmo descobrir que sua arvore genealógica acaba em algum ancestral recente brasileiro. Por exemplo , Silva está na lista, o nome mais comum no Brasil e a grande maioria quase absoluta não tem direito algum.

      Curtir

  3. muito bom essa postagem,pois muitas pessoas tem sobrenome judaico e não sabe. e por m meio da mesma ão lé-la poderá sim descobrir suas origens ! parabéns quem postou,pois ão fazer isso ajudou( e vai continuar ajudando ) muitas pessoas a se identificarem; quero deixar registrado o meu elogio, que o YHWH-O ETERNO te abençoe em nome de YESHUA HAMASHIAC !!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Paulo cesa o amigo pode mimostrar na Torá ou na Lei de ISRAEL, onde o AD-NAI, emvior yeshua hamashyac, como Salvador de Israel ou dos Gentios, se o amigo mimostrar sor obrigado a concordar con o amigo!

      Curtir

  4. Gostei muito, encontrei sobrenomes, Martins, Matos e Nogueira. Que são de minha família. A maior parte da família é de Botucatu e cidades vizinhas. Meu tataravô chamava-se Eliziario Junqueira Nogueira Matos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. oi roseli, gostaria de saber de onde o seu avô era pois meu nome tbm é da Família Eliziário e tenho dificuldades de achar a origem dessa família se vc puder me contactar

      Curtir

  5. Sempre tive curiosidade em saber a origem do meu nome. Meu pai era baiano e não conheci outros parentes de sua parte. O meu nome, reproduz o seu, na íntegra. Já pesquisei em outras fontes, mas, acho tudo uma coincidência. Em todo caso, meus parabéns! Belo trabalho.

    Curtido por 1 pessoa

  6. eu tenho um desses sobrenomes, na família do meu pai tem dois,da minha mãe um.Eu não sabia que eram de origem judia. Parabéns pelo trabalho.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bom dia ! Ao contrário do que é afirmado em muitos sites, justamente com a finalidade de desinformar pessoas descendentes dos judeus da época da Inquisição, de não ser possível descobrir a ascendência judaica de uma pessoa pelos estudo de seu sobrenome, … é sim possível identificar linhagens israelitas antigas pelo estudo dos sobrenomes de pessoas com nomes de famílias pertencentes as listadas como marranas, anussim, ou cristãs novas ! O maior pesquisador nesta área no Brasil, que possui o mais completo banco de dados com os registros de todos os colonos judeus que desembarcaram no país e sua descendência é o historiador pernambucano, também especializado em genealogia genética,a Flávio Rogério Ribeiro de Sá Cohen. Procure conhecer o trabalho dele, digitando seu nome completo no Google, você vai se surpreender sobre as quantidades de citações sobre o mesmo e sobre as suas descobertas históricas com farta citação das fontes bibliográficas históricas, genealógicas e genéticas. Ele tem, por exemplo, estudos inclusive que comprovam as origens na casa Davídica de famílias como Souza, Sousa, Cardozo, Cardoso, Amaral, Almeida, Mattos, Ribeiro, Loureiro , Figueiredo, Menezes, alem de muitos outros, que possuem ancestrais levitas e cohen. Depois entre em contato com ele pelo facebook Flavio Sa Cohen ou pelo e-mail sacohen@bol.com.br. Ele atende a todos e nunca deixa uma pessoa sem uma resposta completa sobre sua origem e do porque de seu sobrenome constara nos arquivos na Inquisição portuguesa e espanhola!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Muito interessante !!! Encaminhei para TOK de HISTORIA, uma correspondência sobre meu sobrenome constante da lista e Judeus expulsos em 1492. Estou aguardando novo contato. Carlos J. Lorenz.

        Curtir

  7. Achei a matéria muito interessante pois tenho familiares que vieram da Espanha (avô Garcia Meza) e não sei sua procedência (cidade da Espanha).

    Curtir

    1. Mas na Espanha, a resposta aos que requerem a nacionalidade espanhola é complexa: Mientras, los españoles de la Federacion Judia Espaniola non quieren conversas con nos otros.
      La Lei no cita la necessidad del credo, mas tu terás de provar a la Federacion Judia que és judio ortodoxo. Alguém pode esclarecer esta situação, na Espanha?

      Curtir

  8. Eu encontrei Fernandes e Silva na lista o meu sobre nome é Fernandes e o terceiro nome é Silva e isso significa que meus antepassados eram de outro país?

    Curtir

  9. Bom dia ! Ao contrário do que é afirmado em muitos sites, justamente com a finalidade de desinformar pessoas descendentes dos judeus da época da Inquisição, de não ser possível descobrir a ascendência judaica de uma pessoa pelos estudo de seu sobrenome, … é sim possível identificar linhagens israelitas antigas pelo estudo dos sobrenomes de pessoas com nomes de famílias pertencentes as listadas como marranas, anussim, ou cristãs novas ! O maior pesquisador nesta área no Brasil, que possui o mais completo banco de dados com os registros de todos os colonos judeus que desembarcaram no país e sua descendência é o historiador pernambucano, também especializado em genealogia genética,a Flávio Rogério Ribeiro de Sá Cohen. Procure conhecer o trabalho dele, digitando seu nome completo no Google, você vai se surpreender sobre as quantidades de citações sobre o mesmo e sobre as suas descobertas históricas com farta citação das fontes bibliográficas históricas, genealógicas e genéticas. Ele tem, por exemplo, estudos inclusive que comprovam as origens na casa Davídica de famílias como Souza, Sousa, Cardozo, Cardoso, Amaral, Almeida, Mattos, Ribeiro, Loureiro , Figueiredo, Menezes, alem de muitos outros, que possuem ancestrais levitas e cohen. Depois entre em contato com ele pelo facebook Flavio Sa Cohen ou pelo e-mail sacohen@bol.com.br. Ele atende a todos e nunca deixa uma pessoa sem uma resposta completa sobre sua origem e do porque de seu sobrenome constara nos arquivos na Inquisição portuguesa e espanhola!

    Curtir

    1. No meu nome tenho os dois apelidos que constam da lista, ou seja:
      Rodrigues da familia materna oriunda de Pinheiro de Lafóes distrito de Viseu em Portugal

      e

      Bastos da familia paterna, oriunda do Lugar e Vilar, freguesia de Mondim de Bastos, Concelho de Celorico de Basto, Distrito de Braga em Portugal.

      Poderei ter ascendência judia pelos dois lados da familia (materna e paterna). Será possível ter a certeza ?

      Felismina Rodrigues Bastos
      felisbastos@gmail.com

      Curtir

      1. Voce tem é ascendencia BIMBA, sua Azeiteira! Mae sopeira duma aldeiazinha perdida num vale desconhecido algures na beira baixa, e pai Matarruano la bem do norte, por tras dos montes e do sol posto.

        Curtir

      2. Olá…penso que existe uma pequena confusão: Mondim de Basto é um concelho vizinho do concelho de Celorico de Basto e existe a freguesia de Mondim de Basto que é a sede do concelho… No concelho de Celorico de Basto não existe nenhuma freguesia com o nome “Vilar”… embora possa existir em alguma das suas freguesias um lugar com esse nome, pois o topónimo “Vilar” é muito comum a muitos concelhos em Portugal…existe no concelho de Mondim de Basto (distrito de Vila Real) a freguesia de Vilar de Ferreiros e no concelho de Cabeceiras de Basto (distrito de Braga) a freguesia de Vilar de Cunhas… na wikipédia poderá encontrar facilmente informação sobre estes concelhos…

        Curtir

    2. Muito me impressiona esse comentario:Ele tem, por exemplo, estudos inclusive que comprovam as origens na casa Davídica …Ora historicamente não ha comprovação da existencia do rei David!!!Esse senhor é um genio conseguiu provar o que nenhum historiador conseguiu.

      Curtir

    3. O POVO DE ISRAEL ERA UMA RAÇA ATÉ QUANDO ENTROU NO EGITO, DEPPIS DO EGITO PASSOU A SER UM POVO DEFIRENTENTES RAÇAS, ONTE SE ENCONTRA AEGIPCIOS, FENÍCIOS, E OUTROS MAIS. ISRAEL HOJE N ÃO É MAIS UMA RAÇA MAS UMA NAÇÃO. UM POVO COMO O BRASILEIRO, O AMERICANOS ETC ETAL;

      Curtir

      1. Isso não está completamente certo. Há Vários séculos atrás que os Judeus não se misturam,existem controles muito fortes dentro da comunidade judaica para impedir o casamento fora da sociedade Judaica. Por entanto os Judeus são uma raça e uma religião ao mesmo tempo embora a maioria dèles consideram-se ateus..

        Curtir

      2. Vc esta certa. Judeu eh uma etnia, povo, não raça. Algumas opiniões são um pouco contundente, nao sei baseado em que q alguns afirmam q os judeus em maioria são ateus, extranho pois foi pelos judeus q o mundo tomou conhecimento d D’us vivo, assim s tornaram o primeiro povo monoteísta.

        Curtir

      3. ÓTIMA OBSERVAÇÃO, MARIN. MAS TAMBÉM NÃO FAZ DIFERENÇA SE É JUDEU OU GREGO OU BRASILEIRO, HA UM SÓ REBANHO E UM SÓ SENHOR DE TODOS E SOBRE TODOS.

        Curtir

    4. Sim, esses sobrenomes elencados foram de judeus mas pelo menos alguns destes sobrenomes não eram exclusivos de judeus. Por exemplo, sobrenomes terminados em ES na Península Ibérica muitas vezes eram de judeus – como no caso de uma das famílias Mendes – mas muitas vezes eram patronímicos, isto é, designavam o prenome de um antepassado ou de um tio: Vasques de Vasco, Mendes de Mêncio, Fernandes de Fernando, Esteves de Estevão, etc. Os Lemes de São Paulo tinham fama de terem origem cristã-nova mas não comprovada. No caso de Portugal provavelm/ a maioria dos considerados cristãos-velhos tinha algum antepassado remoto judeu. Provav/ pouco antes de 1500 cerca de 1/3 da população de Portugal era de judeus por causa dos expulsos da Espanha. O exagero é achar que um sobrenome tirado de nome de lugar como Cardoso ou Lisboa sempre indica origem judaica. Santos foi adotado por diversas pessoas que nasceram no Dia de Todos os Santos. Pessoa foi adotado por diversos indivíduos que não tinham sobrenome.

      Curtir

      1. Os sobrenomes terminado em ES, em Portugal vem do século VIII, onde no Condado Portucalense os nobres colocam os nomes dos filhos da seguinte maneira: Nuno Mendes – filho Mendo Nunes. Não eram judeus, pelo menos nessa época.

        Curtir

    5. Olá, meu nome é Letícia Barreto e encontrei também o sobrenome Vasconcelos que é das minhas primas, exposto nessa lista. Isso significa que sou descendente dos judeus espanhóis expulsos em 1492 pela Inquisição? Sempre ouvi falar que na minha família paterna, minha bisavó era portuguesa mas nunca tive certeza. Através do meu sobrenome, posso descobrir de onde veio?
      Muito obrigado e bom dia!

      Curtir

  10. Li a relação dos nomes.
    Verifiquei que foi relacionado o nome Perez.
    Também meu sobrenome é Brugat e aparece Bugat. Teria alguma relação?
    Parabéns pela publicação dessa lista. É sempre bom saber as origens dos nomes.
    Amadeo Pérez Brugat

    Curtir

    1. ubiratan Ribeiro da Silva minha mãe Zilda Ribeiro da Slva minha vó amelia ribeiro de oliveira meu avô materno Antonio ribeiro da Rocha disse:

      a minha familia por parte de Mãe tem o sobre nome Oliveira Ribeiro do meu pai eu erdei da Silva

      Curtir

  11. Oi, Eu sou Rayssa e tenho “Santos ” no meu sobrenome, e nos sobrenomes de meu país tem “Miranda e Santana e Santos ” eu eu não sei quase nada sobre minhas origens…

    Curtir

    1. Rayssa shalom! Sabemos que os sobrenomes não são originais mas apelidos que os Anussim receberam por causa da Inquisição Católica.

      Santos, Miranda e Santana são uns dos apelidos dados aos Judeus Anussim, você pode ver o nome do apresentador Silvio Santos. Aproveitando a ocasião visite nosso site: http://www.kehilatmoreshetsefarad.com.br Caso desejar entre em contato conosco que lhe auxiliaremos acerca do mesmo.

      Curtir

      1. Silvio Santos é nome artistico…Seu verdadeiro nome é Segnor Abravanel judeu de origem grega!

        Curtir

  12. Meu avô era Simões Moreira depois que vieram da Espanha, mas lá a família era Simon Merelenbaum.
    Ele foi dado para a Igreja por ser filho mais velho e mais tarde ganharam esse sobrenome.

    Curtir

  13. Meu nome é Luiz Antonio, e sobrenome, LOPES MARTINS.
    Ambos estão na lista sendo o Lopes descendente de meus avós maternos que eram PORTUGUESES e o Martins, do FRANCÊS tataravô paterno que naufragou na costa da Capitania de São Tomé, hoje, Praia do Farol de São Tomé, Campos dos Goytacazes – RJ.
    ACHO QUE ISSO TEM FUNDAMENTO SIM.

    Curtir

    1. Gostaria que o autor desse a LISTA DOS NOMES QUE NÂO ERAM DE JUDEUS! E até dá como nomes de judeus apelidos vasconços! Maravilha! Faz-me pensar no que me disse um dia um meu aluno judeu de origem russa: «Os Judeus sâo o POVO MAIS ANTIGO DO MUNDO.» Ao que lhe retorqui: «E os outros, os que nâo eram judeus, onde estavam?» Note-se que já encontrei paquistaneses de pura raça, índios e mesmo chineses com nomes portugueses. Portanto…

      Curtir

  14. A inquisição ocorreu há mais de 300 anos e somente um trabalho muito cuidadoso poderá saber se tem origem judaica ou não.
    É muito amadorismo tentar descobrir dessa forma com o sobrenome atual em relação ao ocorreu tempos atrás, vão acabar se frustrando e não vão conseguir obter a cidadania. A minha família tem comprovações de que foi expulsa mas eu não quero a cidadania espanhola nem portuguesa pois são povos com cultura antissemita enraizada.

    Curtir

    1. Caro Jayme,
      O DNA do Povo Judeu está no sangue de muitos de nós em Portugal, pelo que a nossa cultura não é anti-semita e a ter algo de enraizado, o que temos é o imenso orgulho pelos nossos antepassados.
      Bem-haja.

      Curtir

      1. Cara Ana meus melhores amigos aqui do Brasil são portugas e adoro eles mas não são antissemitas e sim ignorantes no assunto. Na península ibérica o antissemitismo é enraizado e escolarizado dentro das próprias igrejas com as calunias ainda antigas de assassino de deus etc. Conheci muito bem estes países e acho que em portugal tem melhorado mas na espanha é um verdadeiro desastre. No brasil tem inclusive racismo enraizado mas a população daqui é dez vezes maior e aparece mais.
        Aqueles que ainda vivem em portugal e tem dna judaico devem ficar vigilantes e instruir para que desapareça esse sentimento ruim.
        bem-haja (gostei disso)

        Curtir

    2. Em Portugal acho que não há antisemitismo.O Rei DOM Manuel nem queria expulsar os judeus, teve de o fazer por estar casado com uma filha dos Reis católicos de Espanha que eram poderosos. Acho que até simpatizamos com os judeus e Aristides de Sousa Mendes foi o cônsul de Bordéus que salvou cerca de 30.000 pessoas, e pensa-se que 10.000 judeu. Morreu na miséria por ter desobedecido a Salazar. Ele que era monárquico e rico morreu a comer na cantina comunitária judaica.Os nossos imigrantes não são árabes, são africanos e só no norte de Moçambique os africanos eram mulçumanos mas pacíficos.Nunca senti nenhum clima anti-semita como há em França que sempre foi, reconhecidamente um País anti-semita, ou assim dizem ser. I stand for Israel! Maria Cristina da Costa Matos

      Curtir

    3. como portuguesa posso afirmar-lhe que está errado. Na aldeia onde moro temos um cemiterio medieval ( de antes, durante e apos a inquisição) onde sempre se mantiveram simbolos cristãos, judeus, muçulmanos e pagãos .
      Nós somos o povo que se misturou sempre com todos os outros que encontrou e sempre encontrou uma forma de viver com todos os povos que nos encontraram.
      A inquisição foi pedida pelo rei por razões politicas e não religiosas e por razões politicas foi extinta. Não nego a ação da inquisição mas culpar todo um povo pelas ações de um pequeno grupo não é justo.
      Se vier a Portugal poderá comprovar o orgulho que temos em todos os
      elementos que formam o nosso passado e nos definem como povo.

      Curtir

      1. Plenamente de acordo com a Ana, tanto nas imensas mentiras que forjaram com a inquisição, como no pretenso racismo dos portugueses. Vejam a história da Inglaterra, Holanda, França e Espanha…Então sim.

        Curtir

  15. Tenho mais de um sobrenome na listagem : Almeida (por parte de mãe ) ,e,Silva ( por parte de pai ,que também tinha o sobrenome Oliveira ) ,e,segundo pesquisa feita por um antigo professor ,os meus antepassados paternos , seriam judeus holandeses , que teriam vindo para o Brasil , junto com Maurício de Nassau , fugindo da Inquisição na Europa .

    Curtir

  16. O meu apelido é “Pericão”. Na lista aparece “Pericón”. Julgo haver um relacionamento se levarmos em linha de conta a tradução!

    Curtir

  17. Olá meu nome é Célia Alves da minha mãe é Ferreira da Silva do meu pai,gostaria muito de saber minhas origens desde já obrigada.

    Curtir

  18. ola gostaria de saber se o nome da minha família se enquadra galvao sei que o tetravo do meu pai era italiano

    Curtir

  19. Li a relação dos nomes e encontrei nomes dos meus bisavós e avós na lista.
    Gostaria muito de encontrar minhas raizes de que tanto me orgulho.
    Parabéns pelo seu importantísimo trabalho.

    Curtir

    1. Completando meu comentario:
      Meus bisavós são:
      ANTONIO DA SILVEIRA MACIEL com
      MARIA FRANCISCA DA CONCEIÇÃO
      ,…..,………,,,,……………
      meus avós são:
      JOSÉ LOPES DA SILVEIRA com
      VIGOLINA CÂNDIDA DA SILVEIRA
      BRIGIDO JOSÉ DE FARIA com
      CHRISTINA DA SILVEIRA.
      Muito obrigada, desde já.

      Curtir

      1. Devo constar que o nome de meu pai é também JOSÉ LOPES DA SILVEIRA, nascido em 24 de julho de 1924 em Pouso Alregre=MG. o meu é JOSÉ CARLOS SILVEIRA, nascido em 22=03=1950 em Sengés=PR,,,

        Curtir

  20. Olá, parabéns pela pesquisa e pela postagem. Na verdade um grande número dos judeus expulsos de Castela (antiga Espanha) por ordem dos Reis Católicos – Isabel e Fernando no sec. XVI, foram bem acolhidos em Portugal pelo rei D.João II. Muitos desses judeus foram mais tarde e já durante o reinado de outro rei – D.João III, obrigados a converterem-se ao cristianismo e, aqueles que o não quiseram fazer foram expulsos. Porém, muitos ficaram, ainda que secretamente a professarem a sua religião original.
    Por tudo isto é absolutamente normal que existam hoje no Brasil inúmeros descendentes desses, então portugueses, que procuraram em terras longínquas uma nova vida, longe da terrível inquisição e por aí ficaram. Em conclusão, somos todos “frutos” da mesma árvore.

    Curtir

  21. Não conheço a historia da minha família mas -não sei porquê -estou convencida que “Pinha”é de origem judaica. Do lado paterno,De Jesus e Dos Santos soam a cristãos novos ? Obrigada, cumprimentos

    Curtir

  22. Li a lista de nomes achei interessantissimo e tenho curiosidade em saber se Nunes Tavares e Figueiredo tem a origem mencionada.Obg um abraço e parabens pela iniciativa

    Curtir

  23. Muito interessante,não conheço a fiabilidade do mesmo,todavia espero que seja um estudo feito com o rigor que deve ter. Eu sou Cardoso,

    Curtir

  24. Estou na dúvida pois o nome da minha família tem Barreiro com “i” e aqui achei Barrero… E achei Oliviera e o meu é “Oliveira” o “e” e o “i” são trocados…. E tem um amigo meu que é Silvestre a aqui tem SanSilvestre …

    Curtir

    1. Que bom, só falta ter a certeza de qual tribo, o meu sobre nome é santos, e de minha mãe é Tavares dos Santos, só esclarecendo que a descendia judaica é confirmada pelo lado da Mãe, segundo os estudiosos do judaísmo.

      Curtir

  25. o ultimo nome do meu avo era elias que sera o meu ultimo nome e e interessante sempre pensei que era descendente de judeus

    Curtir

  26. Ah,sim,porque você tem um sobrenome supostamente judeu você é do “povo de Deus”…foi escolhida…e os outros,são o quê? macacos? filhos do demônio? que dureza…em pleno século 21…

    Curtir

  27. Acho de extrema importância a notícia se propagar dos sobrenones judaicos no Brasil. 47% dos sobrenones brasileiros vem dos “Novos Cristãos”.
    Povo casado, sofrido, discriminados desde o século XVI , porém é importante cada um saber se realmente são descendentes juntando documentações . Pois o Brasil infelizmente foi e ainda é um país de escravidão, muitos herdaram sobrenomes dos seus supostos proprietários.
    Alguns sobrenomes são sem i como o meu, por causa dos escrivoes que se confundiam com a oratória.
    O que eu realmente gostaria de saber, como saber o verdadeiro sobrenome none judaico antes de ser modificado?!?
    Shalon.

    Curtir

  28. Tenho os dois apelidos de parte da mãe Bastos e de parte de pai Almeida. será que tem alguma coisa a ver?

    Curtir

  29. Sou Severina Correia de Lima
    meu pai Alves de Lima ,meus avós paterno eram RAMOS
    minha mãe Correia, de seu pai já ouvi dizer que quem tem nomes de árvores flores e frutos são decedentes de judeus . Será ?

    Curtir

  30. Faz tempo ” No reinado de D. João I ” havia um 1º. Ministro de seu nome Marquês de Pombal que ao tempo quem não fosse Cristão (p.h. Judeu…) ou embarcava ” teria que ir embora “ou então se CONVERTIA ao Cristianismo…Chamados então de CRISTÃOS NOVOS e q. para serem diferenciados teriam que usar apelidos de flores plantas animais, etc…etc…razão pela qual há os senhores Carneiro Oliveira Figueira Silva e também as SENHORAS como é óbvio por descendência de seus pais avós e por aí…

    Uma boa tarde

    Manuel Silva Murteira

    p.s.: Silva da mãe e (MURTA) Murteira de pai…sou de descendência Judia por parte de mãe e pai…

    Curtir

  31. Eu já lí em diversos livros que quando da libertação dos escravos aqui no Brasil, eles não eram registrados e quando foram se registrar, a maioria deles colocaram como seus sobrenomes Dos Santos ou de Jesus, motivo pelo qual a maioria das pessoas negras no Brasil são os dos Santos. Será que esta informação procede? é verdadeira? Como também…do Epírito Santo e Santana (aqueles devotos de Nossa Sra de Santana) apelando assim para a providencia divina e terem seus nomes abençoados.

    Curtir

  32. Achei bastante interessante e gostaria de saber tmb os meus sobrenomes. Pelo que sei BALDI É ITALIANO , mas NEVES não tenho idéia . Se puderem me ajudar . Abraços e parabéns !

    Curtir

  33. Meu sobrenome é Abreu e está na lista. Seria Abraão ou algo parecido? Também concordo tem fundamento. Imaginem se os governos de Portugal e Espanha vão admitir o massacre que promoveram na “Santa” Inquisição…. negarão até a morte!

    Curtir

  34. NO MEU CASO SOU DE SOBRENOME HERCULANO SANTOS,HERCULANO DE MÃE E SANTOS DA PARTE DE PAI. O QUE ME INSATISFAZ MAIS É SABER QUE O SOBRENOME HERCULANO QUASE NÃO EXISTE EM PORTUGAL. DE ONDE VIEMOS ENTÃO.
    FICARIA FELIZ SE ALGUÉM CONSEGUISSE SABER

    Curtir

  35. Achei meu sobrenome materno. Brito! Será que descendo mesmo dos judeus? Se de fato descendo será para mim uma alegria inenarrável.

    Curtir

  36. Minha descendencia Materna: Ribeiro de Almeida Martins (Açores e Málaga) descendência Paterna . Salgado familia judaica do Amazonas.

    Curtir

  37. Não fazia ideia que o meu sobrenome tem origem judia. Tenho muito interesse em genealogia e já fiz algum trabalho de pesquisa e realmente sabia que a minha família tem relações com Espanha . É interessante, mas gostava de ter a certeza da fiabilidade deste estudo 🙂

    Curtir

  38. que grande mentira, nem todas as pessoas que possuem esses sobrenomes são de origem judaica….então 90% do povo português é de origem judaica, eu próprio só nessa lista tenho 3 sobrenomes supostamente judaicos…sejam sérios….que mania de todos quererem ser judeus

    Curtir

  39. Tenho 3 sobrenomes de solteira + um que adoptei do meu marido. Estão todos na lista de sobrenomes de judeus fugidos de Espanha. Credo! Agora só me falta ir bater com a cabeça no muro das lamentações…

    Curtir

  40. Eu gostaria de uma informação. A minha familia a do meu pai Os nomes deles eram Pedro Figueira Ferraz Neto, e o meu Avó era Pedro Figueira Ferras Junior, o sobrenome Ferras dele era com S no final. E Nesta lista eu não vejo o Ferraz com Z no final. Neste caso da Lista vejo Ferro, Ferris e ai onde me enquadro nesta possível descendencia? O meu Avô dizem que era Português, vindo os seus Pais de ILHA da Madeira em Portugal e ai ?

    Curtir

    1. Meu sobre nome VALLESPI ..Segundo histórias que ouvi vem dos sobre nomes Valles e Vallesdepera…Como posso ter certeza?

      Curtir

  41. CEZAR DO PRADO LUZ
    7ª GERAÇÃO DE JOÃO DO PRADO
    Convite:João do Prado residia ele na Praça de Olivença, Província do Alentejo, onde a nobreza de sua família foi bastante conhecida. João do Prado muito amigo de Martim Afonso de Souza, D. João III, fê-lo capitão-mor, governante e povoador de terras no Brasil
    Olivença – Alemtejo PT

    Curtir

  42. Meu pre nome e o primeiro sobrenome são judeus. O segundo sobrenome existe parecido faltando uma letra, mas não acredito que este possa ter origem judaica porque em espanhol esse sobrenome termina com s e na língua portuguesa termina com z. Ocorre que na relação a palavra tem 4 letras enquanto em espanhol e português tem 5 letras.

    Curtir

  43. Tem que ver se os judeus não mudaram de nome na Espanha, antes de serem expulsos. Talvez tivessem sido forçados como cristãos novos, para evitar perseguiçoes.

    Curtir

  44. Amei a postagem encontrei as minhas três assinaturas,Medina de meu pai,Silva de minha mãe e Oliveira de meu marido.

    Curtir

  45. Somos todos descedentes de Adão e eva. Branco negro amarelo pele vermelha. Não devemos nos apegar a vãs genealogias. Pai nobre filho rico neto pobre

    Curtir

  46. Meu sobrenome esta na lista mas eu duvido muito meus avós vieram da Espanha na segunda guerra , conheço minha arvore genealógica de dez geraçoes nunca sobe de nenhum expulso da Espanha por ser judeo nada contra ter uma origem judaica mas eu prefiro ser o que sou 100% brasileira e respeitando todas as religiões apesar de serem um povo antigo precisam apreender a respeitar e a conviver com outras religiões só assim terão. Paz.

    Curtir

  47. Pois é, A bisa falava um castelhano carregadíssimo. Não tenho dúvida que que tenho sangue espanhol nas veias, pq ninguém a entendia. Sou espanhol legítima e carrego o sobrenome Rodrigues na veia e o Siqueira no papel.

    Curtir

  48. Bem acho esquisito o nome Velasco estar aí. Bem fora aquela história que a casa Velasco é muito antiga e tals. O sobrenome Velasco chegou no Brasil quando Gaspar de Molina e Castro (filho de D. João Molina e Joana de Mesa) casou com Margarita de Haro y Velasco (filha de Diego Lopez de Haro y Sotomayor e Apolonia Velasco). João Molina era descendente de Afonso Molina (senhor de Molina) e este descendia dos reis de Castela. Diego Lopez de Haro era descendente de Urraca Henriques (irmã de Afonso Henriques rei de Portugal), e este descendia de Hugo Capeto e Carlos Magno. Apolonia Velasco descendia da tradicional família Velasco. A atual família Velasco tem sangue judeu porque os descendentes foram casando com descendentes judaicos. Mas quando esse sobrenome chegou aqui pelo filho do casal chamado Fernando de Velasco e Molina. Com certeza não tinha nada de judaico. Sinceramente não entendi de onde tiraram isso que os Velasco do Brasil são judaicos.

    Curtir

  49. Olá.
    Achei muito legal encontrar pelo menos um dos meus sobrenome na lista, não conheço minha decendência, ja que minha mãe faleceu eu era muito pequena, só lembro vagamente do meu pai comentar que meus avos eram decendentes de Portugueses e Espanhois, tudo que sei e que meus avos são de Alagoa Grande na Paraíba, o sobrenome deles e Valentim de Medeiros, meu avô e Luis e minha vó Josefa, será que temos algum parentesco Rostand

    Curtir

  50. Vieira de Melo, agora tenho certeza da minha origem… já sabia que meus bisavós maternos eram de descendência espanhola… minhas características físicas sempre soube que podia descender dos mouros… agora sei…

    Curtir

  51. Boa tarde. Não sou Medeiros, mas meu avô, era da Ribeira Grande, Ilha de S. Miguel, Açores, Portugal e era Medeiros. Tenho alguns dados sobre a família.

    Curtir

  52. Todos meus sobrenomes estão presentes na lista,que são Ramos,Santana e Silva.Sou a 6º geração de uma família que vieram da penísula ibérica,mas não se sabe ao certo se eram de Portugal ou Espanha.

    Mas como tenho todos meus sobrenomes presentes na lista,será se possuo descendência de judeus?E será se posso obter cidadania Espanhola?

    Curtir

  53. Silvestre também é um sobrenome de origem judaica da Espanha. O sobrenome era muito comum entre Judeus durante a época da inquisição que tiham sobre nomes de arvores, plantas, etc. Como por exemplo : Da Mata, Matos, Figueiredo, Pereira, Pinheiro..

    Curtir

  54. Os nomes BORGES e LARA do meu pai e da minha mãe , respectivamente, estão na lista. De fato, eu já sabia que ambos vieram da Espanha, mas não sabia da origem judia tampouco da expulsão. Interessante !!

    Curtir

  55. Os nomes da minha família estão incluso nessa lista, Henrique, Brito, Santos e Pereira e ainda tem o Bezerra que não está na lista mas sei que também vem de origem dos judeus fugitivos . Como sou Nordestina, já sabia das historias contadas sobre os Judeus que se habitaram nesta região do Brasil. A família do meu pai é descendente de portugueses, já a família da minha mãe não sei muito, sei que meu avô era descendente de índios, e existe uma mistura grande aí. Agora o que fazer, buscar informações onde pra comprovar essa descendência, é muita burocracia, os patriarcas já dormem há muito!!!

    Curtir

    1. voce e Brito do nordeste, também sou Brito, meu era de São José do Egito e alguns parente dele como tia e primos tem o Pereira

      Curtir

  56. Boa Tarde

    Meu sobrenome e Mesquita dizem que este sobrenome seria jadaico.
    Ele pode ter origem arabe tambem.
    Sim ou nao .
    Por favor esclareçam minha duvida.

    Curtir

  57. Gostei, descobri que a família de meu pai, eram Judeus, pois os dois sobrenome dele estão na lista, gostaria de saber mais.

    Curtir

  58. o sobrenome do meu pai é Borges Correia, gostaria de saber mais e do meu avó pai da minha mãe é Araujo, se descobri mais coisas, gostaria de saber.

    Curtir

  59. muito bom ..
    minha avó era GIL ALONSO os dois estão na lista
    e meu avô TRIGO HERRERA e os dois também estão na lista.

    Curtir

  60. Meu nome : Condensa Maria Helena Guedes, Pertencente aos Condes Guedes das plantações de Uvas da Espanha . Guedes Por bravuras . remontado ao Rei Guedes. Recebi 2 Brasões de Presentes e pertencente as minhas origens da hierarquia familiar . Eu descide fazer jus aos meus entes queridos com muita honra e orgulho. Prometendo , nunca deixar que seus nomes sejam esquecidos . Todas as documentações já estão quase prontas . Don Arnaldo de Soeiro Guedes e Don Guido Guedes. Onde seus descendentes vieram conhecer o Brasil e não quiseram mais voltar ao seu pais , Espanha e Portugal . As primeiras famílias de Portugal , que se iniciaram como Guedas , pelas guerras da época se decidiram por mudarem seus sobrenomes para Guedes .

    Curtir

  61. Nunca pensei que eu era descendente de judeus, mas agora tenho certeza. O bisavô da minha mãe, Felipe Pinto (meu trisavô) fugiu da Península Ibérica de Portugal para o Brasil entre 1700 a 1800, não sei a data exata, chegando aqui casou-se com uma índia e o motivo pelo qual ele fugiu era segredo e este morreu com eles (meus trisavós). O sobrenome do meu pai é Pereira, também pesquisei e é originário de Portugal. Tudo faz sentido, os que se converteram ao catolicismo, foram chamados “cristãos novos”, mas muitos não aceitaram essa imposição, continuando seus costumes e crenças, alguns fugiram para não morrer. Puxa vida, como é bom sabermos quem somos, quer dizer, eu em particular, estou feliz! Gostaria de saber mais sobre vocês meninos judeus e meninas judias. Shalom!

    Curtir

  62. eu naoquero conseguir cidadania,mas queria saber a origem de minha familia ramos,como façoparaformar arvore genealogica

    Curtir

  63. Meu nome é Vila Nova, meu avô paterno se chamava Pedro Vila Nova (separado, com um “L” só e sem ifem) e era oriundo de Caruaru.
    Hoje procuro conhecer, saber quanto a genealogia da minha família, meu sobre nome. Não sei se te a haver com os judeus, se não me engano pode ser português, mas conto com sua ajuda.

    Sem mais, grato!

    Curtir

  64. Medeiros, você acha que é português. Em 1492 não existia Portugal como o conhecemos, tudo era Espanha. Inclusive o idioma da época não existe mais na península, uma mistura de castelhano com português. Só se fala em alguns lugares da Palestina.

    Curtir

  65. Encontrei o sobrenome do meu pai Brito, ele era de São José do Egito Pernambuco, e da minha mãe Cabral, e edr Rio Tinto Paraíba, ao casar e não quiz colocar o nome de solteira, por que ficaria Cabral Brito.

    Curtir

  66. Meu sobrenome está nessa lista; Anaya, porém quando meu pai foi fazer o registro o cartório disse que era obrigatório mudar o “y” pelo “i” e meu sobrenome ficou Anaia. Meu avô veio da Espanha no final do século XIX

    Curtir

    1. Gente… estou vendo como todos sentem-se orgulhosos de ter sangue Europeu, deviam era chorar !!! devido tal vileza e crueldade desses ascendentes. Todos somos herdeiros desse sangue maldito ! Falo de povo, não de religião. Aconselho a lerem a obra magnífica de
      Toby Green – INQUISIÇÃO — Reinado do medo- ed Objetiva.
      Aí desejarão ser descendentes de Ameríndios.

      Curtir

      1. A celebração aqui não é pelo “sangue europeu” (Arianos), O que destacamos é a nossa ascendência judaica, portanto anterior a europeia. A diáspora da nossa nação é muito mais ampla, alcança até mesmo a raiz ameríndia, como vem dizendo as novas descobertas.arqueológicas;

        Curtir

  67. Meu avô paterno era João Francisco Machado nasceu 01/02/1900 era filho de Gabriel Francisco Machado que era natural de São João de Montenegro hoje Montenegro RS. Pesquisando os colonizadores de Montenegro tem alguns portugueses que vieram da Ilha dos Açores. Procuro saber mais a respeito se alguém souber por favor agradeço.

    Curtir

  68. Olá primo !N ão sou nordestina mas tenho o maior orgulho de ser filha de um paraibano sertanejo. Sou Medeiros e minha família é também Garrido e Meira. Não me importo ou não de ser de sangue judeu, porque acho difícil que alguém de origem ibérica não o seja, mas acho genealogia muito legal. Se você pudesse compartilhar sua pesquisa sobre os Medeiros seria muito legal. Abraço.

    Curtir

    1. Olá Morbach…
      Veja lá o texto.
      Anteriormente eu nada tinha colocado sobre meus (ou nossos…) antepassados, mas até mesmo outras pessoas que não são Medeiros me pediram para colocar o que eu tinha descoberto. Aí fiz este acréscimo.
      Talvez você possa encontrar alguma ligação.
      Um abraço.
      Rostand Medeiros

      Curtir

  69. Minha avó paterna chamava-se Albertina Lopes Bordalllo . Os dois sobrenomes dela constam na listagem . Nasceu na Guarda , Portugal.

    Curtir

  70. OS MEUS PATERNO E MATERNOS TATARAVO BIZA E AVÓS, ESTÃO TODOS NA LISTA .. Azevedo, Dasilva Pinto Pion e Barboza.. NUNEZ, FLORES , OS MEUS ANCESTRAIS , GOSTARIA MUITO DE SABER MAIS DE ONDE VEIO MEU POVO ,

    Curtir

  71. Olá!
    Tenho meus dois sobrenomes na lista, Figueiredo e Batista, gostaria de contatos com outros fios desses sobrenomes, principalmente da região do interior da Bahia, Ilhéus, Itabuna e Salvador. Em Sergipe os fios dos mesmos sobrenomes, porem das regiões de Itabaianinha, Laranjeiras, São Cristóvão, Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros e Aracaju. muito grato, excelente artigo, parabéns para o autor Rostand Medeiros.

    Curtir

    1. acredito que os primeiros judeus, os mais antigo tenham sido negros da Etiopia alias os mais antigos, que agora não me lembro o nome eram negros, antes dos safaradi que vieram antes dos asquenazi, europeus. A imagem de Cristo de cabelos loiros e olhos azuis é totalmente falsa, até porque não existem registros da existencia historica

      dele

      Curtir

  72. Sou neta de Thereza Vidal de Oliveira, nascida em 18 de junho de 1912, na cidade de Canhotinho, PE. Casada em 1935, com Henrique dos Santos Motta. Meu nome é Sophia Motta Gallo, casada com Paulo Rogerio Gallo, em 10 de julho de 2009. e-mail:sophiamottagallo@usp.br

    Curtir

  73. Encontrei Cardoso, Saraiva, Filgueira, Quezado- meus nomes de avós, bisavôs. Não consta Xavier, do meu avô paterno.

    Curtir

  74. ISRAEL: DIOS EL RELOJ DE – A principios del siglo XXI, o el comienzo del 3er milenio, es decir, al comienzo de la 7ª milenio después de que Adán y Eva creen, puede producirse el rapto de la Iglesia de Jesús, y más tarde se produzca 7 años. regreso de Cristo. Creemos que estamos entregando un mensaje profético que va despertando cristianos y muchas personas, y para servir como una brújula para que la humanidad se destacan contra el Creador al final de esta edad y el comienzo del 3er milenio. La translocación de la Iglesia y el regreso de Cristo son dos profecías bíblicas han de ser cumplidas en breve. Muchos cristianos y muchas personas sienten que no saben el tiempo de estos eventos para vivir el camino de inactividad sin preocuparse de estas profecías. Nuestro Señor Jesucristo hizo hincapié en estas doctrinas y nos instó a ser percibidos por estos eventos cumplido fielmente. escatología bíblica es el estudio de las doctrinas de las últimas cosas y posicionarnos en relación con los acontecimientos futuros. El rapto de la Iglesia y el regreso de Cristo son dos futuros y próximos eventos, por lo que merece nuestra atención, el celo y la anticipación. En Mateo 24: 32,33,34 leemos: .. “aprended la parábola de la higuera Cuando ya su rama está tierna, y brotan las hojas, sabéis que el verano está cerca: Así también, cuando vean todas estas cosas, sabed que está cerca las puertas. De cierto os digo, que esta generación no pasará hasta que todas estas cosas “. El 14 de agosto 1948 dC cumplió este texto sagrado o esta profecía. Es decir: la higuera brotado, es decir, Israel volvió a surgir como una nación. Aproximadamente, el 10 de agosto del año 70 de la era cristiana, un general romano invadió Jerusalén / Israel, quemó el incendio del templo de Salomón y se quemó la ciudad. Y el pueblo se derramó entre las naciones y fueron exiliados durante cerca de 1900 años. En 1897 dC llegó el movimiento sionista, que buscaba el retorno del pueblo judío a su tierra natal. En junio de 1967 dC otro gran evento profético: la ciudad de Jerusalén de nuevo en las manos de la nación de Israel a través de la guerra de 6 días y esto también se predijo en Lucas 21:24 “Y caerán a filo de espada, y todas las naciones serán llevados cautivos. Jerusalén será hollada por los gentiles hasta que se cumplan los tiempos “. Note: hasta que sean cumplidos los días. La reconquista de Jerusalén no era una simple casualidad. Dios vela por su palabra para ponerla por obra. Jesucristo no pudo arrebatar su iglesia fuera de la ciudad de Jerusalén fue de nuevo en las manos de la nación de Israel. Nos damos cuenta de que hoy en día la gente de diferentes naciones que se dirigían a la ciudad santa para comprobar con sus propios ojos la realidad de los relatos bíblicos. Jerusalén sería el eje alrededor del cual giran los principales acontecimientos mundiales. Llegamos a la conclusión de que la cuenta atrás para el arrebatamiento de la Iglesia y el regreso de Cristo tuvo su inicio en estas dos profecías naturales: el resurgimiento del Estado de Israel y la reconquista de Jerusalén. Es importante tener en cuenta Oseas capítulo 6 versículos 1,2 y 3, donde vemos la profecía de la restauración de la nación de Israel y la restauración espiritual de la misma. “… Después de dos días nos dará la vida, como la mañana su venida es cierta.” Después de 2000 años en cautiverio entre las naciones, el pueblo judío reciben la vida nacional; la restauración espiritual del pueblo de Israel se llevará a cabo en el regreso de Cristo, es decir, la llegada del Mesías que vendrá en las nubes del cielo. En la parábola del buen samaritano, fue entregado a dos denarios el anfitrión y me dijeron: “Cuando vuelva, te pagaré.” Esto significa que Jesús reveló sobre su Volta, que se produjo cerca de 2000 años después de su 1er Adviento. entonces vemos una conexión entre Oseas 6: 1,2,3 – Lucas 10:35 – Mateo 20: 2 De hecho, los seguidores del cristianismo y de la humanidad en general, tienen que prestar atención a que el reloj profético de Dios, que es la nación Israel. Para terminar, queremos decir que la medianoche citado en Mateo 25: 6 significa “humanidad medianoche espiritual”, que coincide con la dC 2000 que corresponde al mismo tiempo para el año 6004 después de Adán. En la parábola de las diez vírgenes en Mateo cap. 25, es evidente que una voz resonó, diciendo: “A medianoche se oyó un clamor: He aquí, el esposo, viene a su encuentro.” Entendemos que este es el momento para que la humanidad preparar, y es también el tiempo en el futuro una misión escatológica, que haga eco en los cuatro ángulos de la tierra un mensaje de alerta: El novio viene pronto!
    VÍDEOS subtitulados en su idioma
    http://www.youtube.com/watch?v=8WBztsQkMDY
    http://www.youtube.com/watch?v=d2WifH-Bop0
    http://www.youtube.com/watch?v=FSMa2glD2L4
    http://www.youtube.com/watch?v=ZRQsoAK3o7w

    Curtir

  75. Ola: Sou Terezinha Pontes Zacarias da Silva, mas e dai se somos ou não descendentes não temos dindim e nosso D’us nos enviou para cá, então vamos dar bom testemunho aqui, pois nossa casa e aqui evamos deixar que yeshua(Jesus) nos converta por aqui mesmo. Beijos fiquei muito feliz por todos vocês, a verdade e que somos todos vindo de Adão e Eva e pecadores se não nos convertermos jamais seremos um povo livre,abraços Chalon!!

    Curtir

  76. Achei interessante se for verdade. As duas piores inquisições que aconteceram foram na Espanha e Portugal, piores até do que na própria sede do Vaticano, na Itália…foram mais realistas do que o rei…

    Mas deviam ver se acham também os nomes dos que foram expulsos de Portugal ou fugiram para o Brasil devido a perseguição pelo fato de serem judeus.

    Faz muito tempo ouvi que muitos tiveram que fugir de Portugal para o Brasil e aqui tiveram que trocar de nomes e foram escolhendo nomes das coisas da natureza, como carvalho, madeira, flores, oliveira, etc., Nem sei se isto procede ou é mera lenda popular.

    No meu caso por parte do meu pai, Bernardino Garrossino e Carolina Vezali Garrossino, sei que são de origem italiana e pelo que sei não tem nada de judeu.

    Mas faz décadas ou muito tempo alimento uma suspeita de que do lado da minha mãe pode ter algo a ver com isto.

    O pai da minha chamava João Flores de Carvalho, embora o chamavam somente de João Flores, não sei ao certo.

    E desde garoto quando frequentava a casa dos bisavós ainda em Lutécia, que seriam os pais do meu avô João Flores, o Manoel Flores de Carvalho, acho, e dona Generosa, recordo bem do meu bisavô as vezes ou quase sempre, pois já era idoso, sentado na sala e as vezes com ele lendo ou as vezes aberta num móvel da sala, enorme bíblia mas grande mesmo que nunca mais vi até hoje, acho que de quase meio metro, e tais lembranças me fizeram depois ao longo dos anos associar o Flores de Carvalho a alguma origem judaica pois ele parecia muito um velho patriarca com a Tora.

    Sobretudo depois que ouvi a história antiga dos que foram expulsos ou fugiram de Portugal devido serem judeus e vieram para o Brasil e tiveram que rapidamente achar um nome e pegaram qualquer nome da natureza que viam.

    Deixo aqui registrado a quem pesquisas isto a sério, e a fundo, que vejam se acham também algo parecido em relação aos que fugiram ou foram expulsos de Portugal.

    Dei uma olhada agora e vi o nome Carvalho na relação e sempre achei que este nome fosse de origem portuguesa e jamais me passou pela cabeça que fosse da Espanha, embora os dois países sempre foram grudados sendo possível existir o mesmo sobrenome nos dois.

    Curtir

  77. “Vieira”, sobrenome espanhol? Muito estranho isso. “Vieira” é sobrenome topônimo. Tem origem clara no norte de Portugal, em Vieira do Minho. Essa lista está meio estranha…

    Curtir

  78. Meu sobrenome é Farias, o vi na lista, sei que meus antepassados vieram da Espanha, mas ai tudo bem, mas para ter direito o que devo fazer?

    Curtir

  79. Gostei de saber historia dos inmigrantes judeus .na cidade que moro Rivera estao todos os sobrenomes desa lista.

    Curtir

  80. Muito bom saber da sua origem. os meus se encontram na lista, além de outros sobrenomes que estão na família. Não tem como correr.
    sei que meus antepassados chegaram de Portugal e que casaram com índias e outros que chegaram do Seridó.

    Curtir

  81. meu sobrenome Holmo, o “H” foi colocado aqui no Brasil, recebi a certidão de nascimento de meu pai, Francisco Olmo Botia, aqui no Brasil ele virou Francisco Holmo (já falecido). Conheci alguns espanhóis que falaram ser meu sobrenome de descendência de judeus.

    Curtir

  82. Não sei se é coincidência. Mas dessa história dos teus antepassados. 3 sobrenomes foram comuns nos meus. Medeiros, eu tenho. Costa meu pai tem. Maria, meu avô paterno. Acho que além de grandes chances de ser descendente judeu, posso ser seu parente kkk.

    Curtir

  83. SIM, ESQUIVEL ESTÁ NA LISTA. FAMÍLIA ORIUNDA DA IRLANDA, SEDIOU-SE NO PAÍZ BASCO, DONDE AINDA HÁ RUÍNAS DA TORRE DO CASTELO, E QUE ORIGINARIAMENTE ESCREVIA-SE ESKIBEL, TENDO BRASÃO E ARMAS. NOSSO PENTAVÔ , MIGROU PARA PORTUGAL, E SENDO NOBRE, PASSOU A FAZER PARTE DA CORTE PORTUGUESA. ÓRFÃO AOS 14 ANOS, ENTROU PARA A MARINHA PORTUGUESA COMO FIDALGO, TORNOU-SE ALMIRANTE DE MAR E GUERRA, BERNARDO RAMIRES ESQUIVEL, TROUXE A FAMÍLIA REAL PORTUGUESA PARA O BRASIL EM 1808, TORNOU-SE O PRIMEIRO VISCONDE DE … E … APOSENTOU-SE AOS 82 ANOS E VEIO A FALECER AOS 84. DEIXOU DESCENDENTES EM TODAS AS AMÉRICAS, POIS TEVE MUITOS FILHOS. SUA HISTÓRIA ESTÁ ESCRITA EM SEUS DIÁRIOS, CONTADA E ESTUDADA PELA UNIVERSIDADE DE LISBOA EM BELÍSSIMO TRABALHO ACADÊMICO COMO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO. ACESSÍVEL PELA INTERNET. AGORA ENTENDO PORQUE DEIXARAM O PAÍS BASCO EM 1492.
    COMO SUA ORIGEM ESTÁ NOS PRIMÓRDIOS DOS ANOS MIL, CREIO QUE SEJAMOS DESCENDENTES DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS. TEMOS A TEZ CLARA DO POVO IRLANDES.

    Curtir

  84. Moro no Rio mas sou nordestino, nasci na Paraíba e meus avós maternos e paternos tem raízes na Paraíba e Rio Grande do Norte. São meus avós maternos: Antônio Mendes da Silva e Maria Agripina da Conceição e são meus avós paternos: Natanael Gomes da Silva e Otávia Ribeiro da Silva.

    Curtir

  85. Tenho um caso curioso na familia, meus marido , o avô dele tinha por sobrenome MunizTello tenho a impressão que juntaram os sobrenomes, mas vi os referentes na lista, será que aportuguesaram ???

    Curtir

  86. Achei meus dois sobrenome Batista de Andrade, bom se tem procedência Judia não sei, o que sei é que meu vô materno é oriundo de Portugal.

    Curtir

  87. Boa noite! Gostei muito do q li aqui e fiquei curiosa. Como faço para pesquisar o passado da minha familia? Meus 2 sobrenomes constam na lista (Dias, por parte de mãe e Cruz,por parte de pai).

    Curtir

  88. Meu sobrenome está na lista, mas não sei nada sobre a família do meu pai. Só sei que se estabeleceram no interior de São Paulo.

    Curtir

  89. FREIRE : ORIGENS FRANCESAS – DESCENDÊNCIA DA CASA DE BORGONHA As fundações originais da Casa de Borgonha são envolvidas por uma aura mística e misteriosa ao lhe ser atribuída a descendência dos primitivos Reis Visigodos, sendo estes, por sua vez, pretensos descendentes da lendária Linhagem Bíblica no Ocidente (originada do matrimônio apócrifo entre o Mestre Jesus e Maria Madalena). Esta casa teve origem em Otão Guilherme (1026), casado com a nobre Ermentruda, tendo como descendentes: • Renato, filho, casado com Alice (filha de Ricardo II, Duque da Normandia); • Filhos de Renato e Alice: Guilherme (o Grande); Gui (Conde de Brienne e Vernon); Fulque; e Sibila (mulher de Henrique, Duque de Borgonha, que não chegou a governar o Ducado, e mãe de Henrique, posteriormente Conde de Portugal); •

    https://www.geni.com/projects/Origens-e-hist%25C3%25B3ria-da-fam%25C3%25ADlia-Freire-Fran%25C3%25A7a-Portugal-e-Brasil-Templ%25C3%25A1rios-e-Ordem-do-Cristo/13648

    COMO SE LÊ ACIMA, OS FREIRES SÃO FRANCESES OU SEJA VOCÊ ESTÁ ERRADO.

    Curtir

  90. sei que meus bisa vos eram judeus….vieram p.portugal o sobrenome esta na lista como acevedo,como em portugal existe uma plnta chamada azevinho,mui bisa..vo fez do acevedo azevedo é este meu sobre nome………….gostaria de ter mais informação……………..obrigada…………………..

    Curtir

  91. Eu tenho dois sobre nomes ligados a esse acontecimento, o Muniz originado da Espanha e o Almeida originado de Portugal.

    Curtir

  92. Muito bom trabalho Rostand Medeiros. Que maravilha como o tempo vai deixando sementes, cruzando séculos e oceanos. O nordeste brasileiro é cheio de histórias lindas e pessoas desbravadoras que vinham para à colônia viver uma nova vida e a nova vida somos nós.
    Nomes portugueses e espanhóis não me faltam: Pinheiro de Barros(Galicia)Pinheiro Fernandes(Galícia)Gomes de Mattos(Portugal)Pires(Portugal)Souza Couto(Portugal),o difícil é fazer o que vc fez com um belo mérito. Eu gostaria de saber de onde vieram meus antepassados de Portugal e da Espanha e muito.

    Curtir

  93. Encontrei sobrenomes maternos: 1-Meneses, porém no registro de família consta com Z, talvez um erro de ortografia ao registrar. 2- Toledo. Porém tenho APENAS DOCUMENTOS da parte PATERNA: 1- Costal, que aparece aqui: Costa , sem o L. tenho documentos da parte PATERNA: Costal CHAVARRIA( que também consta aqui). Será possível esta cidadania ?

    Curtir

  94. O meu sobrenome APARECE por parte Materna: TOLEDO de MENEZES; tbém por descendência Paterna: CASTELLS (registrado errado no Brasil como: Costal) e CHAVARRIA-Província de BARCELONA ..)… Afff! Afff! Mudar para a Europa URGENTE!

    Curtir

  95. Também procuro saber sobre meus antepassados.Meu bisavô se chamava Manoel Lores e Minha bisa avó se chamava Rita Patuari Ele Italiano e Ela Espanhola sairam de Vigo na Espanha trazendo 3 crianças.Um menino e uma menina foram deixados com uma família que tinha posses(rica) e meu avô foi deixado num colégio interno e saiu de lá tornando-se militar.Era oficial do exército.Gostaria muito de saber mais sobre eles.

    Curtir

  96. Meu avô Domingos Pardo Baia fugiu da segunda guerra mundial e faleceu em são Paulo, gostaria de saber se ele tem alguma coisa de valor na Espanha pois minha mãe é filha dele Angelina Baia Leite.

    Curtir

  97. Gostaria muito de saber se sou descendente de judeu .Meu bisavô é italiano de treviso.Como faço para ter essa informação.

    Curtir

  98. Sou apaixonada com o povo judeu me da ate calafrio em pensar que posso ser decedente dos judeu adorei sabe disso a pocibilida e enorme po parte do avó e a vo

    Curtir

  99. sou neta de espanhois ,meus avos materno e paterno são espanhoisOs sobrenomes fernandez,goncalez,garcia ,Hernandez,Infante,lopez e sanchez fazem parte dos meus avos e bisavos.Só q eles chegaram no Brasil nessas datas exatas1905,1910 e 1913.

    Curtir

  100. o primeiro sobrenome de meu avô materno TENÓRIO estar na lista.
    o nome dele era Cândito Tenório do Nascimento.

    Curtir

  101. Bom pela parte do meu pai sou Bezerra e já encontrei sim alguma ligação com o povo judeu mas neste site foi melhor pois encontrei sim uma forte ligação que é pela parte de minha mãe que é Leal melhor ainda pois o judeu legítimo é vindo da mãe fico mais feliz ainda Shalon .

    Curtir

  102. Muito interessante a pesquisa também tenho vontade de saber sobre meus antepassados e essa pesquisa me incentiva à procurar.

    Curtir

  103. Eu me chamo ROSIMERE ARAUJO DE LUCENA,SENDOS MEUS PAIS JOSÉ ARAUJO DE LUCENA E MARIA ARAÚJO DE LUCENA E GOSTARIA DE SABER MAIS A RESPEITO,MEU PAI NARCEU EM SANTA LUZIA DO SABUJI E MINHA MÂE NO RIO GRANDE DO NORTE!!

    Curtir

  104. O nome do meu bisavô por parte de pai
    era José Sabino Nunes e o nome de seu pai era Sabino Nunes Martins.Meu bisavô dizia que veio da Umbria,Itália pro Brasil.Então será que o pai de meu bisa veio da Espanha pra Itália? E lá nasceu meu bisa que veio pro Brasil em 1881? Porque o sobrenome Nunes Martins está na lista. Então eram Judeus que foram da Espanha pra Itália e depois pro Brasil? Como gostaria de saber.

    Curtir

  105. Tanto o sobrenome paterno Vieira quanto o materno Castro estão na relação .Sempre soube por meu pai , que .e avó nasceu na ilha de São Miguel Açores e seu nome era Manuel Pereira Mil homens e que ele descendia de judeus.Isto me orgulha muito é um sentimento que emociona.

    Curtir

  106. Meus dois sobrenomes, tanto do lado materno (Duarte), como do paterno (Santos), estão contidos na lista. Mas, seguindo o pensamento de alguém que já postou aí acima, meu orgulho maior é ser nordestina!

    Curtir

  107. Agora descobri da onde vem o sobrenome da família de minha mãe, “Fonseca” . Somos descendentes de judeus, somos da parte de meu pai “Pontes” vieram de Portugal.obrigado pela matéria. Muito elucidativa.

    Curtir

  108. Meu avô paterno, Praxedes George de Andrade. Soube através de parentes já falecido que meu bisavô veio da Ilha da Madeira e vieram para o Brasil no ano de 1845 + ou -. Gostaria de saber mais da minha história….

    Curtir

    1. Meus bisavós vieram de algum lugar de Portugal, Ilha dos Açores ou Madeira…
      Praxedes George de Andrade e Brasilicia Bernadina de Jesus. O nome dos antepassados antes deles não sei!!!

      Curtir

  109. Segundo a pesquisa, apareceram sobrenomes de meu pai e de minha mãe. Quiçá os meus progenitores são descendentes também de judeus.

    Curtir

    1. Há algum relato de outro sobrenome que não seja Medeiros?
      Família ANDRADE, que veio para o Brasil/ SC.
      No século XVIII.

      Curtir

  110. Meu sobrenome Fernandes está na lista o que me deixou com esperança em obter cidadania portuguesa gostaria de obter através do meu email mais informações de como devo proceder.

    Curtir

  111. Sim maravilhoso encontrei: Correa parte de mãe que é de Iguapé-São Paulo , encontrei Motta por parte de Pai de Jaguaquara na Bahia.
    Encontrei Dias por parte do pai de meu Filho acredito que é Ribeirão Preto -SP e Vasconcelos família que mora em Taboão (para os lados da av francisco morato) que são família de minha nora. Feliz.Realmente foi um incentivo.

    Curtir

    1. A Europa é mais nossa do que deles se for cobra o diretos das humilhação que os nosso ante passado passou o vaticano não vai sobra nada se foram expulso pelos católico,tenho 2 sobre nome mais estou bem no meu pais o cual acolheu os meus antepassados e hoje a Europa que fazer parte beijo para todos

      Curtir

  112. 30% da população brasileira é de origem judaica. 70% dos mexicanos também tem origem judaica.
    Os degredados que vieram de Portugal e foram espalhados nas costas do Brasil eram compostos por comerciantes profissionais liberais variados que não aceitaram a conversão do judaísmo para o cristianismo. Poderia até existir malfeitores entre eles mas na maioria era composta por pessoas instruídas e convictas de suas fé no judaísmo.

    Curtir

  113. No gabinete Portugues de Leitura, na R.do Imperador, tem tudo sobre a familia Medeiros. Voce tem razao qdo diz que todos que nasceram na Paraiba e R. Grande do Norte, sao da mesma familia. Mas, havia outro que foi morar no R. Gran do Sull que tambem fazia parte da familia. Veja e depois diga..Medeiros e Albuquerque.

    Curtir

  114. Maria Izilda Rodolfo

    É isso mesmo . Minha familia (materna ) estão todos aí: ALMEIDA , MOTTA, ….No período citado não havia separação entre Portugal e Espanha , portando os sobrenomes poderão ter vindos de Espanha ou Portugal.

    O restante da família vieram da Alemanha ( Bavária ) , Albânia , Itália ( Cozensa )

    Curtir

  115. Meu avô Paterno tinha sotaque diferente era Sebastião Corrêa da Penha e Minha avó Tarcila Martins Ribeiro, meu pai se chamava Valdir Corrêa achei estranho não ser Penha. Já minha mãe o pai dela se Chamava Juvenal Rosa de Andrade e Minha avó Maria Luiz de Jesus, vi o sobrenome de ambos os lados será que vieram dessa linhagem. Sempre pensei que eram portuguese com exceto meu avó Materno cujo Rosa vem da Itália.

    Curtir

  116. …,ME PERDOA JUDEU NÃO ETNIA E UMA RELIGIÃO (CEITA) AQUELE QUE CRER NO DEUS VIVO ..O ETERNO…,HEBREUS,,,DA TERRA DE UR …POVO DE ABRÃO (ABRAÃO), ..DESDE CRIANÇA SEI QUE SOU DESCENDENTE DE HEBREUS (CRISTÃO NOVO ..),NOSSAS FAMÍLIAS ATE O MEADOS DO SECULO XX..,CASAVA ENTRE SI ..,JUNQUEIRAS ,OLIVEIRAS ,NOGUEIRA ,DIAS,MOREIRA ,GONÇALVES,SILVA…;TEMOS LIVRO DE FAMÍLIA..,( NOGUEIRA NO BRASIL, pag.146 a 154 ) ,.( FAMÍLIA JUNQUEIRA. NO BRASIL..)..;
    (…,MINHA MÃE E DESCENDÊNCIA ITALIANA ….)

    Curtir

  117. Sou do rio grande do Norte minha familha e de Mossoró e Caicó meus avós materno e lopes do meu pai e Medeiros temos parentes Nunes estamos na lista como poso ter sertesa

    Curtir

  118. Os sobrenomes: Meira vem do meu Avô paterno e Oliveira do Avô materno. E Lima dos avós da minha esposa. Estou super feliz em saber que sou descendente de Judeus, o verdadeiro Povo de Deus.

    Curtir

  119. Eu tenho os dois Pereira do pai e pacheco da Mae. Minha avó Materna era judia e tinha todos os costumes Judeus. Como posso tentar uma possivel cidadania????

    Curtir

  120. Foi bom saber eu Sabia que meu sobrenome era de origem Judia mas eu estava meia perdida com uma parte da historia e bom saber que se encontra nesta lista

    Curtir

  121. como as famílias se misturaram muito precisa fazer o exame molecular (praticamente com um cabelo eles conseguem analisar a arvore genealógica de uma pessoa) e descobrir as origens escritas no DNA: Europa, africa, indígena, judia etc

    Curtir

  122. Meu Bisávos Eram Antonio cardoso dos santos e Florencia cardoso como descobrir o registro de nascimento deles

    Curtir

  123. Rosa M. SERRA -Cedê a família SERRA. gostei de ter encontrado o sobrenome da minha avo. ela era da Baiana, região chamada Itaberaba. Meu Pai tinha este sobrenome e todos os 7 filhos e netos mantém o nome.

    Curtir

  124. Faço uma prática budista, onde rezamos para nossos antepassados, gostaria de ajuda psra encontrar essa linhagem

    Curtir

  125. Excelente trabalho , parabéns.
    Tenho Fonsêca em meu sobre nome, da região do Assu RN. Tou dentro?

    Curtir

  126. Oi Rostand, meu irmão me recomendou a reportagem. Adorei! Sou descendente de judeus marranos e sefarditas da Paraíba: Araújo e Lucena. Parabéns!

    Curtir

  127. Matéria interessante
    A familia de minha mãe eram do Rio Grande do Norte /Flores cujo sobrenome era Medeiros Dantas
    Nascida em 1925 no sítio Laranjeiras
    Já falecida ..contava que sua família teve uma grande importância no Seridó

    Curtir

  128. Achei super interessante! Já tinha visto a lista de sobrenomes, não sei se é verdade, nem como funciona obter essa dupla cidadania espanhola. Mas o que mais me interessei foi a viagem genealógica que conseguiu fazer. Por quais meios isso é possível?

    Curtir

  129. Como disseram no início, pode o teu sobrenome estar aí e não ser desta região ou até mesmo não ser judeu, o meu por exemplo está e com certeza os meus avós vieram da Alemanha, portanto não tenho nada à ver com judeu, sou cristão protestante presbiteriano por tanto defensor dos judeus.

    Curtir

  130. Como posso perceber sobre isto corretamente, os meus sobrenomes estão todos na lista Avos paternos Gloria Osório, Gomes Fernandes, avos maternos Rosalina Marques, Benjamim Carlos mãe Isabel Maria da Silva Marques(Palma), pai Mário Manuel Osório Fernandes, eu Andreia Catarina Marques Fernandes, meu companheiro Ildefonso Vítor Custodio dos Santos, sogro Afonso Santos e sogra Maria Mártires.

    Curtir

  131. Hoje os meus sobrenomes são: Oliveira e Souza, conquanto me chamo ORLANDO OLIVEIRA DE SOUZA, dando origem judaica, assim :soza e Olivera…..posso requerer a dupla cidadania espanhola? Como iniciar?

    Curtir

    1. Pode pedir a cidadania ou nacionalidade portuguesa, se provar que na sua ascendência,
      que tem familiares sefarditas em Portugal

      Curtir

  132. Muito bem explicado,interessantíssimo o assunto. Gostei muito, além disso é um assunto que tem muito haver com nós nordestinos.

    Curtir

  133. Meu sobrenome Ferreira, avós portugueses. Cristãos-Novos meus antepassados, comprovado por árvore genealógica.

    Curtir

  134. Não podemos esquecer que em muitos casos os escravos adotavam o sobrenome dos seus donos quando conseguiam a liberdade. Talvez, até na maioria das vezes, somos descendentes de pessoas escravizadas que adotaram sobrenomes europeus.

    Curtir

  135. Sou 100% Português e tenho o meu nome na lista. Não quero ser nem judeu nem espanhol…. socorro quero continuar português. Que raio de estudo esse. Parece-me tãaaaoooo falível.

    Curtir

  136. Caro Rostand,
    como chegou a esses dois irmãos antepassados seus?
    Meus sobrenomes estão nessa lista acima – Borges e Costa. Você usou algum site de pesquisa? Procuro os pais/avós de meu avô paterno, que eram capitães de navios negreiros (o que facilitaria, imagino eu). Mas não tenho encontrado nenhuma referência deles.

    Curtir

  137. Meu sobrenome é Fune, imagino que houve mudança de Funes, queria saber se com essa informação e suficiente pra eu adquirir a segunda cidadania…sei que saíram na época da ditadura Franco e ninguém tem documentacao

    Curtir

  138. sou neto de Espanhol de Lebriija, a minha origem eu achei pelo facebook, da família Parralo, agora quero saber a minha origem Roman.

    Curtir

  139. gostei muito da lista de sobrenomes minha avo materna tinha araujo meu pai vieira meu primeiro marido carvalho portanto meus filhos assinam carvalho e meu atual marido assina santos fiz uma boa mistura

    Curtir

  140. Meu avô nasceu na Espanha em 1896-Salvador Carrasco Martinez, seus pais vieram da Espanha ao Brasil em 1908 ele com 12 anos na época. Não sei muita coisa pq eu tinha 15 anos quando ele faleceu.

    Curtir

  141. Todos os sobrenomes do mundo está aí …Só não Xavier q é o mais judeu q existe! Sei não essa lista viu …

    Curtir

  142. Muito interessante, achei meu sobrenome Tavares. Eu sou natural da freguesia da Ribeira Seca minha avó materna era Eduarda Medeiros Câmara. Aqui na Ribeira Seca há muitos Medeiros, aliás Medeiros é um sobrenome muito comum aqui nas ilhas dos Açores.

    Curtir

  143. Excelente artigo amigo, eu pesquiso a história da minha familia há algum tempo, mas existem muitas lacunas ainda em aberto, sobrenome Silva na Paraiba, Costa por parte da minha bisavó que se perdeu no tempo e Alves de Paiva RN por parte de pai, que dicas voce me daria para conseguir mais informações pois é muito importante para mim! :.

    Curtir

  144. meus sobrenomes, constam respectivamente Oliveira, Castro e Sant’
    Anna. Seria um enorme prazer saber que tenho parentesco com judeus. Meu pai carregava uma estrela, dentro de um triangulo. E eu herdei sem saber do que se trata…. Oliveira Castro Valente vem de meu pai.

    Curtir

  145. É natural que queiramos descobrir nossos ancestrais.No entanto em última análise todos somos descendentes de judeus porque o mundo começou nesse ramo árabe judeu. Os Nunes os Medeiros os Pereira os Rodriguez todos são judeus originalmente.A Deus toda honra e glória.

    Curtir

  146. Nesta lista de sobrenomes encontrei três nomes de meus antepassados, são eles, Fuentes, Ferrer e Serrano, fiquei feliz em saber que sou descendente de judeus. Obs. sou cristã e meus ascendentes e meus descendentes também são.

    Curtir

  147. Muito interessante, agora resta saber saber como proceder para a dupla cidadania.o sobrenome de meus avós, Ferrer, Martin, Fuentes e Serrano

    Curtir

  148. Meus avós paternos são de Alagoas, vovó Marcionila Bastos Ribeiro e vovô Carlos Valente Ribeiro, minha avó materna Tereza Pinheiro de Almeida é de Angra dos Reis – RJ, temos sangue de índio, negro e europeu. Somos alegremente brasileiros!

    Curtir

  149. Eu já sabia. .na minha família isso é passado de geração em geração. ..e meu sangue rh negativo confima mais ainda…até contam a história dos Lopes espanhóis dois irmãos que o navio naufragou e um ficou e o outro seguiu para a Argentina. Minha bisa se chamava Amirene de origem Espanhola. ..é temos Fonseca. .Macedo Pereira etc…mas a situação na Europa está difícil.

    Curtir

  150. Primo, sobrinho, de minha parte, confesso que se não tenho nada a ver com o povo judeu, fico verdadeiramente frustrada! Faço questão é pelas buscas que fiz acima, tenho o CRUZ e o DOMINGUES. Pesquisarei minha árvore genealógica, para ver se acho mais unzinho! Gostei muito! Beijo e shalom!

    Curtir

  151. Fiquei muito feliz com essas informações, meus avós moravam em Custódia PE meus pais Oscar Lopes de Siqueira e Dorotéia Ferreira de Siqueira grato Oscar

    Curtir

  152. Meus 2 sobrenomes estão na lista. O Damasceno de minha mãe e o Vieira do meu pai. Como devo proceder para comprovar o que voiê informou nessa matéria?

    Curtir

  153. Meus 2 sobrenomes estão na lista. O Damasceno de minha mãe, o Vieira de meu avô e Prado de minha Avó estão na lista. Como devo proceder para comprovar o que você informou nessa matéria?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s