COLÔMBIA – ENCONTRADO O GRANDIOSO TESOURO DO GALEÃO SAN JOSE

san jose (1)
Canhões de bronze do galeão San Jose.

ESTE PODE SER A MAIS VALIOSA DESCOBERTA SUBAQUÁTICA DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE 

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos anunciou no sábado (05/12/2015) que, 307 anos depois de seu afundamento, foi encontrado em águas colombianas o galeão espanhol San Jose.

Em entrevista coletiva na cidade de Cartagena, o presidente Santos comentou ser esta descoberta “Uma das maiores descobertas do patrimônio subaquático, se não a maior da história da humanidade”. Ela aconteceu na madrugada de sexta-feira, 27 de novembro último, a partir de um trabalho conjunto do Instituto Colombiano de Antropologia e História (ICANH), da Marinha da Colômbia e uma equipe de cientistas internacionais.

san jose (2)

O galeão San Jose afundou após um ataque de barcos britânicos em maio de 1708, com toda a riqueza a bordo e se tornou uma lenda de enormes proporções entre os caçadores de tesouro.

Preciosa mercadoria

Na conferência de imprensa em Cartagena sobre o tema, o presidente Santos não deu muitos detalhes sobre a descoberta. Ele insistiu que a informação relativa à conclusão desta operação de resgate está sujeita a reserva legal e comentou “-É uma questão do Estado colombiano”.

hundimiento_el_galeon_san_jose_presidente_santos_4
O presidente colombiano Juan Manuel Santos anunciando a descoberta. Fonte – http://www.elheraldo.co

Para o presidente esta descoberta é de todos os colombianos e deve haver uma união nacional pela sua proteção. Assim justificando a falta de detalhes sobre a sua localização, por medo que alguém venha antes e retire este magnífico tesouro.

Entretanto circulou a informação que os restos do San Jose se encontram ao largo da península Baru, próximos as Ilhas Rosário e pretensamente estariam à cerca de 200 ou 300 metros profundidade.Sobre este tesouro as pesquisas apontam que ele consistia em ouro, prata, platina e esmeraldas. Alguns relatos dizem que o San Jose possuía em seus porões 116 caixas de esmeraldas, duas toneladas de platina e a riqueza pessoal do vice-rei do Peru, tornando este o navio naufragado mais rico do hemisfério ocidental. Juan Manuel Prieto, que por 20 anos defendeu a autoridade colombiana sobre os restos do galeão, disse à BBC News que calculou o valor da carga em valores atuais como algo em torno de um bilhão e quinhentos mil dólares.

Samuel Scott
Quadro de Samuel Scott reproduzindo a destruição do San Jose

Quando esta nave afundou viviam-se tempos de confronto entre Espanha e Inglaterra, as maiores potências marítimas da época. O San Jose havia navegado do Panamá para o porto da então conhecida Cartagena de Índias, onde planejava chegar em Havana, Cuba, e, em seguida, viajar para Cádiz, na Espanha. No entanto, pouco depois de sua partida foi atacado por uma frota inglesa que tentava saqueá-lo. Em uma ação naval extremamente audaz, o navio britânico HMS Expedition foi quem, após 90 minutos de combate, atacou e afundou o galeão.

Como resultado da refrega naval, mais de 600 espanhóis morreram após os canhões ingleses atingirem o paiol de pólvora do San Jose. Na conferência de imprensa em Cartagena, o presidente Juan Manuel Santos prestou homenagem aos marinheiros mortos e deixados no fundo do mar.

Reivindicações

Apesar da idéia de ineditismo na descoberta do galeão San Jose e propagada pelo presidente Juan Manuel Santos, sua localização já era conhecida desde 1981. Mas os esforços para explorar o navio e salvar o seu tesouro não seguiram adiante por uma disputa entre o governo colombiano e a empresa norte-americana de resgate marítimo Sea Search Armada.

san jose (4)
Recipientes de barro e outros objetos no local do afundamento do galeão

Neste caso um tribunal dos Estados Unidos deu ganho de causa ao Governo da Colômbia. Mas tudo indica que os colombianos ainda vão ter muita dor de cabeça nos tribunais e na área diplomática para usufruir plenamente deste tesouro. Pois outro reclamante é o governo da Espanha, que baseia seu direito a estes salvados no fato desta nave fazer parte de uma frota militar daquele país em 1708 e está transportando valores que pertenciam à coroa espanhola. Não deixa de ser interessante à cara de pau dos espanhóis na reivindicação sobre este caso. Pois olvidam descaradamente que este tesouro era fruto do maior e mais sanguinolento saque já realizado por membros de um governo europeu contra povos indígenas americanos.

Identificação

Questões de posse à parte, nas pesquisas iniciais dos restos do galeão espanhol San Jose foram visualizados pelos equipamentos subaquáticos diversos itens da carga e armas da embarcação. Inclusive foram as fotos de algumas destas armas que mostraram a Ernesto Montenegro, diretor de ICANH, sobre o que realmente eles haviam encontrado. Eles são os antigos canhões de bronze, que possuem gravações que representam golfinhos, uma prova inconteste da indicação de que estes restos pertencem ao San Jose e não deixam qualquer dúvida sobre a identidade do sítio arqueológico.

san jose (5)

Igualmente foram vistos frascos de vidro e armas pessoais; em uma foto apresentada na conferência de imprensa se vê o punho de uma espada. Além disso, se descobriram mais de cem panelas de cerâmica e algumas porcelanas.

Montenegro disse que importantes cientistas da oceanografia, engenharia naval e história foram chamados para contribuir neste trabalho e muitos dos pesquisadores envolvidos eram estrangeiros. Mas foi em um navio da Marinha da Colômbia, o ARC Malpelo, que serviu de base para a operação e onde estes cientistas trabalharam na identificação do galeão.

san jose (3)
O ARC Malpelo, base das pesquisas para a descoberta do antigo barco.

O presidente Santos afirmou que vai solicitar ajuda de universidades colombianas no processamento do material encontrado, mas também de instituições estrangeiras, como o Smithsonian American. Ele insistiu sobre a importância da descoberta a nível mundial e prometeu construir um grande museu em Cartagena com os salvados do San Jose.

san jose (6).jpg

Ainda há muito a ser investigado. Apesar de toda a empolgação com a notícia, os cientistas comentaram que o local exato do naufrágio é apenas o começo de um grande trabalho.

Fonte – http://www.bbc.com/mundo/noticias/2011/10/110930_tesoros_hundidos_jrg.shtml

http://www.bbc.com/mundo/noticias/2015/12/151205_economia_galeon_san_jose_colombia_egn

 

Anúncios

Uma opinião sobre “COLÔMBIA – ENCONTRADO O GRANDIOSO TESOURO DO GALEÃO SAN JOSE”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s