401 FOTOS ANTIGAS DE NATAL

a (3)

Algum tempo atrás, aqui no nosso TOK DE HISTÓRIA, coloquei um post com 370 fotos antigas de Natal. Agora decidi ampliar a quantidade destas fotos no sentido de democratizar a informação, como sempre tenho feito neste nosso blog.

alfa (285)

A ideia é fazer com que as pessoas de nossa cidade conheçam um pouco mais da sua iconografia e sua história. Vale frisar que ao realizar este ato, eu não busquei e nem estou auferindo um único centavo com esta ação. Apenas levar a informação.  

Para mim, diante do crescimento de Natal e pela falta de ação de muitos atores políticos, cada vez mais percebo a perda da percepção histórica de nossa população em relação a Natal. Esta situação em minha opinião gera muita coisa negativa, principalmente a falta de identidade com o lugar que se vive, a indiferença pelo seu futuro e a passividade diante de muitos descasos que aqui acontecem. Diante deste quadro, decidi utilizar meu espaço, criado em 2010, para expor o que era a cidade de Natal através de fotos.

Americanos aproveitando Natal

Muitas fotos que aqui estão são oriundas dos livros do Prof. aposentado da UFRN, João Mauricio Fernandes de Miranda (mas não todas). Outras são do fotografo Jaeci Galvão, de seu filho Fred Galvão, outras são do IBGE, outras de livros editados pela Prefeitura de Natal, ou pelo Governo do Estado. Muitas estão na internet a anos. Outras são colocadas na internet pelo competente produtor cultural Dunga, outras são do grande amigo e Mestre Luiz G. M. Bezerra, outras são de Ricardo Sávio Trigueiro de Morais, do amigo fotógrafo Esdras Nobre e a maioria delas não tenho ideia de quem sejam os proprietários, ou melhor, os detentores dos direitos autorais. 

alfa (178)

Se houver qualquer dúvida sobre questões de referências, estou a disposição para ajudar. 

beta (12)

Para aqueles que me pedem para informar o nome dos locais e as datas das fotos, informo que eu não o fiz anteriormente, e nem agora, pois a ideia ao estimular a visualização deste material fotográfico é a de igualmente estimular a pesquisa, estimular a memória.

Uma boa sugestão para aqueles jovens que desejam aprender mais sobre estas fotos de Natal, é trazer seus parentes mais velhos para a frente do computador e aprender com quem sabe!

Muitas vezes seus parentes mais idosos não sabem manusear um computador, notebook, palmtop, tablet ou outras destas maravilhas modernas. Mas certamente eles vão saber muito destas fotos. E você jovem internauta, vai conhecer muita coisa de uma Natal que não existe mais! 

beta 1(1)

Vou contar dois casos que ocorreram comigo quando anteriormente coloquei um post similar no nosso TOK DE HISTÓRIA – Talvez a informação que vou passar não vá interessar, pode ser vista como piegas, mas pouco me importa – Tive a oportunidade de receber telefonemas e mensagens de professores de ensino fundamental e médio, de escolas da rede pública da Grande Natal, todos agradecendo a postagem das fotos. Estes professores me comentaram que estavam utilizando o material de forma extremamente positiva junto aos seus alunos. A maioria destes jovens humildes da nossa periferia, com poucas possibilidades de acesso a estes materiais e que estavam se encantando em conhecer a nossa História através destas fotos.

Em outra ocasião um cidadão me ligou para relatar que colocou estas fotos no seu computador e trouxe a sua idosa mãe para olhar. Ela é uma senhora com sérias debilidades provocadas pelo Mal de Alzheimer e seu filho imaginava assim lhe trazer boas recordações. O interessante é que ele me falou de algumas reações positivas de sua mãe diante das imagens antigas da sua cidade.

alfa (340)

Isto me deixou muito feliz, pois as vezes tenho a ideia que em Natal, a História desta cidade parece pertencer a uma elite. Uma elite carcomida, apoiada por uma classe política sem compromissos com a cultura, com a democratização do conhecimento e a preservação de nossa memória. É esse mesmo pessoal que se esconde atrás de uma série de titularidades, de cargos, de benesses e de outras coisas fúteis. Que muitas vezes destinam este conhecimento para uso exclusivo de grupos restritos.

beta 1(2)

Esta mesma elite e essa despreparada classe política, sem nenhuma piedade, destrói uma das coisas mais belas que esta cidade possui; uma grande parte da sua história. Ideias desastradas de desenvolvimento sem planejamento, sem planos de trabalho corretos, sem pensar no futuro, estão acabando com esta linda cidade. A minha cidade.

alfa (359)

Para minha surpresa o nosso blog “bombou” com esta postagem, que já estava na net fazia um tempo e não chamou tanta atenção, mas aí o Facebook fez o resto. 

beta 1(4)

Espero que ao trazer estas fotos eu possa contribuir, mesmo limitadamente, para ampliar este conhecimento, antes que ele se perca.
 
Rostand Medeiros – Escritor e pesquisador. (rostandmedeiros@gmail.com)

alfa (1) alfa (2) alfa (3)

alfa (4)

alfa (7)

alfa (8) alfa (9)

alfa (10)

alfa (11)

alfa (12) alfa (13) alfa (14) alfa (15) alfa (16) alfa (17)

corveta-Camacuã
alfa (18) alfa (19) alfa (20)

$T2eC16Z,!)8E9s4l8!d(BRcr)pI9Gw~~60_58

alfa (21) alfa (22)

$(KGrHqIOKioE5dTWDpq(BOflu)TJ,g~~60_57

alfa (23) alfa (24) alfa (25) alfa (26)

4ef4cf30e27fd6d5_large

alfa (27) alfa (28) alfa (29) alfa (30) alfa (31) alfa (32) alfa (33) alfa (34) alfa (35) alfa (36) alfa (37) alfa (38) alfa (39) alfa (40) alfa (41) alfa (42) alfa (43) alfa (44) alfa (45)

Gama 3 (3)

alfa (46) alfa (47) alfa (48) alfa (49) alfa (50)

Gama 3 (6)

alfa (51) alfa (52) alfa (53) alfa (54) alfa (55) alfa (56) alfa (57) alfa (58) alfa (59) alfa (60) alfa (61) alfa (62) alfa (63) alfa (64) alfa (65) alfa (66) alfa (67) alfa (68) alfa (69) alfa (70) alfa (71) alfa (72) alfa (73)

j

alfa (74) alfa (75) alfa (76) alfa (77) alfa (78) alfa (79) alfa (80) alfa (81) alfa (82) alfa (83) alfa (84) alfa (85) alfa (86) alfa (87) alfa (88) alfa (89) alfa (90) alfa (91) alfa (92) alfa (93) alfa (94) alfa (95) alfa (96) alfa (97) alfa (98) alfa (99) alfa (100) alfa (101) alfa (102) alfa (103) alfa (104) alfa (105) alfa (106) alfa (107) alfa (108) alfa (109) alfa (110) alfa (111) alfa (112) alfa (113) alfa (114) alfa (115) alfa (116) alfa (117) alfa (118) alfa (119) alfa (120) alfa (121) alfa (122) alfa (123) alfa (124) alfa (125) alfa (126) alfa (127) alfa (128) alfa (129) alfa (130) alfa (131) alfa (132) alfa (133) alfa (134) alfa (135) alfa (136) alfa (137) alfa (138) alfa (139) alfa (140) alfa (141) alfa (142) alfa (143) alfa (144) alfa (145) alfa (146) alfa (147) alfa (148) alfa (149) alfa (150) alfa (151) alfa (152) alfa (153) alfa (154) alfa (155) alfa (156) alfa (157) alfa (158) alfa (159) alfa (160) alfa (161) alfa (162) alfa (163) alfa (164) alfa (165) alfa (166) alfa (167)

Gama 3 (4)

alfa (168) alfa (169) alfa (170) alfa (171) alfa (172) alfa (173) alfa (174) alfa (175) alfa (176) alfa (177) alfa (179) alfa (180) alfa (181) alfa (182) alfa (183) alfa (184)

Gama 3 (1)

alfa (185) alfa (186) alfa (187) alfa (188) alfa (189) alfa (190) alfa (191) alfa (192) alfa (193) alfa (194) alfa (195) alfa (196) alfa (197) alfa (198) alfa (199) alfa (200) alfa (201) alfa (202) alfa (203) alfa (204) alfa (205) alfa (206) alfa (207) alfa (208) alfa (209) alfa (210) alfa (211) alfa (212) alfa (213) alfa (214) alfa (215) alfa (216) alfa (217) alfa (218) alfa (219) alfa (220) alfa (221) alfa (222) alfa (223) alfa (224) alfa (225) alfa (226) alfa (229) alfa (230) alfa (231) alfa (232) alfa (233) alfa (234) alfa (235) alfa (236) alfa (237) alfa (238) alfa (239) alfa (240) alfa (241) alfa (242) alfa (243) alfa (244) alfa (245) alfa (246) alfa (247) alfa (248) alfa (249) alfa (250) alfa (251) alfa (252) alfa (253) alfa (254) alfa (255) alfa (256) alfa (257) alfa (258) alfa (259) alfa (260) alfa (261) alfa (262) alfa (263) alfa (264) alfa (265) alfa (266) alfa (267) alfa (268) alfa (269) alfa (270) alfa (272) alfa (273) alfa (274) alfa (275) alfa (276) alfa (277) alfa (278) alfa (279) alfa (280) alfa (281) alfa (282) alfa (283) alfa (284) alfa (286) alfa (287) alfa (288) alfa (289) alfa (290) alfa (291) alfa (292) alfa (293) alfa (294) alfa (295) alfa (296) alfa (297) alfa (298) alfa (299) alfa (300) alfa (301) alfa (302) alfa (303) alfa (304) alfa (305) alfa (306) alfa (307) alfa (308) alfa (309) alfa (310) alfa (311) alfa (315) alfa (316) alfa (317) alfa (318) alfa (319) alfa (320) alfa (321) alfa (322) alfa (323) alfa (324) alfa (325) alfa (326) alfa (327) alfa (328) alfa (329) alfa (330) alfa (332) alfa (333) alfa (334) alfa (335) alfa (336) alfa (337) alfa (338) alfa (339) alfa (341) alfa (342) alfa (343) alfa (344) alfa (345) alfa (346) alfa (347) alfa (348) alfa (349) alfa (350) alfa (351) alfa (352) alfa (353) alfa (354) alfa (355) alfa (356) alfa (357) alfa (358) alfa z1 (1) alfa z1 (2) alfa z1 (3)

Gama 3 (2)

antigas (12) antigas (13) antigas (34) beta (2) beta (3)

Gama 3 (5)

beta (4) beta (5) beta (6) beta (7) beta (8) beta (9) beta (10) beta (11) beta (13) beta (14) beta 1(3) beta 1(5) Beta 3 (1) Beta 3 (2) Beta 3 (3) Beta 3 (4) Beta 3 (5) Beta 3 (6) Beta 3 (7) Beta 3 (8) Beta 3 (9) Beta 3 (10) Beta 3 (11) Beta 3 (12) beta 22 beta 23 (1) beta 23 (2) x

Todos os direitos reservados

É permitida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de
comunicação, eletrônico ou impresso, desde que citada a fonte e o autor.

Anúncios

174 opiniões sobre “401 FOTOS ANTIGAS DE NATAL”

  1. Caro historiador Rostand Medeiros: O meu boa-tarde.
    Sou genuinamente baiano; não conheço Natal, mas ao encontrar uma foto antiga de sua Terra no blog do MENDES, tive a curiosidade em buscar todas elas em seu blog e, sem a sua permissão salvei as centenas no meu HD. Paralelamente baixei a galeria de fotos da Natal de hoje para fazer uma comparação.
    Devo lhe dizer que se as referidas fotos são importantes para mim – um simples pesquisador, diga como elas devem ser importantes para os filhos de sua Terra?!
    Parabéns a você e aos mantenedores das fotos originais.
    Antonio José de Oliveira – Serrinha-Ba. e-mail: antonioj.oliveira@yahoo.com.br

    Curtir

  2. Saudade de um tempo que não vivi. É interessante! Meu caro, me permita. Você sabe a origem do nome da praia de Ponta Negra? Por que se chama assim? Obrigada pelas fotos, pelas sensações.

    Curtir

    1. Olá Patricia. Olhe, o topônimo Ponta Negra, segundo nos conta o professor Itamar de Souza (2008-Pág. 649), é bem antigo, já andava escrito em materiais holandeses de 1633, quando eles ali desembarcaram e conquistaram o RN. Acho que se deve as pedras escuras da ponta que tem depois do morro, em direção ao mar.
      No passado estes nomes eram dados pelos primeiros navegadores e baseado no que eles viam. Simples como as coisas boas da vida. Um abraço e seja bem vinda ao nosso espaço!

      Curtir

    2. Puxa vida!
      Eu tb estava pensando na origem do nome!
      Rs.
      Muito legais as fotos.
      Vc sugere que se chame um parente mais idoso para ajudar a identificar as fotos.
      E quem nao tem parentes idosos nas proximidades??
      Reconheci alguns lugares como Ponta Negra, o Atheneu, as praias do centro…
      Como eu, que ja nao tenho meus pais vivos, e que moro a 2.500 quilômetros de Natal??
      E parabéns, Rostand!!

      Curtir

  3. Gostei muito de ver e conhecer a cidade de Natal como era antes e observar como é hoje, parabéns a você que nos traz o conhecimento da História desta cidade maravilhosa, isto é importantíssimo. obg.

    Curtir

  4. Nossa!!! Parabéns pela divulgação deste importantíssimo acervo, tenha certeza que será de grande valia para muita gente.

    Curtir

  5. Parabéns Rostand Medeiros as fotos são uma valiosa contribuição para todos. Sou um potiguar adotivo, moro aqui há 7 anos e acho a cidade linda e com uma riqueza histórica fantástica. Com um pouco de vontade nossa Ribeira e Cidade Alta poderiam ser lugares de atividade comercial e cultural maior ainda. Com transporte público de qualidade e estacionamentos subterrares e comercio e serviços poderiam atrair toda a população que hoje frequentam os shoopings…. Poderiam fazer uma exposição das fotos não? Quem sabe no futuro Museo da Rampa….

    Curtir

  6. Parabens pela colecao de fotos. Pena que a cidade nao tenha uma politica de manter sua Historia e vem sendo destruida para a construcao de edificios caixas de sapato.

    Curtir

  7. Aos que fotografaram, guardaram e quem teve a brilhante iniciativa de tornar pública estas imagem, saibam que prestaram um grande serviço aos natalenses. Eu em particular fico muito grato.
    Diderot Pitanga

    Curtir

  8. Sou fascinado por fotos antigas de Natal, em especial aquelas que retratam tipos humanos da época. Fico imaginando se ainda são vivas, por onde andarão, qual sua história de vida. O curioso é que sou relativamente jovem, mas sinto saudades de um tempo que não vivi.

    Curtir

  9. Parabéns pelo ótimo trabalho, principalmente num momento de pessoas com memória tão curta e que contribuem para a devastação de um patrimônio arquitetônico e cultural, eu me vi em alguns destes locais, e que saudade dá saber que não mais será possível.

    Curtir

  10. Este é um grande presente para o povo Natalense, nunca tive acesso a algo parecido, estou muito feliz em poder presentear o meu pai de quase 80 anos com essas lembranças de Natal. Muito obrigada!!!

    Curtir

  11. Muito bom! É como voltar ao passado sem nunca ter estado lá. Gosto muito de Natal, onde morei durante 20 anos. Obrigada por este material inestimável

    Curtir

  12. Rostand, sou professora de Língua Portuguesa e Literatura do IFRN. Reconheço a importância do seu trabalho, a saber, reunir fotos que são verdadeiros registros históricos de nossa cidade. Parabéns! Gostaria de apresentar uma sugestão para que você amadureça: que tal colocar a imagem atual do espaço ao lado de cada imagem antiga? Eu até sugeri isso ao coordenador de um curso de extensão (História do RN) que está sendo oferecido pelo câmpus de São Gonçalo do Amarante. Mas… o que acha de, futuramente, fazer isso em seu blog?

    Curtir

    1. Olá Kalina. Primeiramente obrigado pela visita e pela sua mensagem. Olha, eu sou uma pessoa extremamente aberta para criar possibilidades dentro da ideia de buscar trazer algo da memória da nossa cidade para nossa gente. Para minha surpresa o nosso blog “bombou” com esta postagem, que já estava na net fazia um tempo e não chamou tanta atenção, mas aí o Facebook fez o resto. Realmente a sua ideia é interessante, mas a estrutura do provedor (que é gratuito) é limitada para este tipo de ação proposta. Além disso seria interessante uma pequena equipe, o que no momento para mim é impraticável. Mas Acredito que a ação até o momento realizada está produzindo os efeitos que visava. Para mim, diante do crescimento de Natal e pela falta de ação de muitos atores políticos, cada vez mais percebo a perda da percepção histórica de nossa população em relação a Natal. Esta situação em minha opinião gera muita coisa negativa, principalmente a falta de inidentidade com o lugar que se vive, a indiferença pelo seu futuro e a passividade diante de muitos descasos que aqui acontecem. Diante deste quadro, decidi utilizar meu espaço, criado em 2010, para expor o que era a cidade de Natal através de fotos. Fico feliz pela sua mensagem. Rostand Medeiros rostandmedeiros@gmail.com

      Curtir

      1. Primeiramente parabéns pelo trabalho. A memória de nossas cidades precisa ser conservada. Principalmente para os jovens. Em relação a falta de recursos, a Lei Roaunet está aí para isso. É elaborar um projeto e solicitar a captação de recursos para a exposição.

        Curtir

  13. Parabéns a brilhante iniciativa de mostrar aos potiguares e ao Brasil a belíssima coleção de fotos da nossa cidade . Fico muito feliz em ver a riqueza histórica e cultural de Natal ser resgatada de forma tão espetacular. Existe uma foto que mostra a mini ponte próximo a rodoviária da Ribeira , e que revela a beleza do local daquela época . Acho que seria possível recuperar esse projeto paisagístico para nossa Natal.

    Curtir

  14. Que maravilha. Nunca vi algo igual. Saí de Natal em 1973, mas até hoje está na minha lembrança. Fotos dignas de um museu. Estou até agora “babando” de emoção. parabéns para você pelo trabalho

    Curtir

  15. Olá Rostand, se assim me permite a sua pessoa dirigir-me.Eu sou Licenciada em História pela UFRN,no ano 1982.Na época eu tinha um projeto a ser realizado, seria resgatar um pouco da história dos bairros , cidade alta, Petropólis e Ribeira.Era um sonho de quando eu era quando criança, fascinada pela praça civíca,onde brincava todas aa tardes em Petropólis e do fascínio que tinha pelos casarões da Floriano Peixoto, Deodoro e adjacências, além dos prédios da subida da praça das mães, que por sinal na sua inauguração eu fui a criança escolhida,entre tantas outras, pelo bom desempenho escolar , para hastear a bandeira do Brasil ,e pela visita do então presidente Ernesto Geisel a nossa cidade. Estudei na escola que havia ao lado do Palácio do Govêrno e da Prefeitura, meu convívio era diário com aqueles prédios de um estilo, que para mim eram bem especiais .Na época de estudos universitários visitei o estúdio de Jaeci, na João Pessoa e lá vi muitas fotos em forma de cartão postal, mostradas pelo mesmo, aquilo ainda não era o suficiente.Hoje um acervo de mais de 300 fotografias aqui no seu blog, que realmente me levaram ao passado nas lembranças.Inclusive o pátio do Hospital infantil aonde muitas vêzes brinquei.Esperando a hora de ser atendida.Parabéns pela iniciativa.Uma sugestão : ser’a que os visitantes não poderiam identificar as Fotos , se as mesmas fossem numeradas, pois eu por exemplo conheço alguns dos pr’edios aqui postados .Mas como identificar a Foto, onde fazer o comentário?,e se poderíamos lhes enviar Fotos?eu tenho uma de Luíz da Câmara Cascudo ,em sua biblioteca, da visita que o fiz com os colegas de Atheneu.E postada no livro de Diogénes da Cunha-Cascudo Um brasileiro feliz.Gostei muito dessa viagem ao passado, mesmo que em algum momento dessas Fotos, eu nem era nascida.Linda nossa cidade, hoje morando na Europa, consigo ver alguns dos prédios como uma cópia de muitos daqui, de diversas cidades, como em Portugal, Itália, França, Suiça, incrível a semelhanca.Um abraço de uma seridoense, apaixonada pela sua terra Natal.M’arcia Salviano- dos Preá do S.João do Sabugí,

    Curtir

    1. Olá Márcia, que bom que você gostou deste nosso material, principalmente para você que está fora de nossa terra. Muito interessante teu relato na época de estudante. Quanto ao que você colocou, a ideia é até interessante, mas a estrutura deste blog, que é gratuita, não deixa muita margem para esta ação. Mas acredito que, mesmo com limitações, estamos alcançando nosso objetivo de chamar a atenção de várias pessoas para nossa memória tão vilipendiada e esquecida. Um muito obrigado de um orgulhoso potiguar, com profundas raízes seridoenses, lá do pé da Serra da Rajada.
      Rostand

      Curtir

      1. Olá Rostand,
        Muito legal ter tantas fotos de Natal reunida em um só local.

        Achei a sugestão da Márcia muito oportuna e, acredito não ser difícil de se colocar em prática, mesmo sendo um blog gratuito.

        suas fotos são nomeadas com alfaxxx e betaxxxx. de forma que é sim possível colocar uma legenda abaixo de cada uma identificando o local a que se refere.

        Assim, os leitores poderiam identificar a foto, mencionar aqui nos comentários e você poderia renomear os arquivos com os devidos nomes.

        Outra coisa: tenho algumas fotos que encontrei pela net e que não estão aqui nesta sua coletânia, como poderia ser feito o envio para que vc incluisse no seu acervo!?

        Abraço

        Curtir

      2. Olá Wagner. Primeiramente obrigado pelo teu contato, muito positivo. Em relação ao teu comentário eu concordo e as legendas podem ser colocadas, eu não as fiz por entender que a curiosidade ao visualizar este material iconográfico poderia despertar nas pessoas a ideia de buscar o conhecimento. Mas não refuto a ideia de alterar esta situação. Até porque, materiais colocados em ferramentas como blogs não ficam tão estáticos como em livros. Quanto as fotos, e será uma honra postá-las aqui e colocar teu nome nelas. Por favor envie para rostandmedeiros@gmail.com
        Muito obrigado.
        Rostand

        Curtir

  16. Rostand, PARABÉNS pela iniciativa, excelente esta VIAGEM NO TEMPO. Moramos em SP há 15 anos e sempre voltamos a Natal. O resgate da memória do lugar que você conseguiu reunir é excelente. Tenho muitas destas fotos no CD “450 anos de Natal’ que comprei na época do aniversário da cidade. Mas reunir outras fotos e publicar na internet foi genial. UM POVO SEM MEMÓRIA É UM POVO SEM HISTÓRIA. PARABÉNS. Laerte Martins

    Curtir

  17. Incrivel estas fotos. Consegui identificar uma grande maioria. Não sei se conseguiria identificar cada e se isso acontecesse classificaria seu trabalho como mais que perfeito, pois perfeito já. Obrigado por nos brindar com essas belas recordações da nossa querida cidade.

    Curtir

  18. Sr. Rostand muito obrigado por isso, ultimamente tenho me interessado muito por nossa grande e rica história! Conheci o seu blog por meio de uma página no facebook, estou montando um projeto de um web programa que tratará de vários assuntos com entrevistas e discussão e o mais interessante vai ser a participação assídua dos jovens e com certeza iremos fazer um sobre Natal ou quem sabe do RN!
    Parabéns pelo trabalho!

    Curtir

  19. Obrigada Rostand Medeiros, pela oportunidade de reviver a belíssima cidade de Natal antiga. Infelizmente , não nasci nessa cidade linda, mas sou filha de potiguar . Essas fotos me fez relembrar e conhecer toda a beleza em que meus pais me passavam com carinho e muito orgulho que tinham de ser Nordestino e ser cria da cidade encantadora.
    Um forte abraço e sucesso!

    Curtir

  20. Acervo espetacular. Parabéns!
    Contudo, apesar dos motivos inicialmente alegados, seria muito bom se as fotos tivessem informações ou comentários sobre o local e ano. Ao olhar algumas fotos sinto que falta algo. Sei que o desejo é estimular a pesquisa, mas esse blog é a pesquisa encontrada, porém e infelizmente incompleta.

    Curtir

  21. Maravilhoso acervo. Pena que a maioria das fotos não sabemos o local atual, pois, falta identificação anterior. E o mais triste é não se ter conservado a história, acabaram com tudo, derrubaram casarões lindos. Isso, me dá uma grande angústia quando olho para essas fotos.

    Curtir

  22. Belo trabalho reaizada, a gradeço a você nos dar esta grande oportunidade de reviver a belíssima cidade de Natal antiga. O homem que não sabe sua Historia no passado, é um homem sem identidade. Parabéns meu amigo e fica com Deus.

    Curtir

  23. Meus parabéns…pelo trabalho jornalístico fotográfico…só assim temos a oportunidade de conhecer a CIDADE do NATAL através do tempo passado…onde nossos familiares em uma época viveram…bela inspiração com muita dedicação…Georgildo

    Curtir

  24. Bela Natal. Como sempre.
    Só ficamos triste ao ver a organização e a limpeza das ruas em outros tempos. Bem diferente do caos que hoje encontramos. Esta cidade precisa ser revitalizada. Precisa ganhar de volta o charme do passado. Precisa ser revivida por seus moradores.
    “A Natal, meu Deus do céu eu nunca vi tanta beleza…”

    Curtir

  25. Rostand, faço pesquisas constantemente do passado de Natal, tenho fotos e todas com descritivo, mas aqui tem muitas que ainda não tenho, acho fantástico essa descoberta do passado e fico feliz que existem pessoas que faça essa divulgação, grande abraço

    Curtir

    1. Valeu Ademar,
      A minha ideia com este blog sempre foi o processo de democratização da informação histórica para a nossa gente e ajudar as pessoas a conhecerem este nosso passado.
      Fico satisfeito que este material lhe vai ser útil.
      Um abraço,
      Rostand

      Curtir

  26. Rostand, fantástico o acêrvo. Reconheci 70% de tudo… uma tremenda saudade dessa Natal que se desfigurou, tão limpa e tão linda. Minha mãe, que já foi, teria curtido muito e reconhecido quase tudo. Fica a reflexão sobre um progresso que desfaz, suja e maltrata. Obrigado pelo seu trabalho que comunica uma alegre saudade de um tempo ido. Parabéns, Artur Marinho de Medeiros.

    Curtir

  27. Rostand, vc tem alguma fota da Igreja Presbiterina de Natal? na Av. Junqueira ares? ( atual av. Câmara Cascudo) Sérgio Frank.

    Curtir

  28. Andei pelas ruas,pilotei veículos maravilhosos, subi ladeiras, cumprimentei os senhores bem vestidos, senhoras respeitáveis, pisei na areia de belas praias, me orgulhei de um exercito bravo e destemido, vi todos que um dia passaram por aqui e que hoje inexplicavelmente sinto saudades, me emocionei por um mundo que queria muito ter vivido e hoje você me proporcionou esse prazer, parabéns, maravilhoso!

    Curtir

  29. Uma observação: São as ruas limpas e a organização dos logradouros e as pessoas bem vestidas .E o presidente do Brasil,Getúlio Vargas no banco traseiro do jipe, enquanto o presidente do EUA, Roosevelt ,encontra-se no banco da frente.Isso me leva a pensar muitas coisas.

    Curtir

  30. Saudades matadas, a lamentar o que o homem faz com a natureza era tudo tão lindo e hoje nem o mais bonito do arranha céu muda a minha opinião!

    Curtir

  31. Parabéns, muito bom mesmo.
    Sou de 82, e ainda não tinha visto nada disso.
    Posso sugerir colocar as identificações nas fotos, a que se refere cada uma delas.
    Obrigado!

    Curtir

  32. Sou historiador e também colecionador de fotos da Natal antiga que consigo pegar pela internet ou comprar em CD. A sua iniciativa é excelente, você está de parabéns, pena que em não há indicação do local em que algumas fotos foram tiradas.

    Curtir

    1. Magnos,
      Obrigado pela sua mensagem e sua opinião.
      Em relação a falta das indicações, estou resolvendo esta questão, onde provavelmente vou contar com a ajuda voluntária de alguns amigos.
      Em breve deveremos alterara isso.
      Valeu e obrigado.
      Rostand

      Curtir

  33. Caro Rostand Medeiros, se o meu marido estivesse aqui hoje, ele é quem estaria lhe parabenizando pela maravilhosa iniciativa dessa valorosa postagem, não só como resgate da nossa história, para as gerações futuras, como um elo, dos mais antigos, com o passado; ele, Antonio Julio de Souza Bruno, mineiro de nascimento mas, potiguar de coração, foi Capitão dos Portos e Comandante da Base Naval de Natal, cidade que escolheu para viver e morrer, estaria tão ou mais emocionado do que eu, que com lágrimas, de saudades dois dois: Meu “Comandante Bruno” como era conhecido e, do “Natal da minha infância” muitas fotos são de antes do meu nascimento e outras, não consegui identificar mas ele, com certeza, o faria conhecia Natal e o Rio Grande do Norte, muito melhor do que um autêntico norte riograndense, como é o meu caso. Nasci em Angicos mas, foi aqui, onde passei grande parte das minhas férias escolares, onde estão grade parte de minhas recordações infantis. Esse “passeio” não tem preço!
    Que Deus o abençoe!

    Curtir

    1. Obrigado Senhora Vera,

      Seja muito bem vinda a este espaço.

      Fico realmente muito feliz de saber que este nosso trabalho tem produzido emoções extremamente positivas.
      Como eu comentei com outros amigos, a ideia de fazer o nosso blog Tok de História e consequentemente este post das 401 fotos, vem da questão da democratização da informação histórica, da triste situação da maioria dos natalenses desconhecerem a sua história, da falta de atenção das autoridades em relação a isso e da necessidade de divulgá-las para a nossa gente antes que seja tarde. Temos que democratizar a nossa informação histórica. Natal está cada vez mais perdendo a sua ligação com o passado e isso é muito complicado em relação ao futuro.
      Veja só o que a ampliação da nossa informação histórica pode fazer – A ideia especifica de fazer o post das 401 fotos surgiu algum tempo atrás, quando visitei uma pessoa próxima a nossa família, acometida do Mal de Alzheimer. Em dado momento da visita, em meio a total letargia desta pessoa, decidi abrir meu tablet e mostrar parte destas fotos que estão no meu blog e que estavam em um arquivo. Logo esta Senhora, que inclusive já faleceu, reagiu diante de paisagens que ela havia conhecido em Natal. Não houve comunicação entre nós devido ao seu estado, mas ela ficou rindo e apontando para algumas fotos, principalmente as do centro da cidade, onde sua família morou na sua infância. Foi emocionante!
      Depois deste episódio, ao trazer a minha filha Tainá para estudarmos história (nada relativo a Natal), notei um certo desinteresse dela pelo tema. Para mim era mesmo que levar uma facada!
      Eu poderia discutir com ela, chamar a sua atenção, mas me lembrei do caso da Senhora com o Mal de Alzheimer. Abri o arquivo no tablet com várias fotos de Natal e comecei a mostrar a ela, comentando que em um determinado local que havíamos passado, ou ido visitar, antigamente era assim! Que em outro local que ela havia visto tinha este edifício! Que perto da casa de uma das avós existiu tal coisa!
      Na mesma hora notei o interesse dela ser despertado. Daí passei o arquivo para seu tablet e, para minha surpresa, as fotos antigas de Natal ganharam a sua total atenção, mais do que o jogo Minicraft.
      Difícil foi explicar a ela porque tanta coisa bonita do passado em Natal não existia mais.
      Mantenha contato.

      Forte abraço,

      Rostand

      Curtir

  34. Parabéns pelas magnificas fotos. Eu que nasci aqui em 1931, na rua João Pessoa, ao lado da Igreja Prebiteriana, lembro da João Pessoa sem calçamento. Estou tentando identificar algumas das fotos e anotando local e possível data. Estou tentando escrever um livro sobre “Mosaicos de Natal” e estas fotos são de grande valia. Mais uma vez parabéns e um grande abraço. Carlos Alberto G. Campos

    Curtir

  35. Rostand, que maravilhoso!!! Lindas fotos. Não vivi aquele tempo (e creio que muitos que aqui registraram suas mensagens, inclusive você, também não), mas me “bate uma saudade” imensa… Minha mãe relata várias histórias daquele tempo: as dunas da Praia do Meio, a praça do Jangadeiro, o Farol de Mãe Luiza, a Ribeira, o morro do Careca (quando não existia a “careca”). Fico triste pelo fato de, parte desse patrimônio, ter sido destruído. De fato, são várias as razões: crescimento desordenado, falta de planejamento, especulação imobiliária.
    Louvável de sua parte reviver a história através da fotografia. Um registro terno e eternizado. Imagine um museu… Abraços.

    Curtir

  36. Muito obrigada pelo rico passeio que me proporcionou. Caminhei de mãos dadas com os meus antepassados por essas ruas, praças, praias, caminhos… Vi todos eles, mesmo os que não conheci caminhando comigo, sorrindo, chorando amando e sobretudo felizes por terem nascido, vivido num lugar tão belo. Obrigada, muito obrigada mesmo!

    Curtir

  37. Bom dia Rostand Medeiros, fiquei muito feliz em rever fotos de toda a minha vida de criança, adolescência e adulta, a minha querida Natal. Vi meu Colégio, o Atheneu, onde fiz meu ginásio, lugares e mais lugares onde recorri, a avenida Rio Branco, onde trabalhei, a praia de ponta negra qdo ainda podíamos escalar, o forte dos Reis Magos, as igrejas, a ponte de Igapó, qdo ainda era usada, foi assim um banho de lembranças para quem vive há décadas nesta linda e maravilhosa cidade que é NATAL…… vc é mesmo um grande estudioso, e adoro história……. PARABÉNS POR NOS DÁ TÃO LINDO PRESENTE……..

    Curtir

  38. Rostand
    Bela recordação,sou natalense de coração,apesar de não ter nascido em Natal,sou filho de José Renato Leite(83) e Tercina Soares Leite(80) que moram em Natal.Estou em Recife há 10 anos,mas sempre vou a Nata,visitá-losl.É sempre bom recordar e espero que nosso prefeito e governadora mantenham viva a história de nossa cidade.
    Parabéns e um forte abraço
    José Renato Leite Filho

    Curtir

  39. um verdadeiro ensino de quem viveu na época, pena que a desorganização politica só faz destruir um belo patrimônio, muitas vezes por interesse único e simplesmente capitalista.

    Curtir

  40. Parabéns pelo o exposto. Seu exemplo pela as fotos antigas de Natal e do Professor Itamar de Souza pelo o material sobre São José do Campestre-RN poderão excitar outras pessoas a expor preciosidades de mesmas características de seus municípios. Fiquei encantado.

    Curtir

  41. Caro Rostand Medeiros, parabéns pelo brilhante trabalho! Adorei ver alguns lugares por onde andei e guardei belas recordações: o Atheneu, cinema Nordeste, Galeria de Artes, o Centro Cearense, Cinema Rio Grande, Praça Pedro Velho, Hotel Reis Magos, ponte de Igapó… mas teria ficado ainda melhor se as fotos fossem identificadas; alguns lugares eu não consegui identificar; os casarões (a quem pertenceram). Fica aqui a sugestão. Obrigada por essa “viagem no tempo”. Um abraço.

    Curtir

  42. Parabéns pelo belo trabalho,voltamos no tempo, lembramos desta linda cidade,onde nascemos há 62 anos,vimos o velho Potengi a ribeira o centro. muito nos alegramos.

    Curtir

  43. fantástica as fotos, parabéns. Senti falta apenas de identificar determinados lugares, algumas descrições dos lugares seria muito bom.

    Curtir

  44. Prezado Rostand. Estaria sendo redundante ao elogiar a postagem destas fotos!
    Mas, compartilhando do pensamento de muitos dos leitores que visitaram seu blog, também gostaria de ver as respectivas legendas! Assim, sugiro a publicação delas no facebook.
    Cada um que visitasse a página poderia incluir comentários sobre cada uma das fotos, identificando-as, incluindo curiosidades, informações históricas… Acho que seria algo de acordo com seu pensamento (uma forma de compartilhar as informações, que não lhe tomaria muito tempo – depois da publicação – e que poderia, inclusive, lhe render dados ainda desconhecidos sobre as imagens).
    Na expectativa de vê-las no ambiente virtual sugerido, agradeço sua atenção. 🙂

    Curtir

  45. Fique fascinado com um acervo deste e muito feliz em saber que está de fácil acesso. Parabéns Sr. Rostand Medeiros pela iniciativa.

    Curtir

  46. Grande recordações de ver Natal antigo, mas tem muitas coisas que da para reconhecer, muito bom, parabéns pelo o grande trabalho de reviver os bons tempos que não voltam mais.

    Curtir

  47. Oi Rostand…
    Maravilhoso trabalho de pesquisa, parabéns! Você saberia me informar por que o Ateneu foi construído em forma de X? Minha mãe estudou lá na década de 60.
    Obrigada e mais uma vez parabéns! Belo resgate fotográfico de um tempo que infelizmente ficou para trás.

    Curtir

  48. Emocionante poder ver essas fotos com meu pai ao meu lado ele contar um pouquinho da história da nossa família.
    Parabéns pelo blog!

    Curtir

  49. Prezado historiador.
    Quando pensamos não haver mais jeito para este país, encontramos pessoas abnegadas e desprovida de qualquer vaidade – compartilhando arquivos e conhecimentos – como você. Parabéns! Por resgatar a memória histórica de Natal e um pouco da minha adolescência.
    Que sirva de lição para essa classe política do nosso estado, que não tem compromisso com a história da nossa cidade e que ao invés de se unirem em prol do desenvolvimento da região, só cuidam de interesses próprios, impactando o nosso bem-estar e desenvolvimento do RN.
    Reitero os meus sinceros parabéns, que você possa ser a semente que faltava, para germinar na mente de outros, a vontade de seguirem seu exemplo.
    PARABÉNS!!

    Curtir

    1. Obrigado Vilela, feliz que tenha gostado deste nosso trabalho.
      Concordo em número, gênero e grau sobre o que você comentou em relação a nossa triste classe política. Duvido que algum deles tenha se dado ao trabalho de ver estas fotos.
      Muito obrigado amigo.
      Rostand

      Curtir

  50. MARAVILHA PRA QUEM SABE O VALOR DE UM TRABALHO DESSES, VI UM SOBRE CAMPINA GRANDE-PB, POREM FORAM + de 10 anos de pesquisas, com depoimentos e fotos atualizadas do local, Parabens

    Curtir

  51. Meu caro você me fez voltar ao passado, que paz, que tranquilidade coisas que nos faz muita falta. Tive o privilegio de usufruir destes bons momentos, apenas sugestão: devias ter explorado mais o bairro mais antigo de Natal “Rocas”. Um forte abraço.

    Mauri do Amaral

    Curtir

  52. gostei muito, sou de Nata, morei em Potilãndia até março de 1987, quando vim para Mogi das Cruzes, São Paulo e moro aqui desde então, mas ao ver essas imagens me dá não só saudades, mas muita emoção, pq. é a cidade que amo e todas as fotos ficaram lindas; agradeço a Vc Rostand Medeiros que teve essa ideia das fotos, parabéns!!!!

    Curtir

  53. Meu nome é Elindeslindo de Araújo, Sou Sargento da Gloriosa Policia Militar fiquei encantado com este bonito trabalho você meu nobre amigo esta de parabéns por este brilhante trabalho adorei e queria ter a honra de conhecer pessoalmente…

    Curtir

  54. Caro, Rostand.

    Sou Pernambucano e morei muito tempo nesta maravilhosa cidade e suas bela histórias, fiquei maravilhado com algumas fotos que me remeteram ao passado e de determinados contos desta cidade, o que me chamou atenção foi ponte velha que liga Natal a zona norte e que hoje tem apenas partes do que foi um elo de ligação ao futuro.

    Abraços.

    Gustavo Vilela

    Curtir

  55. Caro Rostand, quero parabenizá-lo pelo excelente trabalho. Morei em Natal no fim dos anos 80 até por volta de 92, infelizmente devido ao trabalho tive que ser transferido. Passei 21 anos longe deste lugar maravilhoso, e voltei. Muitas coisas mudaram, mas ficou a essência da minha juventude em cada rua, em cada praça, em cada casa, em cada ponto histórico e turístico. Atualmente moro na capital federal, mas em meus planos está inserido o retorno à capital potiguar, só que para morar definitivamente. Sou cearense de nascimento, mas vivi tão intensamente em Natal, que me considero potiguar.
    Sua coleção fotográfica é um espetáculo, e isso me trouxe lembranças maravilhosas, assim, como a maioria das imagens inéditas e tão antigas consolidaram mais ainda o amor que tenho por esta terra.

    Parabéns meu amigo…sucesso e em novembro próximo estarei de férias nesta maravilha.

    Pediria que você me escrevesse um e-mail para gabrival@ibest.com.br, gostaria de enviar-lhe um presente daqui de Brasília para você.

    Aguardo seu retorno, e mais uma vez parabéns pelo seu lindo trabalho.

    Gabriel Filho (Brasília-DF)_

    Curtir

    1. Grabriel,
      Meu amigo fiquei muito feliz e agradecido pela sua mensagem.
      Peço desculpas pelo atraso no retorno, pois estou trabalhando em meio a fortes chuvas na cidade e tivemos parentes atingidos por esta situação. Mas já está tudo ok!
      Quanto aquele material foi justamente para satisfazer pessoas como você, que amam Natal despretensiosamente e possuem lembranças da nossa cidade. Também foi para que os mais jovens, na maioria dos casos, saberem o que tínhamos.
      Mais uma vez fico agradecido pelo seu contato.
      Rostand

      Curtir

  56. olá Rostand parabéns, sou amante de historia e gostei muito do seu trabalho.
    lembrei das historias que meu pai contava quando ele chegou a natal na década de 50.
    ótimo trabalho, parabéns.

    Curtir

  57. Que belo passeio por Natal que vc me proporcionou! Não sou daqui,estou morando em PN e adorei ver as fotos. Quanta diferennnça! Parabéns pelo trabalho!!!

    Curtir

  58. Olá, Rostand. Emocionada com o seu trabalho. Sou de C.Novos, mas Natal também faz parte de minha vida. Por aqui vinha à passeio, veraneio, estudar, etc, etc. Hoje, moro entre C.Novos e Natal. Passando as fotos, identifiquei, quase tudo. Fiz uma viagem no tempo e passei por muitos lugares que foram retratados nesse maravilhoso trabalho. Sou amante de fotos antigas. Aliás, também, guardo com carinho, fotos de um tempo que jamais, sairá da minha memória. Areia Preta e Ponta Negra, são meu xodó.
    Um grande abraço e a admiração por esse maravilhoso trabalho..

    Curtido por 1 pessoa

  59. Olá Rostand…
    Escrevi um livro em que narro algumas lembranças dos meus avós, vividas na 2º guerra aqui em Natal. Alguns trechos só foram possíveis por causa das informações encontradas em seu site. Minha avó que é a protagonista do livro relatou lembranças esparsas, que só pude organizar em um texto, após ler suas pesquisas. Agradeço muito e vou citar a fonte. Foi interessante ler o que você escreveu sobre o período e encaixar no quebra cabeça das lembranças de vovó e vovô. Vc deve saber que o Centro de Turismo, antes de presidio, abrigou o ORPHANATO PADRE JOÃO MARIA. Minha avó foi uma das órfãs e viveu catorze anos lá.
    Vovô foi funcionário da loja A PARAIBANA por 40 anos e vendeu muito couro para os sapateiros confeccionarem as Brasilians Boots. Também couro de cobra e jacaré para os americanos levarem como souvenir. Ele perdeu dois primos, tripulantes do navio Araraquara, quando este foi torpedeado pelo submarino alemão.
    O livro chama-se FRANCISCA e foi o 2º colocado no concurso Rota Batida IV da Coleção Mossoroense. Acho que vai ser publicado em dezembro e ficaria feliz com sua presença no lançamento. Um abraço.

    Curtir

    1. Olá Ana Cláudia,
      Que coisa maravilhosa deve ser seu livro e ficou muito, mas muito feliz de verdade, em saber que nosso trabalho voluntário junto ao TOK DE HISTÓRIA foi útil para você desenvolver seu material.
      Aqui neste espaço busco apenas realizar o meu prazer de pesquisar e escrever temas sobre a história. Sem objetivos maiores, sem seguir uma linha especifica, sem me perder em certos ditames. Apenas quero democratizar informações históricas, com a ideia (ou sonho) de fazer as pessoas gostarem mais de aprender sobre o passado.
      Com certeza estarei no seu lançamento e lhe peço que me envie material informativo sobre este evento.
      Muito obrigado pela sua mensagem, pois tornou muito mais feliz meu dia.
      Forte abraço.
      Rostand

      Curtir

  60. Que sonho bonito o seu! Um sonho que ajuda pessoas como eu, a escrever sobre um passado, que os mais jovens não conhecem. Mais uma vez, obrigada! O editor da Coleção Mossoroense me avisou que a publicação ocorrerá provavelmente em dezembro. Entro em contato, assim que souber a data, o local e a hora. Será um prazer recebê-lo.
    Grande abraço,
    Ana Cláudia

    Curtir

  61. Caro Rostand,
    Um trabalho louvável, de fôlego. Parabéns.
    Estudei em Natal 1957 a 1960. Fui aluno do Colégio Estadual do Ateneu Norte riograndense, onde fiz o curso científico. Aí em Natal também servi ao Exército. Portanto, nessas fotos, há parte de minha vida; daí a emoção que senti ao vê-las. Caminhei muitas vezes pela Praça Pedro Velho, Av. Rio Branco, Ulisses Caldas, Praça André de Albuquerque, Junqueira Aires (onde morava Luiz da Câmara Cascudo), desci muitas vezes para a Ribeira, Rocas, as lanchas para a Redinha… Os bailes no Aéreo Clube, jogos no Juvenal Lamartine…
    Vou a Natal com certa frequência. Quem conheceu essa cidade e sentiu o aconchego de sua gente, não a esquece jamais.
    A guisa de colaboração, confesso que senti falta da identificação dos lugares fotografados e das correspondentes datas. São estas informações que levam o cara inteiro ao passado.
    Queria estudar engenharia aí em Natal, mas, naquela época, ainda não havia o curso ai, na Universidade. Vim para Recife, lamentando deixar Ponta Negra, Pirangi, Genipabu, Grande Ponto…
    Um abraço
    Marco Juno Costa Flores

    Curtir

  62. Sou da década de 1950. Já vi muitas fotos antigas, tudo isso é muito bom, más eu lanço um desafio aos Senhores, me mostrem pelo menos uma foto do antigo Instituto Dom Manoel Tavares Era uma instituição interna para menores nos anos 60 na antiga cidade de São Romão, hoje Fernando Pedroza. Uma foto e se possível acompanhada de sua História. Qualquer novidades, meu E-mail; orlandopereira77@yahoo.com.br – Ficarei grato bem como talvez eu tenha alguma informação a contribuir do referido evento.

    Curtir

  63. Sergio Orieva época boa para quem nao sabe essa época saia ônibus da av. pres. bandeira (av 2 ) com av 6 piqui nique para ponta negra amigos estou criando um blog sobre estorias da antiga natal onde a turma dos anos 50,60,70,80,possa contar estorias vivida e fotos antiga e amareladas sobre a historia venham participar falar sobre o palácio do esporte o único palco da época o que fazíamos depois…falar sobre o clube America á assem, zas tras o feijão verde cantinho da gia … montei um ( blog lembrança da natal do passado) sergiorieva@ e gostaria de fazer uma grande comunidade com fotos da época e se possível vídeo só coisa do anos 50,60,70,80 e 90 nada novo. vamos abrir os antigos álbuns e caixas de sapatos e enviar o nosso passado nossas lembranças e também daqueles que hoje já não estão entre nos e criar uma grande comunidade de saudosista narrando o que fizemos vamos divulgar para dar certo gostaria de colocar a foto do chafariz da antiga av 6 com av5 falar sobre a meladinha do názir e as historias do saudoso názir o favoso cartão vermelho…fotos dos amigos vamos tentar criar esse projeto divulguem nos blog e a net

    Curtir

  64. Olha, um dia aqui na minha casa encontrei um CD com, se não me engano, mais de 500 fotos muito antigas da cidade de Natal. Não faço ideia como ele apareceu (Diz meu pai que foi herança da minha vó). Nunca soube para onde destinar essas fotos, mas acho que elas tem valor histórico. Como posso compartilhá-las? alguma sugestão?

    Curtir

    1. Eu gostaria muito de receber essas fotos de sua avó, seria possivel repassar para meu email? ficaria muito feliz. seria para arquivo pessoal, tipo coleção, pois curto muito, não me canso de olhar. muito obrigada

      Curtir

  65. Louvável a iniciativa, mas ficaria melhor com legendas, pra se saber de que lugar ou monumento se trata. Pra quem não é de Natal fica mais difícil identificar.

    Curtir

  66. Caro Rostand. Conheci hoje o seu trabalho por indicação de um amigo de facebook. Quero parabenizá-lo e expressar uma tristeza por nossa bela cidade não ter (ou ter pouquíssimo) registros físicos dessa história recente. Como é que a cidade não tem um museu da aviação ou um museu da segunda guerra?

    Curtir

  67. Prezado Rostand. Foi com alegria que tomei conhecimento hoje do conjunto de fotos antigas de Natal. É realmente um brilhante trabalho esse seu de recuperar o registro histórico da nossa cidade. Como nasci e moro em Natal a bastante tempo, reconheci a quase totalidade dos locais e situações mostradas nas fotos. Aproveito a oportunidade para indagar se o acervo já chegou ao final ou poderão surgir novas fotos antigas?

    Curtir

    1. Amigo Airton, muito obrigado pela mensagem positiva sobre este trabalho. Eu estou tentando, mas o “mercado” anda com baixa produtividade, mas continuo na luta e assim que chegar a um número que almejo, vou lançar no nosso blog. Um abraço. Rostand

      Curtir

      1. Caro Rostand, descobri em um antigo álbum de fotos de meus pais uma foto fantástica e inédita de um antigo Carnaval realizado no velho Natal Clube no Grande Ponto. Pelos meus cálculos a foto é de 1938 e mostra em pose a antiga sociedade de Natal. É fácil reconhecer nela inúmeras personalidades da época, avós e bisavós de muitos natalenses. Perguntaria ao prezado o que fazer deste documento? Penso em como seria interessante uma ampla divulgação para permitir a identificação de cada um, e permitir um registro para a historia. Um Abraço. Airton Galvão

        Curtir

  68. Estou sem palavras diante de tanta riqueza cultural,parabéns pelo belo trabalho,sou mãe de escoteiro e meus filhos ficaram emocionados quando viram a antiga sede dos escoteiros,parabéns mesmo são pessoas como você que o mundo precisa

    Curtir

  69. Boa dia. Parabéns pelo trabalho. Já tinha visto algumas fotos antigas de Natal, de um colega chamado Esdras (fotógrafo) – mas as suas são magníficas. Moro hoje em Brasília, mas passei a infância e a adolescência na capital potiguar (morava no conjunto P. Negra). Fiquei emocionado com as “saudades” que me evocaram algumas das imagens. Grande abraço,
    André Veras (Ouvidoria do TST)

    Curtir

  70. Emocionante ver essas fotos, meus olhos lacrimejaram de saber o nosso passado, ver essas fotos nos trás a memória de imaginar como era viver naquele tempo. A cidade era extremamente linda, e gostaria que continuasse assim, linda como antes.

    Curtir

  71. Caro Rostand.

    Ao ver suas fotos, revivi os meus 40 anos de Natal, quando aqui cheguei com apenas 20 anos. Foi um verdadeiro colírio, rever/relembrar uma grande da nossa querida Natal, como conheci, haja suadades e lembraças dos tempos que não voltam mais.
    Belíssimo trabalho. Parabéns, é assim que a história continua viva e florescendo cada vez mais.
    As vezes, sento ou saio com meu filho e conversamos a respeito das coisas da antiga Natal, fotos e histórias nos interessam bastante e ele fica fascinado quando eu falo e relembro de Natam em 1975.

    Curtir

  72. Caro Rostand.

    Ao ver suas fotos, revivi os meus 40 anos de Natal, quando aqui cheguei com apenas 20 anos. Foi um verdadeiro colírio, rever/relembrar uma grande da nossa querida Natal, como conheci, haja suadades e lembraças dos tempos que não voltam mais.
    Belíssimo trabalho. Parabéns, é assim que a história continua viva e florescendo cada vez mais.
    As vezes, sento ou saio com meu filho e conversamos a respeito das coisas da antiga Natal, fotos e histórias nos interessam bastante e ele fica fascinado quando eu falo e relembro de Natam em 1975.

    Obs.: Onde escrevi Natam, o correto é NATAL.

    Curtir

  73. Boa noite, Rostand Medeiros;
    Me chamo Fagner sou estudante de direito da UFRN e orgulhosamente natural do bairro Rocas, gostaria de saber se posso disseminar esse material (através de VCD) com o objetivo de divulgar e resgatar a memória de nossa cidade que tem uma significativa importância histórica (lembrando que será um trabalho voluntario e sem fins lucrativos e sempre respeitando as os referenciais ditos aqui)…

    Curtir

  74. Maravilhoso esse seu trabalho, tenho um fascínio pela Natal antiga ou seja pela historio de nossa cidade. Obrigado pela viagem.

    Só não consegui identificar o centro de turismo(antigo presidio da cidade), você tem como colocar algumas fotos desse prédio que fez parte da vida de meu pai, pois ele trabalhou nele.

    Curtir

  75. Tenho 65 anos e toda minha infância foi na Cidade Alta, dos anos 50/60, especialmente rua Laranjeiras, Praça Andre de Albuquerque, onde hoje funciona o CRF, salvo engano o no. era 634, que era de minha avó.Vizinho, na esquina, era um palacete muito bonito que os inimigos da história derrubaram. Rever essas fotos antigas de Natal é uma saudade terrível, mesmo assim,muito obrigado.

    Curtir

  76. Tenho 65 anos e toda minha infância e juventude (anos 50 a 75), foi na Cidade Alta, especialmente rua Laranjeira e Praça Andre de Albuquerque, onde hoje funciona o CRF, salvo engano o n. e 634, que pertencia a minha avó paterna.Vizinho nosso, na esquina com a Praça João Tibúrcio, um palacete muito bonito, que os inimigos da história destruíram. Será possível localizar uma foto, fica bem defronte a Catedral Metropolitana? Foi uma saudade terrível rever Natal antiga…..Obrigado

    Curtir

  77. Iniciativa maravilhosa e abençoada, a postagem destas fotos de nossa querida cidade de NATAL R.N. Meu nome é Tarcires Soares, minha adolescência foi desfrutada na companhia da família de Glorinha Oliveira (NOSSA DIVA), e seus filhoa meus amigos Aécio e Queiroz Oliveira. Tempo maravihoso, inesquecivel . Moro em Recife desde 1970. Parabéns pelo trabalho destas postagens. Que DEUS abençoe.

    Curtir

  78. Caro historiador Rostand Medeiros, boa tarde! Sou bibliotecária e responsável pela Memória da Minha Instituição; Gostaria de saber se posso usar algumas fotos de Natal antiga do seu Blog como marca d’água em 3 banners que estou confeccionando para o Centro de Memória.
    Cordialmente.
    Ana Paula

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s